Mistério do consumo de mais de 1300 litros de água por dia em casa desabitada em Andorinha continua e proprietários ainda não sabem se vão ter ou não de pagar

Município de Oliveira do Hospital paga 55 mil euros num contrato por ajuste directo a empresa de apoio à equipa multidisciplinar da água e saneamento

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital assinou um contrato por ajuste directo com a recém criada (15 de Julho) empresa H2Org – Serviços de Engenharia Unipessoal, Lda, de Canas de Senhorim, para prestação de serviços de apoio técnico à Equipa Multidisciplinar do Serviço de Águas e Saneamento (EMSAS). A autarquia vai pagar por este trabalho, que se iniciou em 18 de Novembro, um total de 55.350 euros. Antes, em Maio, a autarquia também já tinha estabelecido um protocolo com a BLC3, segundo o qual, mediante uma verba de 60 mil euros, entre outros serviços, esta iria também realizar estudos sobre a água e o saneamento.

O CBS tentou, por email, saber junto da autarquia o que motivou a contratação dos serviços H2Org e que tipo de tarefas ela irá prestar. A autarquia, porém, respondeu de forma lacónica através de uma nota. “Relativamente ao vosso email, informamos que os processos em questão decorreram de acordo com o Código dos Contratos Públicos, tendo sido publicados, nos termos da lei, no Esgotos de Travanca de Lagosportal da internet dedicado aos contratos públicos, pelo que a sua consulta pode ser feita em www.base.gov.pt”, referem ignorando as questões que foram colocadas, como, por exemplo, qual a necessidade de contratar esta empresa ou que tarefas específicas vai desenvolver. Recorde-se que esta foi uma contratação por ajuste directo autorizado por despacho do Presidente da Câmara Municipal a 24 de Outubro de 2014 (ajuste directo, recorde-se, é um procedimento através do qual a entidade adjudicante convida directamente uma ou várias entidades à sua escolha a apresentar uma proposta).

O responsável pela H2Org, por seu lado, limita-se a referir que a empresa foi convidada e apresentou uma proposta que foi aceite. “O nosso trabalho incluiu vários serviços sobre os quais vamos ter de apresentar um relatório final no final do contrato”, explicou Rui Pina, especialista em biotecnologia e na área da qualidade, proprietário da empresa H2Org – Serviços de Engenharia Unipessoal, Lda, constituída a 15 de Julho. “Os serviços que vamos prestar estão no contrato e a entidade contratante poderá fornecê-los”, continuou, sublinhando que nunca trabalhou anteriormente directamente para a autarquia oliveirense, mas que conhece bem o sistema de águas de Oliveira do Hospital onde já realizou alguns serviços.lagosesgotos

Esta é mais uma ajuda para a equipa multidisciplinar para o sector das águas e saneamento constituída em Janeiro, a partir da estrutura orgânica dos serviços municipais. O grupo é constituído por 19 elementos e que entrou em funcionamento a 1 de Fevereiro. Este grupo que tem por missão a restruturação do sector de águas e saneamento, aplicação de medidas que visem a redução do encargo do Município, relativamente à recolha de águas residuais urbanas pela AdZC, nomeadamente, as acções que diminuam a infiltração de águas pluviais na rede de saneamento, redução dos custos do abastecimento de água através de acções que visem a redução de perdas de água nas redes de distribuição e fornecimento de elementos relativos aos custos directos e indirectos e demais medidas que permitam a actualização dos tarifários com vista à aproximação da receita ao valor dos encargos com o serviço. No final de Janeiro, deverá apresentar um relatório detalhado da sua actividade com vista à sua avaliação.

