médicos

Médica iniciou hoje serviço na extensão de saúde de Lagares da Beira

Dois anos depois, a extensão de Saúde de Lagares da Beira, no concelho de Oliveira do Hospital, voltou a contar a partir de hoje de manhã com uma médica de família. Teresa Alcântara é a clínica que vai passar a dar assistência aos cerca de dois mil utentes da localidade, bem como, segundo a Rádio Boa Nova, a utentes das freguesias vizinhas de Meruge e Travanca de Lagos.

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital não escondeu a sua satisfação pela reabertura daquele posto clínico mostrou-se satisfeito por aquele facto, mas não deixou de criticar o facto de se ter permitido que aquela extensão estivesse sem médico durante dois anos. “Parece que é um retrocesso na nossa democracia. Passados dois anos fazemos uma festa por direitos que nos deveriam estar garantidos”, explicou José Carlos Alexandrino em declarações à Rádio Boa Nova, nas quais classificou mesmo o que se estava a passar “como a festa da vergonha”.

“A primeira coisa que fiz foi pedir desculpas a esta gente. Nós políticos temos essa obrigação, como temos a obrigação de dar voz àqueles que não a têm”, continuou o autarca, enquanto a presidente da Junta de Freguesia de Lagares da Beira, Olga Bandeira, considerava este o momento “mais importantes” da sua vida enquanto autarca. “É o dia que me dá mais satisfação, porque sempre procurei estar ao lado de quem mais precisa”, concluiu.

LEIA TAMBÉM

António Costa remete construção do IC6 para “quando haja condições financeiras”

O primeiro-ministro não se compromete com uma data para a construção do IC6 entre Tábua …

Rui Rio amanhã em Oliveira do Hospital a convite da JSD

A JSD Distrital de Coimbra, em parceria com a JSD de Oliveira do Hospital, vai …

  • António Lopes

    É muita demagogia..! “Dar voz aqueles que a não têm”..Não é de rir? Tentam cortar a voz a quem tem o direito legal de a ter…O último episódio foi na Sexta -Feira..! Acabou-se a vergonha mesmo…Quem os ouve, se os não conhecer, às tantas acredita..!