Mário Patrão, o piloto de Seia vence a classe maratona do Dakar 2016

O piloto e mecânico de Seia Mário Patrão foi o grande vencedor da classe Maratona do rali Dakar. O piloto português superiorizou-se na última tirada da prova a Emanuel Gyenes por 53s selando assim o triunfo nesta categoria, um dos seus grandes objectivos na prova. Mário Patrão tirou partido da excelente prestação ao longo da última semana, subindo posições na classificação geral praticamente todos os dias.

Na classificação geral, Mário Patrão terminou a prova no 13º lugar, naquela que é a sua melhor classificação na maior prova de todo-o-terreno do mundo, ele que nas anteriores tr~es participaç~oes se tinha ficado pelo 30º lugar. Na última etapa conseguiu um brilhante 10º lugar. Foi, ainda, o segundo melhor português da geral, depois de Hélder Rodrigues, que terminou em quinto.

A classe maratona, onde Mário Patrão se sagrou vencedor, é uma categoria específica, que impossibilita os participantes de realizarem qualquer troca nos elementos originais da moto, seja motor, chassi ou suspensão, ao longo da prova.

É uma modalidade destinada a pilotos que disponham de uma moto stock, contrariamente às de fábrica utilizadas pelas equipas oficiais e que são adequadas a cada piloto, e numa versão disponível para o comum utilizador, esta classe requer dos participantes a capacidade de completarem os mais de 9 mil quilómetros do Rali Dakar sem recorrer à mudança de peças da mota, como é o exemplo do motor, quadro, suspensões, entre outros elementos “primordiais”.

LEIA TAMBÉM

CM de Oliveira do Hospital pretende alienar capital que ainda detém na BLC3

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital vai propor numa das próximas Assembleias …

Governo aumenta para 85 por cento o apoio às empresas afectadas pelos incêndios de Outubro

O Governo aumentou de 70 por cento para 85 por cento o apoio à recuperação …