“Não diga que isto é problema dos jornais porque senão voltávamos à Idade Média e quando não se gostava da notícia, matava-se o mensageiro”

A afirmação é do deputado municipal do PS, Rodrigues Gonçalves, e foi proferida na última sessão da Assembleia Municipal, dia 20, a propósito daquilo que o deputado do PS classificou como as “quezílias entre o senhor presidente da Câmara e os seus funcionários”.

Numa referência implícita à forma como o autarca do PSD vem lidando com o caso de Isilda Cordeiro – a funcionária da câmara municipal que este ano foi aposentada compulsivamente e tem agora vários processos no Ministério Público contra Mário Alves e funcionários da câmara –, Gonçalves apelou ao chefe do executivo camarário no sentido de “não agudizar os conflitos” porque – conforme sublinhou – “o senhor presidente deveria comportar-se como um exemplo a seguir porque há muitos olhos postos em si”.

“Se o meu amigo cá estivesse, já estava a ver como era o funcionamento da casa. Ainda bem que em 1993 o povo de Oliveira do Hospital decidiu como decidiu”, retorqui Mário Alves, salientando que a sua postura representa “a coragem para tomar decisões”.

LEIA TAMBÉM

SONAE (Ai – Ai …) Ou em como o “ouro” de uns é o nosso prejuízo!

CDU vê aprovado na Assembleia da União de Freguesias de Ervedal e Vila Franca da Beira voto de protesto contra falta de apoio das autoridades às vítimas dos incêndios

O eleito da CDU na Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Ervedal e …

Nova liderança da JSD de Oliveira do Hospital quer colocar problemas dos jovens na agenda política local

Virgílio Salvador, de 26 anos, foi eleito no domingo presidente da Juventude Social Democrata de …