Movimento de jovens organiza 24 horas de futsal em Alvôco para ajudar causas sociais

O Movimento OHP – A Criar Mudança, constituído por jovens oliveirenses que promove eventos com fins de solidariedade social, está a organizar um campeonato de 24 horas de futsal em que as receitas angariadas vão reverter para os mais necessitados. A prova disputa-se no campo sintético de Alvôco das Varzeas, entre as 20h00 do dia 19 e a mesma hora do dia seguinte, com a organização a manter a expectativa de reunir um total de 16 equipas na competição. Esta será a terceira edição da prova (a primeira rendeu 200 euros que foram entregues ao Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital).

“Vamos manter o nosso lema. Como noutras iniciativas, no final do torneio, iremos atribuir o que conseguirmos capitalizar para um objectivo que ainda não está identificado, mas será para colmatar qualquer necessidade para a comunidade ou de um caso individual. Esperemos é que as pessoas colaborem como em anos anteriores. As inscrições para esta prova podem ser feitas pelo mail : [email protected]”, conta um dos fundadores do movimento que é formado, como seus membros dizem, por “jovens pró-activos e empreendedores, com vontade de dinamizar, desenvolver o concelho de Oliveira de Hospital e ajudar quem mais precisa”.

Os elementos do grupo não esquecem, por exemplo, a felicidade das três famílias que receberam os três cabazes que o movimento conseguiu construir, após uma recolha de donativos nos estabelecimentos nocturnos de Oliveira do Hospital. “Foram distribuídos na Freguesia de Nogueira do Cravo, a pessoas que o presidente identificou como as mais necessitadas. É impossível esquecer a satisfação daquela gente ao receber os produtos, essencialmente comida”, contam, recordando também a recolha de roupas e brinquedos que já fizeram junto dos estabelecimentos comerciais da cidade. “São pequenas coisas, uma ajuda quase irrelevante, mas que faz muito bem a quem precisa”, resumem.

“Este movimento tem como objectivos sensibilizar a população relativamente às carências da sociedade e estimular as gerações mais novas a desenvolver uma participação activa. Acho que a formação social e cívica tem vindo a ser negligenciada. Este é um erro que poderá sair bem caro a todos nós no futuro”, refere outro elemento, frisando que em todas as iniciativas do movimento aparecem novos jovens. “Queremos ajudar instituições meritórias do nosso concelho, procuramos combater a solidão dos nossos idosos, evidenciar falhas que se têm vindo a repetir e que precisam ser colmatadas e incutir nos nossos jovens responsabilidade e hábitos de trabalho. É que são eles que um dia vão a assumir o futuro do nosso concelho”, sublinha, acrescentando que os actuais responsáveis esperam por novos nomes para assumirem o movimento de forma mais efectiva.

LEIA TAMBÉM

Oliveirense Aqua Village Health Resort & Spa vence 12 prémios internacionais no Dubai

O Aqua Village Health Resort & Spa arrecadou 12 prémios nos Haute Grandeur Global Execellence …

Oliveirense Rafael Dias pretende liderar a partir de amanhã a Comissão Política Distrital de Coimbra da Juventude Popular

O oliveirense Rafael Dias é candidato à presidência da Comissão Política Distrital de Coimbra da …