Foram assinados, no passado sábado,  os acordos de cooperação entre o Centro Distrital da Segurança Social de Coimbra e o Centro Social de Aldeia das Dez para seis utentes da valência de lar de idosos, inaugurada naquele dia.

Mário Ruivo trouxe acordos de cooperação, mas lembrou que este tipo de investimentos “não é urgente”

Imagem vazia padrãoA funcionar desde Junho passado, a nova resposta social de Aldeia das Dez representou um investimento financeiro na ordem dos 450 mil euros, comparticipado em 50 mil euros pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital. A assinatura da meia dúzia de acordos era esperada pela direcção do Centro Social de Aldeia das Dez dado que, até ao momento, para além do apoio técnico, a Segurança Social não tinha avançado com qualquer disponibilização de verbas, quer para a construção, quer para a aquisição de equipamentos. Uma situação que o director distrital da Segurança Social de Coimbra, Mário Ruivo, justificou com a argumentação de que “comparativamente ao restante país, Oliveira do Hospital não é dos sítios onde seja urgente fazer este tipo de investimentos”. “Há outros concelhos do interior que necessitam mais destes equipamentos”, sublinhou, dando conta da necessidade de “distribuir os equipamentos de forma equitativa”. Entendeu a Segurança Social que o mais urgente seria avançar com seis acordos de cooperação para uma Instituição Particular de Solidariedade Social que hoje inaugurou a valência de lar de idosos, com capacidade para 30 utentes, sendo que actualmente presta serviços a cerca de 13.

Mário Ruivo aproveitou também a ocasião que lembrar que, ainda recentemente, também o lar de idosos de Ervedal da Beira foi contemplado com 12 acordos de cooperação, não deixando contudo de criticar o facto de o presidente da Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) em causa, Padre Luís Costa, se ter mostrado descontente com o número de acordos efectivado. “O lar de Ervedal foi apoiado com 12 camas, o que corresponde, quase ao dobro do que é apoiada a generalidade das IPSS do distrito de Coimbra, para qualquer lar, inclusive, para os que foram financiados para construção”, referiu Mário Ruivo, esclarecendo que não se deixa levar com “manobras”.

"A zona Norte do concelho está completamente a descoberto", defendeu Mário Alves
 Imagem vazia padrãoO presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital não ficou indiferente às palavras do director da Segurança Social e, em defesa do que é a realidade em Ervedal da Beira, apelou a Mário Ruivo para que tenha o caso “em atenção”. “A zona Norte do concelho está completamente a descoberto nesta área …e para que estes investimentos possam dar guarida a estas pessoas, é necessário que haja um plafond em termos de acordos que lhes permita viver na instituição sem problemas”, notou Mário Alves, ao mesmo tempo que apelou à atenção de Mário Ruivo para outras IPSS como Alvôco de Várzeas e Avô.

No caso concreto de Aldeia das Dez, o presidente do município lamentou que o concelho esteja a ser “penalizado” pelo facto de “em todas as valências, Oliveira do Hospital estar acima da média do distrito e do país”. Deixou, por isso, a garantia de que a Câmara Municipal “estará sempre disponível para, de uma forma concertada, se resolverem os problemas”. Alves destacou também a capacidade empreendedora dos dirigentes associativos que “mesmo sem apoios avançam com as obras”, justificada pela “tal cultura empresarial que existe em Oliveira do Hospital”.

O presidente da IPSS de Aldeia das Dez, Luís Conceição – que esperava pela assinatura dos acordos na próxima semana – não hesitou em considerar que a freguesia de Aldeia das Dez ficou “mais rica”, com uma obra que foi realizada com o objectivo de que “os idosos se sintam bem e acabem bem os seus dias”. A meia dúzia de acordos prometida pela Segurança Social acabou por chegar, mas aos jornalistas Luís Conceição referiu que, para um total de 30 utentes, o recebido “não é nada”.

LEIA TAMBÉM

“O presidente diz que Oliveira está na moda. Adarnela só se for na moda da idade da pedra. Não tem água, nem saneamento”

Quem chega a Adarnela, no concelho de Oliveira do Hospital encontra uma localidade dividida entre …

Cemitério de Nogueira do Cravo vai ser ampliado

A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital aprovou na sexta-feira o alargamento do cemitério de …