Município de Nelas atrai instalação de empresa que irá criar de início 15 postos de trabalho

A Câmara Municipal de Nelas assinou um protocolo que irá permitir a instalação no concelho da empresa “Só Sabão – Saboaria de Viseu”, uma fábrica artesanal e não poluente. O projecto prevê um investimento de um milhão de euros, já aprovados no âmbito do Programa Portugal 2020, e a criação, numa primeira fase, de 15 postos de trabalho.

Esta firma, que tem como principal actividade a cosmética natural e investigação de produtos naturais portugueses, irá procurar criar com esta unidade uma nova gama de produtos locais, apostando no vinho e azeite produtos endógenos da região.

Com este protocolo, assinado a 11 de Maio, ficou estabelecida a venda de um terreno com cerca de 2.400m2, na Variante de Nelas, junto às oficinas municipais, para construção da sua unidade produtiva que leva à criação inicial de 15 postos de trabalho. Além dessa área produtiva, está prevista a criação de valências públicas com zona multiusos para a realização de workshops, exposições, formação no âmbito da cosmética natural e outros eventos.

“Estas medidas estão inseridas na Política de Apoio ao Investimento e Criação de Emprego, que entrou em vigor no dia 21 de Julho de 2015 e que promove a criação de mecanismos de apoio à actividade empresarial para a fixação da população, sobretudo jovens e desempregados, tendo em vista a promoção da sustentabilidade económica e da empregabilidade local, prioridade maior no actual mandato autárquico”, explica a Câmara Municipal de Nelas.

LEIA TAMBÉM

José Carlos Alexandrino garante que existem três médicos dispostos a vir trabalhar para Oliveira do Hospital desde que sejam contratados pela tutela

Deputado do PS Santinho Pacheco defende encaminhamento de doentes renais de Seia e Gouveia para Viseu

O deputado socialista Santinho Pacheco, eleito pelo circulo eleitoral da Guarda, anunciou hoje que questionou …

A partir de hoje a origem do leite é obrigatória nos rótulos

A origem do leite, queijo, requeijão, iogurte, manteiga ou nata vai ser obrigatória nos rótulos …

  • Guerra Junqueiro

    Não dá para se fazer sabão de queijo? Grande azar.
    A BLC3 é que faz os estudos, e em Nelas é que aparecem estas empresas.
    Expliquem-me o que se passa? No entanto é o João Nunes, o tal CEO da BLC3 e que se doutorou lá é que vai explicar e ensinar no próximo dia 24 como se faz a “Transferência de conhecimento para o mercado”. Ele que vá a Nelas, aprender como isso se faz.

    Cumprimentos
    Guerra Junqueiro