Ministro da Saúde diz que hospitais têm mil médicos a mais

A declaração de Macedo levou o deputado do Bloco de Esquerda João Semedo a afirmar que “ou o secretário de Estado o anda a enganar ou anda a enganar os portugueses”, referindo-se ao estudo divulgado recentemente pela Administração Central do Sistema de Saúde que concluiu faltarem 600 médicos especialistas nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde.

Falando na comissão parlamentar no âmbito da discussão na especialidade da proposta de OE/2012, o ministro assumiu que o SNS vai chegar ao final do próximo ano com um défice de 200 milhões de euros.

“Os cortes não são cegos. São cirúrgicos. Direi mesmo que resultam de uma cirurgia de grande precisão”, afirmou Macedo, sobre o Orçamento do Ministério da Saúde para 2012.

“Rompemos com anteriores práticas de contar com dotações extraordinárias e supervenientes face às derrapagens orçamentais, que eram aparentemente surpresa, mas recorrentes e sempre dadas como inevitáveis”, afirmou Paulo Macedo.

O titular da pasta da Saúde defendeu ainda que “não se pode continuar com despesas não controladas, com a manutenção de ‘rendas’ garantidas e margens de lucro desproporcionadas na actual conjuntura”.

In Público online

LEIA TAMBÉM

Maria Barroso faleceu esta madrugada

Maria Barroso morreu esta madrugada. Aos 90 anos, a mulher do ex-presidente da República Mário …

Mais de metade do país está em seca extrema

Maio de 2015 foi o terceiro mais seco dos últimos 11 anos e no final …