Município de Oliveira do Hospital investe na recolha seletiva de resíduos têxteis

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital assinou um protocolo com a empresa “H Sarah Trading, Lda”, localizada em Vila Verde no concelho vizinho de Seia, para a instalação de contentores em várias freguesias do concelho de Oliveira do Hospital destinados à recolha seletiva de material têxtil.

A partir de agora, os munícipes podem deixar nestes contentores diversos artigos – têxteis lar, roupa, calçado e brinquedos – que já não estejam em condições de serem utilizados e que possam constituir excedentes não encaminhados para os pontos de recolha para a Loja Social do Banco de Recursos Sociais.

Na primeira fase de arranque desta parceria que envolve o município, a empresa e as Juntas de Freguesia, começaram a ser instalados, esta semana, 11 contentores em 8 freguesias – Lagares da Beira; Nogueira do Cravo; Seixo da Beira; Travanca de Lagos; União de Freguesias de Ervedal da Beira e Vila Franca da Beira; União de Freguesias de Penalva de Alva e S. Sebastião da Feira; União de Freguesias de Oliveira do Hospital e S. Paio de Gramaços; União de Freguesias de Santa Ovaia e Vila Pouca da Beira – “que segundo os critérios apresentados foram consideradas prioritárias pela sua dimensão geográfica e demográfica, e a sua centralidade”.

Como explicou o vice-presidente da Câmara Municipal, a colocação destes 11 contentores “prossegue a política de responsabilidade ambiental do Município de Oliveira do Hospital” e o “cuidado que temos quer ao nível cívico, com as várias e sucessivas iniciativas que temos vindo a desenvolver, quer intervenções de educação ambiental” envolvendo o voluntariado.

A estas preocupações junta-se, como reforçou José Francisco Rolo, o reforço “da rede de equipamentos de deposição de resíduos sólidos urbanos” que compreende “um investimento avultado” sendo que “hoje, o processo de recolha, encaminhamento e tratamento dos RSU custa 500 mil euros ao Município”. Quer isto dizer que além do “investimento na qualidade de vida e bem estar das pessoas, há um investimento financeiro avultado do Município de Oliveira do Hospital, que foi reforçado com a colocação de contentores de recolha indiferenciada”.

Prosseguindo a política ambiental, “hoje chegamos a outro patamar: a aposta na recolha seletiva de resíduos, neste caso, roupas e têxteis”, disse o também vereador do Ambiente, frisando que o Município já faz disto uma prática “junto das IPSS a favor do Banco de Recursos Sociais”. No entanto, constata, “há excedentes e há condições para avançar com este protocolo na certeza que vamos ter pontos de deposição seletiva de roupas”, que serão encaminhadas para doação a IPSS e as que não estejam em condições, para a reciclagem.

Reforçando que o “Município tem uma consciente e firmada política de responsabilidade ambiental”, José Francisco Rolo adiantou que sendo esta “uma fase experimental do projeto, se for bem sucedida, estaremos em condições para alargar a um segundo grupo de freguesias”. O também vereador da Ação Social sugeriu aos cidadãos que “continuem a apoiar o Banco de Recursos Sociais, doando os bens possíveis, e quando houver excedentes devem deposita-los nestas novas estruturas, fazendo-se um aproveitamento total destes materiais”.

Cláudia Cruz, em representação da empresa assinalou que “é com muito gosto que damos mais este passo num concelho vizinho” e explicou que a empresa recolhe os resíduos, faz a sua triagem por tipos e níveis de qualidade, procedendo depois ao seu embalamento e encaminhamento para os diversos fins. Visa a promoção da reutilização de materiais têxteis na atividade industrial evitando a extração de matérias-primas da natureza e contribuir para a formação de uma consciência ecológica do cidadão.

Na assinatura do protocolo, o presidente da Câmara Municipal, José Carlos Alexandrino, não deixou de assinalar a vantagem desta parceria que “pode diminuir a quantidade de lixo que segue para o aterro e com isso diminuir os custos associados”.

LEIA TAMBÉM

Polícia Judiciária deteve mulher que tentava introduzir haxixe na prisão de Coimbra

PJ deteve em Coimbra autor de crimes de homicídio, na forma tentada e de roubo

A Polícia Judiciária deteve um homem pela presumível prática de um crime de homicídio, na …

GNR realizou ontem 40 detenções em flagrante delito, sete das quais por roubo

Filho preso por suspeitas de ter matado mãe com martelo em Viseu

O homem de 37 anos suspeito de ter matado a mãe em Santarinho, no concelho …