Habitantes no lugar do Soito indignados com falta de limpeza de terreno junto a habitações

Multas por falta de limpeza de terrenos dispararam no último ano

As forças policiais multaram, num ano, 2.732 proprietários por falta de limpeza de terrenos florestais e as coimas originaram a uma receita de mais de 220 mil euros, segundo dados do Ministério da Administração Interna, que passou a ser responsável, desde Maio de 2014, pela instrução dos autos de contra-ordenação levantados pelas forças de segurança em matéria de incêndio florestal. A GNR levantou 2.546 autos e a PSP, 186.

Esta era, recorde-se, uma das responsabilidades que anteriormente pertencia às câmaras municipais que zelavam pela aplicação e cobrança das coimas sobre a falta de limpeza das matas ou das zonas juntos às habitações. A alteração de competências das autarquias para a Secretaria-Geral do MAI esteve relacionada, segundo o Governo, com o número reduzido de coimas cobradas pelas autarquias, em relação aos autos levantados pelas forças de segurança.

LEIA TAMBÉM

IP reforça meios de prevenção e limpeza de gelo e neve nas estradas da Serra da Estrela com novo Silo de Sal-gema na Guarda

A Infra-estruturas de Portugal (IP) instalou na Guarda, um novo silo de sal-gema com capacidade …

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …