À Boleia Autor: André Duarte Feiteira

Não invocar o santo nome de Charlie em vão! Autor: André Duarte Feiteira

Já passaram alguns dias desde o trágico atentado à redacção do jornal francês Charlie Hebdo, é verdade! Mas, já que, imediatamente após a tragédia se originou uma correria doentia em busca da fonte da hipocrisia, fiquei na expectativa. Por um lado para tentar desmistificar o fenómeno dos “Charlie´s”, e por outro para ter uma ideia de quantos “molhavam o bico”.

Bom, do resultado do meu estudo (que vale o que vale) pude retirar as seguintes ilações; Quanto ao fenómeno dos Charlie´s de ocasião que se avistaram por aí, de pronto vos dou uma explicação, apenas me basta evocar Marx, retirar-lhe uma palavra e acrescentar-lhe outra, e o resultado é o seguinte: O populismo é o ópio do povo! Vamos lá…que se pare um minuto que seja para pensar. Não se trata de solidariedade, muito menos de encher a boca com palavras afáveis acerca dos jornalistas vitimados, trata-se de respeito pela causa daqueles profissionais e, principalmente, se nos identificamos ou não com ela. Agora, observar acérrimos conservadores de crenças e costumes, seres que repudiam a crítica e que vêm o vírus do lado dos que seguem uma conduta diferente da normalidade, a serem solidários com jornalistas de um jornal satírico, não soa bem, é até contranatura! Por que o fazem não sei, mas interroguem-se!…

Quanto ao número dos que beberam da fonte da hipocrisia (não tendo eu uma equipa multidisciplinar ao meu serviço para ser mais preciso) posso adiantar que já vi camelos a beber menos! Meus amigos, esta sociedade não vive sob os princípios dos Charlie´s. Querem outra? Ganhem coragem e ajudem a construí-la! Mas, no caso de preferirem ficar silenciosamente nesta realidade, por favor, tenhamos respeito por quem batalhava pela liberdade de expressão. Pois (e sujeito a corte de texto por parte do director do CBS), como algumas vezes conversei com o director Manuel Mendes, é incrível a quantidade de pessoas que tem direitos e causas que deveriam reivindicar, mas, é igualmente incrível que a maioria prefira o silêncio porque tem medo de reivindicar aquilo que acha justo…haja coerência!

Como nós costumamos dizer senhor director: “Esta solidariedade para com as vitimas do Charlie Hebdo e este simbolismo causal, para quem não o entende nem pratica, não passa de um suspiro de criaturas oprimidas”.

LEIA TAMBÉM

Uma insólita invasão de javalis na cidade de Viseu

Uma ‘praga’ de javalis tem invadido todas as noites a cidade de Viseu, revela o …

Identificados quatro suspeitos de incêndio após queimadas em Viseu

A GNR anunciou hoje que identificou quatro pessoas em Lordosa, no concelho de Viseu, na …

  • António Gaspar

    Este jovem não serve para Oliveira do Hospital, pensa por si próprio, e aqui querem-se indivíduos formatados!

  • Vítor Fernandes

    Este jovem diz o que pensa sem papas na língua. É disto que a nossa sociedade precisa. Podemos concordar ou não. Podemos gostar ou não, mas é isso que importa. Lançar debates de ideias e despertar consciências. Neste caso concordo com ele. Já houve situações que nem por isso, mas não é por estar em desacordo que o admiro menos.