Habitantes no lugar do Soito indignados com falta de limpeza de terreno junto a habitações

Multas por falta de limpeza de terrenos dispararam no último ano

As forças policiais multaram, num ano, 2.732 proprietários por falta de limpeza de terrenos florestais e as coimas originaram a uma receita de mais de 220 mil euros, segundo dados do Ministério da Administração Interna, que passou a ser responsável, desde Maio de 2014, pela instrução dos autos de contra-ordenação levantados pelas forças de segurança em matéria de incêndio florestal. A GNR levantou 2.546 autos e a PSP, 186.

Esta era, recorde-se, uma das responsabilidades que anteriormente pertencia às câmaras municipais que zelavam pela aplicação e cobrança das coimas sobre a falta de limpeza das matas ou das zonas juntos às habitações. A alteração de competências das autarquias para a Secretaria-Geral do MAI esteve relacionada, segundo o Governo, com o número reduzido de coimas cobradas pelas autarquias, em relação aos autos levantados pelas forças de segurança.

LEIA TAMBÉM

Oliveira do Hospital vai contar com sistema de optimização de deposição de resíduos

O concelho de Oliveira do Hospital é um dos 16 municípios do Planalto Beirão que …

Burger King une-se à Cruz Vermelha para apoiar vítimas dos incêndios

A BURGER KING e a Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) estabeleceram um protocolo com o objectivo …