No entanto, ainda antes de receber “ajuda” da H2Org – Serviços de Engenharia Unipessoal, a equipa multidisciplinar para o sector das águas e saneamento conta desde Junho, de alguma forma, com o apoio da BLC3. Nessa altura em que a Câmara Municipal, sob proposta do autarca José Carlos Alexandrino, aprovou um Protocolo de Cooperação Multidisciplinar de Desenvolvimento Económico entre o Município de Oliveira do Hospital e a Associação BLC 3 para um projecto que, entre outros pontos, contemplava o tratamento e valorização de resíduos e efluentes – elaboração de estudos e de propostas de intervenção municipal, designadamente levantamento de redes de água e saneamento e colaboração no tratamento processual destas áreas. Para o efeito aquela entidade recebeu da autarquia um apoio financeiro de 60 mil euros. O projecto teve início em 1 de Abril e termina agora a 31 de Dezembro de 2014, altura em que deverá apresentar um relatório.

LEIA TAMBÉM

Capoula Santos apresentou em Oliveira do Hospital novas medidas de apoio aos agricultores afectados pelos fogos

O Ministro da Agricultura apresentou, ontem, em Oliveira do Hospital, as novas medidas de apoio …

O “Ciclone de Fogo” varreu aquela noite que o foi de (quase) todos os medos… Autor: João Dinis, Jano

Naquela noite de (quase) todos os Fogos e de (quase) todos os medos, morreu Gente …

  • gato escondido

    O Pina nunca trabalhou na autarquia oliveirense!!!!? Se calhar trabalhou p’ra ADESA, ou outra dessas barrigas de aluguer. Mas o seu posto de trabalho, nos últimos 4 anos, era na câmara. até inda esteve neste novo serviço, que fica na casa da cultura. Este contrato podia até nem ter nenhum mal. Mas com a explicação deste responsável fica mesmo a parecer que há coisa a esconder. Ai há há

  • Tudo se Resolve

    Se for como eu é bem provável que esteja a dizer a verdade! Já lá estou a trabalhar há 2 anos e nunca trabalhei directamente para eles!

  • La Piovra

    “Corrado Catani”, precisa-se… “La piovra”, o Polvo… A BLC vai fazer um relatório, recebe 9 mil “tanto como uma equipa nde futebol” foi o argumento. Nos intervalos vai levando, assim umas “boladas”.”Os Barretos”, as 1ªs damas,e o resto das bandeirinhas, têm que ser pagos…No contrato diz-se tudo o que tem que ser dito para que se pague 6 tanches todos os meses, qualquer coisa como pagar os salários a 4 que acabaram o contrato e não pode ser renovado.Então, arranjou-se uma solução ..! A empresa forma-se a 15 de Julho.Em 15 de Outubro já tem alvarás curriculum e tudo o mais para ser convidada!!! Não ponho em caussa a capacidade técnica. Até sou capaz de compreender, só que, há regras, há empresas estabelecidas, com quadros técnicos e trabalhadores especializados que é preciso terem trabalho. Se não há concurso como podemos saber se foi o melhor preço..? Como podemos saber que é a mais capaz? Estrutura financeira? Curriculum? Em que base e critérios se fundamentou o “convite” e a adjudicação? Esta é uma que eu próprio vou levar ao Ministério Público..! O que é de mais é de mais. Depois, a “transparência” diz que foi publicado no portal das obras publicas. A empresa contratada diz que o objecto da obra o dono da mesma(Câmara) que diga..! Ficámos esclarecidos…Vai fazer um relatório..! 55 mil.A BLC vai fazer um relatório … 60 mil..! Como este há mais uns poucos…

    • Querias Mama!

      Ui este agora diz que os contratos devem ser dados a empresas já estabelecidas! É pior a emenda do que o soneto! Faltou-te aí alguma coisa? Estavas à espera de receber alguma coisa que não te caiu no colo?

      • La Piovra

        Não sejas mauzinho. Aprende a ler. O que lá está escrito é que, isto, é concorrência desleal para não dizer favoritismo… que o é..! Percebido? Eu não percebo nada de relatórios de água, nem tenho equipamento de testes, nem sou empreiteiro.

  • Corrado Catani

    Cá está. Cada um que tire as suas conclusões quer quanto ao contrato quer quanto
    à propagada transparência

    Afinal qual é o trabalho a fazer..?…

    • Malhadinhas

      Essa prestação de serviços de apoio técnico? Será segurar nos casacos dos elementos da equipa multidisciplinar? Pegar-lhes na mão para não escorregarem? Ir-lhes comprar umas minis e umas sandes? Quais são, afinal, os serviços técnicos de apoio?

  • Guest

    Então nunca trabalhou para a CM? Então tem andado lá há anos com o nome trocado.Ele há cada uma!!!

  • francisco campos

    Esta é mesmo à descarada! Claro, acabaram os contratos e contratos e mais contratos e, vai daí, vai-te coletar que depois contrata-se a tua firma que o unico elemento da firma é ele, que é só o individuo… atrás já foi tudo dito. É bom que quem tem o direito e o dever de agir leve isto até às ultimas consequências. Haja justiça e transparência.

  • Politicalex

    Para os que criticam o CBS, vejam como está a respeitar a quadra natalícia. Nada se comenta. Nós, os “mal comportados” não queremos perturbar o espírito Natalício aos nossos (des) governantes. Esperemos que, aproveitem estes dias para fazer um reflexão, ou como disse o Presidente da AM. uma contrição, dos muitos “pecados” que têm cometido…Boas Festas.São os desejos do “serrote” Politicalex…

  • Frei André Do Amaral

    É vergonhoso como atacam aqui as pessoas… Mas os três que aqui criticam estão perfeitamente identificados… O aspirante a vereador, o ressabiado e o sub diretor do Beira Serra. Quanto ao primeiro, queria mama e andou a lamber os pés à Cristina Oliveira e ao Tété. Já andavam tão fartos dele que já nem lhe atendiam os telefonemas. O segundo se tivesse o mesmo engenho para criticar como para gerir os negócios, não estava de tanga como está. Adora o confronto verbal e vive disso. Assim foi do outro lado da serra e aqui também. Quanto ao terceiro, é um imberbe com pretensões políticas que se julga escritor. Haja decoro e educação porque vocês para atingirem os vossos fins não ligam a meios…

    • Guerra Junqueiro

      Caro Fradeco;

      Não sei efectivamente a quem se refere, no entanto se me tenta atingir, está muito longe de o conseguir.
      Mal de mim se estivesse ao nível de Duartes, e Cristinas, eu pelo contrário tenho feito uma verdadeira oposição. Com Cristinas e Duartes deste calibre podem eles bem e melhor podem com a oposição que estes lhe arranjaram.
      Mas também o compreendo, é Natal, é a melhor altura para os frades irem fazendo “algumas rezas”. Continue, estarei para ler e responder aos seu “sermões”.

      Cumprimentos
      Guerra Junqueiro

    • cavalcanti

      Não sei quem e nem quero saber,mas demonstra ser um palhacito qualquer ao mando alguém.Aprenda a escrever .De quem fala, sabem mais a dormir do que você com os olhos bem abertos.

  • Mitómano

    Mas, os “Freis”, rezam ou dão sentenças? São três a comentar? Do outro lado a informação que tenho é que é só um ,que, por motivos vários,devia estar quietinho. Faz parte daquele grupo que, esquecendo as mais elementares regras da profissão, escrevem e comentam à peça, a mando de terceiros, que os alimentam.O aspirante a vereador, dificilmente faria pior que o os que por lá andam, da mesma equipa.O “falido” nunca mais lhe pagam, e não vejo porque é isso para aqui chamado.. Quanto ao terceiro estou agora a saber que tem ambições políticas. Se tiver, também tem direito a receber algum à sombra da bandeira. Ou virou exclusivo xuxa? Por fim, a notícia, é um contrato à peça, feito à medida e por ajuste directo, feito a uma empresa constituída a 15 de Julho, que a 24 de Outubro já estava com um contrato, “POR AJUSTE DIRECTO”… É preciso “é ter sorte”… Os que lutam pela transparência e respeito pelo dinheiro público são “os que não olham a meios para atingir os fins”.. Pelos vistos, estas habilidades, é tudo ” A BEM DA NAÇÃO”! Para alguns a preocupação não é a gestão do Concelho. É a vida pessoal dos outros…Mitómanos, é o que são. Mentem, mentem e acreditam no que dizem…O que mais apreciei foi a notícia das eleições entre o PS e o Mário Alves, na Arcial… E querem eles dar moral…Tudo lhes serve…

  • Frei André Do Amaral

    Afinal atingi alguém…Doeu-lhe Guerra Junqueiro??? Afinal temos homem!!! E pensava eu que era preciso ser como São Tomé. Mitómano faço-lhe uma vénia por mais um heterónimo que conseguiu inventar. Quanto a mim, o meu lugar foi sufragado e tendo quase a sua idade, exijo respeito. Sei que é fácil para si saber quem sou, é só pedir o meu IP ao seu detetive particular ou ao adjunto.Não devo, não temo. A única coisa pela qual eu pugno é pela justiça. Quando determinados energumenos visam uma pessoa para atacar um executivo, está tudo explicado… Conheço o Engenheiro Pina ( Há que ter respeito por quem queimou as pestanas ), numa circunstância que não profissional e posso recomendá-lo pelo seu caráter e profissionalismo, houvessem outros assim e talvez não existissem reclamações em determinadas empresas. Já agora, para que não lhe cresçam muitos as orelhas, digo-lhe que o ajuste direto é uma circunstância legal, você anda tão obcecado pelas ilegalidades que qualquer dia vê o presidente a fazer xixi e pede uma auditoria porque que ele não limpou a pilinha. Volto a exigir que haja decoro porque estamos a falar de pessoas com familia constituida e que não vivem da política. Pessoalmente, estou a escrever isto às 2 da manhã porque não tenho o tempo que vocês têm para a maledicência e para o ultraje. Vocês são o Gil Vicente dos tempos modernos, mas ele pelos menos sabia quando parar e não era maldoso. Tenho dito,

    • Guerra Junqueiro

      Caro Fradeco;

      Para escrever o que escreveu, mais valia ter ido descansar mais cedo, evitava afirmar tantas asneiras.
      Se teve resposta minha ao seu comentário inicial, foi porque pretendeu conectar-me a alguma pretensão, agora foge dessa ideia, e muda o discurso para o protecção ao Engº Pina e à defesa de legalidade do contracto!!!
      Onde é que alguém pôs em causa o profissionalismo e as capacidades de tal pessoa? Quem disse que o contracto era ilegal? Convém, compreender o que lê.
      Fica a saber que ainda tem muito sal para comer, afim de me dar conselhos educacionais, e fica também a saber que bem conheço e respeito os progenitores do referido Engenheiro, pois fui aluno do seu pai, quando este era o Presidente do Conselho Directivo do antigo Ciclo de Oliveira do Hospital.
      O problema caro fradeco, é brincar-se com o dinheiro publico, foram contratados 19 elementos que formam a equipa multidisciplinar que é paga por nós para fazer o serviço que é agora ajudado pela BLC3 e pela H2Org, mais 115350€.
      Gostava eu que o Eng Pina fizesse contratos de milhões e ganhasse muito dinheiro, não pode é ir fazer coisas com o nosso dinheiro que já deviam ter sido feitas por outros, pois já lhes pagamos para isso. A duplicação, neste caso triplicação dos serviços é que é capaz de ser uma ilegalidade, mas não é o Eng Pina que a está a fazer, é o executivo camarário.
      Durma descansado, e veja se daqui para o futuro, começa a compreender o que lê, pois não acredito que seja suficientemente asno que não discerne a escrita que por aqui se noticia.

