Município e Vila Franca da Beira prestaram homenagem a António Lopes

… toda a generosidade e não escondeu a emoção quando ouviu da mãe, quase centenária, palavras de profunda ternura.

Foi sentido o momento que a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital e a Junta de Freguesia de Vila Franca da Beira prepararam para dizer “obrigado” àquele que já é entendido como uma verdadeira “força da natureza”. Foi exatamente desta forma que o vice-presidente da Câmara Municipal se referiu a António dos Santos Lopes para destacar toda a generosidade do conhecido filho da terra, empresário e benemérito e que desde as últimas eleições autárquicas preside à Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital.

Também ele tomado pela emoção, José Francisco Rolo não teve qualquer hesitação em enumerar um conjunto de adjetivos para caracterizar a postura de Lopes na sua prática de ajuda ao próximo. “Onde há pobres faz gente feliz, onde há instituições a pedir ajuda, você ajuda e onde lhe pedem solidariedade, você com sorriso nos lábios diz que sim”, afirmou, na certeza de que “haverá um dia em que este concelho lhe fará um grande reconhecimento”. “Há-de ter o nome numa rua ou um busto, porque é um homem de coluna e com um coração do tamanho das 21 freguesias de Oliveira do Hospital”, registou José Francisco Rolo, agradecendo toda a bondade e generosidade que tem tido para com o concelho de Oliveira do Hospital.

No salão da União Desportiva Vilafranquense repetiram-se os aplausos e as palavras de agradecimento. Aconteceu assim através da exibição de um pequeno filme, onde vários populares tiveram oportunidade de reconhecer o contributo de António Lopes na melhoria da qualidade de vida dos vilafranquenses.

Mas foi no regresso ao passado e pela voz da matriarca Teresa dos Santos Lopes que a emoção tomou conta da plateia e do próprio homenageado. Palavras que recordaram a chegada da família àquela terra, onde António Lopes muito insistiu para ser pastor, sem nunca perder a ambição dos estudos. “Foi sempre bom em tudo o que fez”, disse a “mais jovem vilafranquense” que também apreciou a postura de António Lopes em todas as fases da sua vida, sem descurar o papel de marido e de pai.

Na terra onde até já tem uma rua com seu nome, António Lopes voltou ontem a colocar a Fénix de Honra que em dezembro passado recebeu da Liga de Bombeiros Portugueses pelo seu contributo às corporações. “O senhor é um homem com H grande…não se preocupe com os que tentam desvirtuar a sua generosidade”, disse agradecido o presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Lagares da Beira, José Pina.

“Cabe-nos agradecer encarecidamente por tudo o que fez pela nossa freguesia”, referiu, entretanto, o presidente da Junta de Freguesia de Vila Franca da Beira, recuando ao ano de 1998 para lembrar, por exemplo, que naquela data a UDV recebeu cerca de 50 mil euros das mãos do benemérito. “Os meus agradecimentos e votos de muita saúde”, continuou João Dinis.

Foi com um conjunto de interrogações a propósito da personalidade de António Lopes, que o presidente da Câmara Municipal iniciou o seu reconhecimento ao homem que hoje é responsável por ocupar a presidência do município. Mas, facilmente, chegou à resposta: “é um homem com capacidade imensa de ver o mundo de maneira diferente” e que é composto por “dois pólos como a eletricidade, os que gostam dele e os que o detestam”. “É um homem com muitos sentimentos”, acrescenta Alexandrino, certo de que “esta sociedade precisava de muitos homens como este António Lopes”. Sem esconder as divergências que existem entre ambos, também o presidente da Câmara partilhou das palavras de Rolo no sentido de lhe ser feita uma estátua ou busto como forma de homenagem. “Mas há uma pessoa que não aceita que é o próprio António Lopes enquanto estiver na vida política ativa”, justificou o presidente da Câmara.

“É assim que me sinto bem…”

“A grande homenagem que Vila Franca me fez foi quando cheguei aqui com a minha família e com grandes dificuldades e aí é que eu tenho que agradecer”, começou por referir o homenageado ainda antes de ouvir as palavras sentidas que lhe estavam preparadas e logo rejeitando qualquer estátua ou busto, notando já ter o seu nome atribuído a uma rua de Vila Franca da Beira.

Conhecido de todos, António Lopes justificou a sua generosidade – nos concelhos de Oliveira do Hospital e Covilhã já contribuiu com cerca de dois milhões de Euros, divididos em partes iguais por cada um – com a sua forma de estar na vida. “É este espírito que acho que devemos ter ao nível das comunidades e do nosso país”, registou, notando que por exemplo em Vila Franca da Beira também outros populares têm colaborado da maneira que podem, em prol do bem estar da população.

De coração aberto à “partilha”, o conhecido benemérito opôs-se à “sociedade do egoísmo” – “se dermos um pouco de partilha, a vida pode ser menos difícil para todos”, frisou – e garantiu que há-de “continuar nesta linha”. “É assim que me sinto bem”, confessou, lamentando que no atual momento não tenha disponibilidade financeira para poder ajudar. Porque se diz homem de compromisso – “se há coisa que mexe comigo é dizerem que não cumpro promessas”, contou – António Lopes garantiu ao povo de Vila Franca da Beira requalificar, a expensas próprias, o espaço em frente à igreja, caso a Câmara Municipal não o faça até ao final do presente mandato.

Habituado a dispor do que tem para ajudar quem mais precisa, Lopes tem noção de que o seu gesto possa “incomodar quem pensa só para si”. Mas também esclarece: “não me importo nada de ter inimigos, porque quem não tem inimigos, não é digno de ter amigos”. Agradecido pela homenagem que entende ser “dispensável”, António Lopes referiu que o “mais importante é que façamos o que temos a fazer e que o concelho ande para a frente”.

LEIA TAMBÉM

Cemitério de Nogueira do Cravo vai ser ampliado

A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital aprovou na sexta-feira o alargamento do cemitério de …

LMAN promove “peregrinação” ao Santuário de Nossa senhora das Preces em Vale de Maceira

A Liga de Melhoramentos Desporto e Cultura de Aldeia de Nogueira (LMAN) vai realizar no …