Mupies substituem cartazes por informação multimédia na cidade

 

Oliveira do Hospital já conta com novos elementos no seu mobiliário urbano. Os anunciados mupies multimédia já são uma realidade nos principais pontos da cidade e deverão entrar em funcionamento a partir de amanhã, 16 de dezembro.

De pé alto e cor bordô, os novos elementos que já fazem parte do quotidiano de muitas cidades, vão possibilitar “a introdução de um formato ambientalmente mais adequado de divulgação de informações e interesse público e de atividades e eventos dinamizados pelo município ou por outras entidades de interesse coletivo”.

Com a entrada em funcionamento dos mupies, dotados de tecnologia multimédia, a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital coloca termo aos meios de divulgação atualmente em uso, nomeadamente os tradicionais cartazes vulgarmente espalhados pela cidade.

A par da instalação de uma dezena de mupies, o município tem igualmente em curso a colocação de 15 ilhas ecológicas com o objetivo de melhorar a organização do serviço de recolha dos Resíduos Sólidos Urbanos indiferenciados.

Esta medida vai conduzir ao desaparecimento dos tradicionais contentores de plástico verde que, no entender da autarquia, não se enquadravam na requalificação urbanística realizada em anos recentes na cidade de Oliveira do Hospital.

Com a colocação das ilhas ecológicas – cada uma tem capacidade de três metros cúbicos – houve ainda necessidade de adaptações na frota de veículos municipais, nomeadamente com a colocação de uma grua destinada a içar e despejar os contentores colocados no subsolo.

A aposta do município na instalação de mupies e 15 ilhas ecológicas teve por base a criação de novas condições ambientais e melhoria do espaço público, num investimento total de 220 mil Euros.

A operação de instalação das novas ilhas ecológicas é ainda composta por uma ação de informação junto da população, à qual o município enviou um ofício em jeito de apelo a uma utilização adequada dos novos elementos.

A adoção de comportamentos ambientalmente corretos como a separação de resíduos consta da lista de recomendações, onde também é dada como certa uma maior vigilância do município em matéria de práticas menos corretas – deposição de resíduos no chão, junto aos recipientes lixo, ou deposição no exterior dos recipientes de grandes quantidades de cartão ou de outros resíduos recicláveis, que deverão ser obrigatoriamente encaminhados ao Ecocentro – e a eventual punição adequada.

LEIA TAMBÉM

Capoula Santos apresentou em Oliveira do Hospital novas medidas de apoio aos agricultores afectados pelos fogos

O Ministro da Agricultura apresentou, ontem, em Oliveira do Hospital, as novas medidas de apoio …

O “Ciclone de Fogo” varreu aquela noite que o foi de (quase) todos os medos… Autor: João Dinis, Jano

Naquela noite de (quase) todos os Fogos e de (quase) todos os medos, morreu Gente …