António Lopes

Narcisismo que “mata”… Autor: António Lopes

Um munícipe amigo e empenhado alertou-me para a acta de 14 de Maio, do ano em curso, da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital. Numa atitude useira e vezeira que passou a fazer parte dos períodos de antes da ordem do dia, das reuniões de Câmara, veio o Senhor Presidente, como é hábito e onde não pode ser contraditado, ofender-me e hostilizar-me. A mim, ao CBS e a alguns dos colaboradores.

Numa das últimas Assembleias, dizia o Senhor Presidente, deleitando-se no mais profundo do seu narcisismo, que havia pessoas incomodadas por ele ir à televisão, discutir não sei com quem, por ser vice-presidente da Comunidade Intermunicipal, e mais umas honrarias de que tanto se ufana! Fiquei a saber que é convicção do Senhor Presidente de que nada mais faço que seguir-lhe os passos. Nunca o vi a debater na televisão e só o soube quando ele o disse. Dos cargos que usufrui, isso sei, até porque sou o principal responsável de que os tenha. Para dizer que, sendo os dislates produzidos em Maio e embora deles tenha falado ao de leve na última Assembleia Municipal, ainda não tinha lido as últimas actas e, como tal, desconhecia a façanha.

Naturalmente e no exercício das minhas funções, assumindo que não sou um expert na matéria, chamou-me a atenção uma aparente contradição dos números apresentados. Assim como me chamaram os deste trimestre, para os quais voltei a pedir esclarecimento presencialmente na AM e depois por carta. Até agora nada me foi respondido.
Na minha boa-fé, cedi cópia aos demais partidos, os quais, no momento, tiveram a mesma dúvida que apresentei, tendo o Dr. Luís Lagos feito uma intervenção sobre o assunto, que mereceu o compromisso do Senhor Presidente de esclarecimento na última AM, esclarecimento que, segundo aquele eleito, não serviu de muito, dado que após a explicação disse permanecer com as mesmas dúvidas. Portanto, não vislumbro o enxovalho, a ofensa nem o questionar da honestidade de quem quer que fosse. Como é meu dever, procurei explicação para uma dúvida legítima que tinha.

A verborreia, é disso que se trata, do Senhor Presidente, mais não pretende que esconder a pobreza dos quadros que compõem o actual executivo Municipal, onde, não há um elemento que seja, que tenha a mínima formação e noção destas matérias e, como tal, não houve ninguém capaz de dar uma explicação mínima que fosse à Assembleia Municipal, o que demonstra a “preocupação” (pouca) com a mesma, com o que ali se discute, com a boa gestão do Município.

Admitimos que não tenha o executivo camarário nenhum membro com formação na matéria. O que não admitimos é que não esteja na Assembleia Municipal pessoa qualificada para dar as necessárias explicações e esclarecimentos, sobre a situação financeira e contabilística da Câmara. E se não é de verborreia que se trata, se não é de incompetência o problema, então como se explicam três números diferentes para os custos da Expoh de 2014? Se não é de incompetência que se trata, como se explica que existam mais de dez números diferentes, nas actas e documentos do Município, sobre os custos e deficits do fornecimento de água, tratamento de esgotos e resíduos sólidos? Se é tudo honestidade e transparência porque me é recusado, sistematicamente, as contas destes serviços e porque se recusam a uma discussão séria do assunto como já várias vezes propus?

Se é tudo honestidade e transparência porque não me foi enviada a lista dos colocados na ADESA, ADI, EPTOLIVA e BLC’s. (Desta última mandaram-me há dias, a dos licenciados, mestrados e doutorados, com um desenhador pelo meio)? Se é tudo honestidade e competência porque me recusaram as contas das empresas participadas a o relatório da última auditoria à Câmara? Em Maio de 2014, num “repente” parecido, e “desviando para canto”, o Senhor Presidente fez anunciar um pedido de auditoria. Ainda não há resultados? Há tempos perguntei por essa auditoria na AM, disseram que estava a ser exercido o contraditório! Foi preciso contraditório? E ainda não acabou? Sendo tudo correcto e transparente é preciso contraditório? Volto a perguntar: Porque me sonegam os documentos a que legalmente estão obrigados fornecer? O que há para esconder?

Na “embalagem”, “atirou-se” o Senhor Presidente ao CBS. Mas mudou alguma coisa no CBS? Acaso o CBS não fazia igual escrutínio ao executivo anterior? Acaso o Senhor Presidente não apelou ao tratamento igualitário ao CBS, no tempo de Mário Alves? Acaso não foi pela denúncia e escrutínio exercido pelo CBS que o Senhor Presidente chegou onde está? Acaso o Senhor Presidente não “contratou” o fundador e ex-director do CBS para seu assessor de imprensa? Será compreensível, ao comum dos mortais, estas piruetas do Senhor Presidente? Queria um CBS que anunciasse multidões na manifestação pelo IC e saúde, quando lá estavam os carros da Câmara e Juntas e pouco mais que os organizadores e funcionários (forçados) do Município? Eu vi a manifestação e ouvi a “algazarra”, em directo. Devia ser de outra manifestação. Da que eu estava a ver, não era de certeza. É disso é que o Senhor Presidente gosta. Que o enganem e bajulem. É esse o papel da comunicação social? Por aqui, a linha é sempre a mesma…Sempre soube que era assim…

Menos narcisismo, menos areia para os olhos, mais competência. Tino na cabeça, Senhor Presidente. Cumpra as funções para que foi eleito, que para isso lhe pagam. Deixe-se de caça às bruxas e preocupações com a vida alheia…Não é para isso que se fazem eleições e se elegem presidente de Câmara…Narcisismo mas, nem tanto…

Acta:acta 333acta222acta111

 

 

 

 

 

António LopesAutor: António Lopes

 

LEIA TAMBÉM

Presidente da CM de Oliveira do Hospital indignado por FPF esquecer Coimbra e quer jogo de solidariedade da selecção naquela cidade

O presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, criticou a Federação Portuguesa …

Caça praticamente proibida no concelho de Oliveira do Hospital até Maio de 2018

A caça está proibida até 31 de Maio de 2018 nas zonas consumidas pelos fogos, …

  • António Lopes

    Interrogado sobre os custos da ExpoH este ano, o Senhor Presidente disse que não divulgava os números porque havia uns malabaristas que os manipulavam.Mas que seria muito menos que o ano passado. Segundo as actas, no ano passado, não devia ultrapassar os 45 mil euros.Segundo a vereadora Drª.Graça Silva foram 18 mil, Segundo o Vice -Presidente 18 mil mais trinta e dois mil .Segundo o Senhor Presidente 54 mil. Efectivamente há malabaristas.Eu diria mais.Malabaristas e irresponsáveis.Além de mentirosos.Então é assim:

    Espectáculo musical com Função Publica———11 000 00 euros
    ………//………………………. