Já está em fase de conclusão o monumento com que a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital pretende homenagear, no próximo domingo, por ocasião da comemoração do aniversário dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital o falecido comandante da corporação, Manuel Gouveia Serra, bem como os bombeiros em geral. A ianuguração da desiganada Praça Comandante Manuel Serra - Monumento ao Bombeiro tem inauguração prevista para as 11h30.

Monumento de homenagem aos bombeiros e comandante Serra em fase de conclusão

Imagem vazia padrãoOs trabalhos – traduzidos num investimento de cerca de 140 mil euros – decorrem numa das rotundas da cidade, localizada próximo da Rua D. Josefina da Fonseca e Eng.º António Campos. À semelhança do que aconteceu com o monumento de homenagem ao empresário inaugurado em Setembro do ano passado, também este é da autoria do escultor Luís Queimadela.

Findos os trabalhos de edificação da base que sustentará o monumento, decorre agora a colocação final da obra de arte do escultor que começa a marcar presença no concelho.

No seu todo, o monumento – de acordo com a última edição do Boletim Municipal – contempla três partes distintas que são a base e dois elementos escultóricos. A marcar presença assídua nas obras de Queimadela, a água surge a irrigar a base, precipitando-se em cascata pelas paredes em plano inclinado. É intenção do autor representar a pureza, o movimento e a força da atitude. Destaque para uma parede chapeada a granito, onde se encontrará inserido um busto em bronze do Comandante Manuel Serra. Sobre a base em betão, surge outro elemento escultórico que pretende representar a água, o ar, a terra e o fogo, formando uma árvore em chamas.

A ornamentação das rotundas da cidade com majestosos monumentos pensados para homenagear aqueles que se dedicam às causas locais começa a ser uma prática no concelho. Questionado recentemente sobre os custos desses trabalhos – no caso concreto do monumento que vai ser inaugurado domingo – o presidente da Câmara Municipal considerou não estar em causa muito dinheiro. “Queremos fazer alguma coisa que possa ficar para a prosperidade e que possa dar alguma dignidade àquele espaço e homenagear aqueles que todos os dias, quando toca a sirene, estão sempre disponíveis para correr e entrar nas suas viaturas para defender pessoas ou bens”, referiu Mário Alves aos jornalistas, frisando que “por isso não se pode considerar que a verba seja exagerada”.

LEIA TAMBÉM

Dois detidos em flagrante em Tábua por cultivo de cannabis

O Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial da Lousã deteve, ontem, dois homens com …

GNR realizou ontem 40 detenções em flagrante delito, sete das quais por roubo

Apenas um elemento do grupo suspeito de vários crimes na zona Centro ficou em prisão

Dos cinco jovens, com idade entre os 22 e os 28 anos detidos pela PJ …