Mulher do amigo de Sócrates é a sétima arguida no processo que resultou da Operação Marquês

Inês Pontes do Rosário é a sétima arguida do processo que resulta da Operação Marquês – a mesma que ditou a prisão preventiva de José Sócrates. Segundo o Expresso trata-se da mulher de Carlos Santos Silva, empresário e melhor amigo do ex-primeiro-ministro que também está em prisão preventiva.

A informação surgiu hoje após o segundo dia de interrogatório a Joaquim Barroca Rodrigues, o vice-presidente do Grupo Lena a quem o juiz Carlos Alexandre aplicou a medida de coação de prisão preventiva com possibilidade de se converter em prisão domiciliária com pulseira electrónica.

Inês Pontes do Rosário passa assim a fazer companhia a Carlos Santos Silva e José Sócrates, o ex-motorista de Sócrates, João Perna, o advogado Gonçalo Trindade Ferreira e o administrador da farmacêutica Octapharma, Paulo Lalanda Castro, como arguidos no processo.

LEIA TAMBÉM

IP reforça meios de prevenção e limpeza de gelo e neve nas estradas da Serra da Estrela com novo Silo de Sal-gema na Guarda

A Infra-estruturas de Portugal (IP) instalou na Guarda, um novo silo de sal-gema com capacidade …

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …