A Polícia Judiciária deteve seis homens pela prática de crimes violentos

Matou a ex-companheira no Sabugal e foi suicidar-se a França

O homem que assassinou a ex-companheira a 12 de Outubro no Soito, Sabugal, foi identificado pela Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal da Guarda, junto das autoridades francesas.

A vítima, de 67 anos, foi encontrada no interior da sua própria residência, dois dias após o crime. O agressor, de nacionalidade portuguesa, mas emigrante em França, deslocou-se à residência da mulher e com uma arma de fogo disparou sobre ela. A vítima acabou por falecer.

Ao regressar a França, onde reside, confessou o crime a um amigo, mostrando intenção de se suicidar. E assim o fez, com recurso à mesma arma de fogo. Ainda foi assistido numa unidade hospitalar de Toulousse, mas acabou por falecer.

LEIA TAMBÉM

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …

idosos

Idoso desaparecido em Trancoso

Os Bombeiros e a GNR estão a procurar um homem de 90 anos que foi …