      Cumprimentos
      Guerra Junqueiro

    • Mitómano

      Eu, não lhe chamo sequer, Fradeco,não vá ofender algum religioso.Quanto à essência da “coisa” e ao que verdadeiramente está em questão, a gestão dos dinheiros públicos, o Guerra Junqueiro já respondeu, como tão bem sabe.
      Quanto a mim, “cavalheiro” são 5 horas e vinte e um minuto desta fria madrugada de 27 para 28 de Dezembro.Estamos na quadra natalícia. Eu, estou a trabalhar. A minha família está em casa, espero que bem. Já me tinha constado que, na Câmara, se vêm fantasmas do Sr.António Lopes em tudo o que é corredor e gabinete. Fico agora certo que assim é.Fiquei hoje a saber que pelo número do IP se sabe quem é o dono do mesmo. Nunca é tarde para se ir aprendendo.De resto desconheço como se vêm IPs e onde. Quanto à tentativa de desviar as atenções não pega. Conhecemos o Sr.Eng.Pina, e conhecemos as pessoas da BLC e conhecemos as pessoas da Cooperativa de Alvoco.Nada temos contra elas. E também conhecemos o DL197/99 e conhecemos, ainda melhor O DL 18/2008. E conhecemos ainda melhor, as regras da transparência.Como sui dizer-se,à mulher de Cesar não basta ser séria.Também precisa parecer. Vá ler os artºs 24 a 27 do DL 18/2008 e depois diga alguma coisa. Na BLC vêm também uns ajustes directos não se percebe…Qual é o critério? Repito leia lá o artº24 e veja em que condições se contrata por ajuste directo.Depois estas fotos do rio Alvôco são coisa que se veja? Legais ou não, na dúvida não fico.Estas fotos e todos os contratos de ajuste directo vão cair no Ministério Publico. Se está tudo bem nada têm a temer. Por mim fico tranquilo. Também se sabe quem fez esta lei e porquê? Não é impunemente que se ganha o direito a quarto comida e segurança na porta… como o mentor destas leis ganhou… Agora, anda a barafustar contra elas…Pensava que eram para aplicar só aos outros..! Há pois é…só espero que o mesmo “direito” não bata à porta de mais uns poucos…Energúmenos serão aqueles que não olham a meios para atingir os fins, que procuram na política o rendimento e o estatuto que pelos meios normais são incapazes e se julgam os donos dos cargos para que só foram eleitos. Basta olhar para a equipa que por ali anda para se ficar esclarecido…Como digo metem, mentem já acreditam que dizem a verdade…MItómanos…

      • Mitómano

        Explica lá para nós onde é que se aplica o que está a acontecer? Somos todos burros..

        Artigo 24.º
        Escolha do ajuste directo para a formação de quaisquer contratos
        1 – Qualquer que seja o objecto do contrato a celebrar, pode adoptar-se o ajuste
        directo quando:
        a) Em anterior concurso público ou concurso limitado por prévia qualificação, nenhum
        candidato se haja apresentado ou nenhum concorrente haja apresentado proposta, e
        desde que o caderno de encargos e, se for o caso, os requisitos mínimos de
        capacidade técnica e financeira não sejam substancialmente alterados em relação
        aos daquele concurso;
        b) Em anterior concurso público, concurso limitado por prévia qualificação ou diálogo
        concorrencial, todas as propostas apresentadas tenham sido excluídas, e desde que o
        caderno de encargos não seja substancialmente alterado em relação ao daquele
        procedimento;
        c) Na medida do estritamente necessário e por motivos de urgência imperiosa
        resultante de acontecimentos imprevisíveis pela entidade adjudicante, não possam ser
        cumpridos os prazos inerentes aos demais procedimentos, e desde que as
        circunstâncias invocadas não sejam, em caso algum, imputáveis à entidade
        adjudicante;
        d) As prestações que constituem o seu objecto se destinem, a título principal, a
        permitir à entidade adjudicante a prestação ao público de um ou mais serviços de
        telecomunicações;
        e) Por motivos técnicos, artísticos ou relacionados com a protecção de direitos
        exclusivos, a prestação objecto do contrato só possa ser confiada a uma entidade
        determinada …///…

