Mulher inconsciente caiu na berma de movimentada artéria da cidade

Uma mulher de 52 anos foi ao início da tarde socorrida na berma de uma das mais movimentadas artérias da cidade de Oliveira do Hospital depois de ter perdido os sentidos e ficado ferida num joelho. Assistida no SAP, a vítima seguiu para os HUC para cuidada avaliação neurológica e despiste de AVC.

queda2

A mulher residente na Catraia de S. Paio circulava a pé, no sentido descendente, na berma da Avenida Dr. António Afonso Amaral, próximo da Quinta da lameira quando terá sido acometida por uma indisposição que lhe provocou perda dos sentidos e consequente queda contra uma estrutura metálica que lhe causou ferimentos num joelho.

Ao local acorreu uma equipa do INEM que transportou a mulher para o Serviço de Atendimento Permanente do Centro de Saúde de Oliveira do Hospital, situado a escassos metros. “Encontrámos a senhora com um ferimento no joelho, muito perturbada e sem saber o que lhe tinha acontecido”, afirmou o comandante dos Bombeiros, Emídio Camacho.Automobilistas que, na ocasião, circulavam na via prestaram auxílio imediato à mulher, pedindo socorro aos bombeiros. “A senhora ia a caminhar normalmente e de repente caiu para o lado”, contou uma testemunha ao correiodabeiraserra.com, referindo que no imediato foi logo solicitado auxílio aos bombeiros para socorrer a vítima. “Só espero que não tenha sido nenhum AVC”, disse ainda a jovem condutora visivelmente transtornada.

De acordo com informação apurada por este diário digital, a mulher deu entrada no SAP com valores altos de tensão arterial, discurso desorientado e perda de memória. A vítima seguiu para os Hospitais da Universidade de Coimbra para cuidada avaliação neurológica e despiste de acometimento de AVC.

LEIA TAMBÉM

Governo e PSD assinam acordo sobre descentralização que abre portas à regionalização

Governo vai pedir a universidades estudos para uma organização subnacional do Estado, dando mais poderes …

Maavim contraria ministro Pedro Marques e diz que há pessoas a viver sem condições nos concelhos de Oliveira do Hospital, Tábua e outros

O movimento associativo de apoio às vítimas do incêndio de Midões (Maavim) manifestou hoje indignação …