“Mário Alves não é o candidato do PSD de Oliveira do Hospital”

Quando faltam menos de 24 horas para a apresentação formal da recandidatura de Mário Alves à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, a concelhia do PSD continua a não aceitar a decisão das estruturas distrital e nacional do partido.

Ao correiodabeiraserra.com, Nuno Pereira que garante não ter sido informado da sessão marcada para as 18h00 de amanhã – “soube pelos jornais”, referiu – disse “demarcar-se completamente” da candidatura de Mário Alves e esclareceu que “Alves não é o candidato do PSD de Oliveira do Hospital”.

A suceder José Carlos Mendes no cargo para o qual foi eleito por duas vezes consecutivas, Nuno Pereira insiste em fazer vingar a trilho político de Mendes e em querer esperar pelo veredicto final do Tribunal Constitucional.

“Vamos esperar até 14 de Agosto”, referiu o líder local do PSD, sublinhando que se o parecer for favorável, a CPS está em condições para apresentar as listas autárquicas à Câmara Municipal e Juntas de Freguesia até ao dia 27 de Agosto.

Assistindo com “calma e serenidade” às movimentações do PSD distrital e nacional, a Comissão Política de Secção não tem dúvidas de que os estatutos não estão a ser cumpridos, já que a lógica é que o candidato à Câmara seja apresentado pela concelhia. “A lógica não está a ser seguida há muito tempo”, vincou, recordando que “este processo está a ser conduzido à revelia da CPS”.

A certeza de Nuno Pereira é de que não se pretende desviar do caminho iniciado, mas, não deixa de lamentar o atraso na resposta, que continua a aguardar do Tribunal Constitucional, especialmente por se tratar de uma matéria que carece de alguma urgência.

A saída de Mendes da concelhia para além de ter ditado a subida de Nuno Pereira a presidente, significou também a demissão do segundo vice-presidente, Inácio Campos, que se posicionou ao lado do ex líder, no projecto independente “Oliveira do Hospital Sempre”.

Não se chegou, contudo, a consumar a demissão de Telma Martinho que se posiciona, agora, como primeira vice-presidente e tesoureira da CPS do PSD. Nuno Vilafanha é o terceiro vice-presidente, seguido pelos vogais João Brito, Pedro Rosário, Jorge Carvalho, José António, António Mota, Mário Ribeiro e Rui Fernandes.

A CPS assistiu, contudo, a uma baixa entre os vogais, com a demissão de Madalena Gouveia que se deverá posicionar do lado de José Carlos Mendes, num projecto independente para a freguesia de Ervedal da Beira.

LEIA TAMBÉM

SONAE (Ai – Ai …) Ou em como o “ouro” de uns é o nosso prejuízo!

CDU vê aprovado na Assembleia da União de Freguesias de Ervedal e Vila Franca da Beira voto de protesto contra falta de apoio das autoridades às vítimas dos incêndios

O eleito da CDU na Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Ervedal e …

Nova liderança da JSD de Oliveira do Hospital quer colocar problemas dos jovens na agenda política local

Virgílio Salvador, de 26 anos, foi eleito no domingo presidente da Juventude Social Democrata de …