  • Erasmo de Roterdão

    Caro Frei André do Amaral. Meu irmão: Bem sabeis quão difícil está, passar a mensagem da nossa Santa Madre Igreja. Por maioria de razões, sabereis que é blasfémia defender, o indefensável, isto é os violadores do Templo . Por certo haveis aprendido nos austeros claustros monásticos que a oração e os sacramentos tem um tempo e uma finalidade próprias. Assim como a extrema unção só se deve aplicar aos nossos irmãos nos derradeiros momentos da vida, imediatamente antes de se entregar a alma ao Altíssimo, também O AJUSTE DIRECTO, só deve ser utilizado em casos similares. Em situação de extrema urgência como temporais, incêndios e outros cataclismos. Diz o artº 24 da lei 18 2008, aqui abaixo, que só em casos especiais como o vazio de licitação,urgências comprovadas e afins..Como vos hei dito, tipo a extrema unção. Como justificais vós o prazo de vinte dias para estudar e apresentar proposta, para obra de um milhão de euros, em recuperação de edifícios degradados, como a Acibeira? Era melhor fazer ajuste directo.Ficávamos todos esclarecidos.Como se justifica um ajuste directo a uma empresa acabada de formar? Houve concursos anteriores como manda a lei? Não houve interessados? Gostava de obter estas respostas, meu irmão. Este trabalho e perigo que está no rio Alvôco não tem responsáveis? Não comprometeis pois, vossos votos, não injurieis nossos irmãos que lutam pela justiça e transparência e igualdade entre concorrentes.. Não esqueçais quanta fome e mingua existe em casa de mais de um terço de nossos irmãos.Segui sempre o caminho da justiça, da verdade e da fraternidade. No limite lembrai-vos sempre do nosso irmão Aleixo que toda a vida foi de sofrimento: “Quem trabalha e mata a fome, não come o pão de ninguém.Quem não ganha o pão que come, come sempre o pão de alguém. Segui pois, os mandamentos que a Nossa Santa Madre Igreja e o nosso Pai nos ensinou. Não queirais, com vossos escritos, perverter os santos evangelhos, a justiça e os usos e costumes da nossa Comunidade.”Não permitis,pois, que se atropelem os direitos e as regras de convivência de nossa sociedade. Que o Senhor te proteja, te perdoe os pecados e te deixe ver a luz. Confessa teus pecados,e como sugeriu o 1º responsável de nosso burgo, fazei um acto de contrição…Por certo ele apreciará. Nós , também. Entrai bem, no ano da Graça, de 2015.

  • francisco campos

    Excelente comentário, SR. ERASMO DE ROTERDÃO…Eu aplaudo.Força!

  • Frei André Do Amaral

    Com tantos conhecimentos da legislação não sei como ainda não seguiu a carreira de direito administrativo. Sabe que o seu problema é mesmo esse, você é demasiado burocrata e só perde com isso. Fico feliz por saber que falam nas pessoas com as melhores intenções do mundo, aliás se Thomas Moore estivesse cá, diria que a utopia dele era uma crónica de jornal. Este tipo de comentários, só desgasta a vossa imagem, toda a gente sabe quem são e anseio pelas próximas eleições autárquicas para estarmos frente a frente e aí veremos o barómetro de popularidade. Continuem aqui a lavar roupa suja mas não atinjam pessoas. Isso é muito feio. Um abraço para o arautos da moralidade que por aqui pairam. Tenham um bom ano.

  • Erasmo de Roterdão

    “Irmão André”: As aspas representam as minhas dúvidas se, tal como eu, e sois um “servo do Senhor”. Não sei se sabeis que somos contemporâneos, em nossa vida terrestre. Chegaram-me leves notícias de vossa existência. Por certo sabereis que me carteei, muito, como o bom Damião de Góis. Antes que vos mande entregar aos esbirros do tribunal do Santo Ofício, dizei-me , pois, para ver se estamos a falar da mesma pessoa.Dizem meus registos que haveis nascido em Oliveira do Hospital. Haveis sido Chanceler mor e embaixador de Rhodes. Do Conselho de EL Rei e nosso
    Senhor D…… Filho de ……… e de………. . Haveis nascido no
    longuiquo ano de 1……. e falecido no também longuiquo ano de……

    Respondei-me, pois, a estas simples questões de vossa identidade para saber se estou a falar com um de meus irmãos ou, se com um vulgar impostor. Esclarecida esta dúvida, vos darei, então, o que por ora não sei se mereceis.Entretanto mandei requisitar o “Corpus Juris Civilis” para responder a vossas pertinentes questões…
    Que Deus guarde a Vossa Graça.

