EXPOH

“Não divulgo o orçamento, porque há especialistas em baralhar números”

O orçamento destinado a esta edição da EXPOH não será divulgado de imediato. O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital sublinhou ontem que só o fará depois de ter todas as contas bem-feitas. Foi a resposta do autarca a uma pergunta do CBS. “Só depois é que vou falar”, referiu atirando como explicação para esta sua atitude o facto de existir quem “goste de baralhar números”.

“E há imprensa que é especialista nisso”, atirou, momentos antes de conduzir uma visita guiada, entre outros, os autarcas de Arganil, Tábua e Pampilhosa da Serra, bem como o presidente da CIM da Região de Coimbra, João Ataíde e do presidente da Câmara Municipal do Fundão, Paulo Fernandes, por um evento que conta com cerca de duas centenas de expositores.

LEIA TAMBÉM

GNR realizou ontem 40 detenções em flagrante delito, sete das quais por roubo

Apenas um elemento do grupo suspeito de vários crimes na zona Centro ficou em prisão

Dos cinco jovens, com idade entre os 22 e os 28 anos detidos pela PJ …

Subida de temperatura e risco elevado de incêndios no interior nos próximos dias

Onde de calor vai continuar, com as temperaturas a rondar os 30 graus

O calor vai continuar a fazer-se sentir no continente, com as temperaturas a rondar os …

  • Guerra Junqueiro

    Qual é a Expoh que tem as contas apresentadas? As últimas ainda se desconhecem. Lá para o final do mandato são capazes de apresentar cinco ou seis números diferentes.
    Quem é que acredita nos números deste homem?

    Cumprimentos
    Guerra Junqueiro

  • Desiludido

    Ninguém, só os bandeirinhas os que se encostaram à Câmara, os afilhados, as mulheres dos amigos e os filhos dos amigos e das amigas a quem arranjaram tachos.Assim vai o nosso Município. Mas os tachos são precisos para tanta comezaina e tantas festas que só servem para gastar o nosso dinheiro,( do IMI da água e outras.)

  • CECIL

    É a completa demonstração de incapacidade, incompetência e falta de coerência .É arrepiante .Esquecer o que se disse , fazer sem previsões e orçamentos .Será que alguém está a ganhar com isso .Não há tempo para fazer um orçamento e apresentar as despesas em condições. A quem interessa isto
    Escusa-se de se mandar indirectas porque malabarismo é isto .E puro. A mulher de César não basta dizer que é séria. Tem que o demonstrar . Faça um esforço . Não me diga que o responsável da Camara na EXpoh não saber fazer isso . Senão conseguir peça aos jornalistas ao serviço fora e dentro .

    Em 2010 dizia José Carlos Alexandrino dizia que “valeu a pena apostar na realização da EXPOH mas que nem tudo correu bem na primeira edição daquela feira regional, realizada em parceria com a ADI, considerou haver motivos para que o município passe agora a colocar a EXPOH no calendário de eventos municipal.”

    5 anos passados não houve tempo para uma estratégia, para prever, para orçamentar.
    Nem sei como houve tempo para contratar artistas! .

  • Politicalex

    Há responsáveis na e pela EXPOH que sabem fazer isso e muito mais…O problema é haver coisas que, sem os documentos na mão é uma chatice…Mas como dizem os Espanhóis: “Qui las ai ai..! Eu nem acredito no que me vieram dizer sobre umas habilidades de um “artista”..! Vale tudo..
    Outra muito interessante é a nossa comunicação social..Eles bem se esforçam..Será que há duas EXPOH? A que eles relatam tem alguma coisa a ver com a que nos vemos..?

  • António Lopes

    Eu, acho que o problema não dos especialistas em “baralhar números”.A haver alguns, são os que divulgam oficialmente os da Câmara.Da Expo H do ano passado, há três números diferentes publicados em actas das reuniões de Câmara.Não há por lá, uma pessoa “séria e entendida” que diga qual é o número certo e “combata” os “malabaristas”..? Pessoalmente já pedi a diligência sob a forma de requerimento e ainda não consegui ter êxito..! Com mais trabalho e menos “malabarismo” se calhar, havia mais gente na manifestação que faria com que em Oliveira do Hospital, “nada fosse como dantes” e houvesse mais gente na Expo H… Mas pronto…É dos livros que,o “maior cego é o que não quer ver…? Surpreenda-nos Senhor Presidente da Câmara.Diga-nos lá o número certo, do ano passado, antes que a deste acabe..! É possível?