    • Guerra Junqueiro

      Caríssimo Erasmo;

      Não está a pensar que este “Frater” desconhece o nome dos seus progenitores e os dias em veio e deixou este mundo de sacrifícios? Já nada me espanta, pelos vistos, nem sabe o que por cá anda a fazer.

      Cumprimentos
      Guerra Junqueiro

  • Erasmo de Roterdão

    “Impostor Amaral”: Não era mister o pequeno teste que hei por bem fazer.Fica demonstrado que não só não conheceis como não honrais os maiores do mui nobre Frei André do Amaral, que, para honra e glória do nosso Concelho aqui viu a luz do dia, no longiquo ano de 1450, tendo sido chamado por Nosso Augusto Pai, ao repouso dos justos, em 1523. Foram seus progenitores, pela graça de Nosso Senhor,Martin Gonçalves do Amaral e a Senhora sua mãe Dª Mécia Rodrigues (ou Dias) Homem. D Manuel fez-lhe mercê de carta de armas em 23 de Abril de 1515. Era descendente directo de Domingos Joanes, o célebre Cavaleiro de Oliveira. Foi Conservador Geral da ordem de Rodes,comendador de ,Vera Cruz ,Ansemil,Chavão,Vilar,Cova, Alcafache, E Fontelo.

    Dizei a vosso amo, que vossa arenga ditou, que para se ganhar eleições é preciso ser candidato, que para se ser candidato é preciso ter as necessárias condições.Que basta alguma demagogia, um uso indevido do erário publico e muita falta de vergonha.

    Que se preocupe mais com a lei 50/ 2006,nomeadamente os seus artigos 22 e 26,que o levarão à “enchovia”. Dizei-lhe depois, que se parece muito com Juan Péron. Que tem altas probalidades de ficar com o mesmo registo histórico. Mais lhe dizei que a maior violência que se pode cometer a uma pessoa é comprar-lhe a consciência.
    Vai meu “impostor”. Justifica teu óbulo. Leva a missiva.
    Parai de me acusardes de Copy Past. Vai lá à tua fonte.”Desta água”, lá, não beberás..!

    Que Deus tenha compaixão de vossa alma e vos leve ao reino dos Céus. Não sem a devida expiação…

  • Erasmo de Roterdão

    Post scriptum: “Impostor Amaral”.Para cabal resposta, mais dizei a vosso amo, como disse aquele, em quem nestes comentários reencarnei, na última Assembleia Municipal, que quem o lá colocou também o de lá tira. Vosso amo sabe, demais, quão proféticas são suas palavras…Se fora eu, levava-o a sério…sendo que pode haver quem precise de ganhar eleições para ser alguém na vida.Como sabeis o meu reencarnado,, para aparecer na televisão Nacional não precisa pagar, como “alguns” fazem, para aparecer nos vídeos caseiros…

    • Guerra Junqueiro

      Caríssimo Erasmo;

      Parafraseando-o “a pior das loucuras é, sem dúvida, pretender ser sensato num mundo de doidos”, temos efectivamente que lidar com este “Do Amaral” e com os restantes “Daqui”, “Dali” e “Da-colá” mas todos “Do Dono” social, politica e profissionalmente castrados. Esqueçamos essa loucura que será de pouca dura.
      Terminando com um alerta também seu: «Rir de tudo é próprio de parvos, mas não rir de nada é de estúpido». Vamos comedidamente rindo dos parvos e dos estúpidos cá do sitio, e das atitudes que tomam, pois eles sabem quem é que melhor vai rir.

      Cumprimentos
      Guerra Junqueiro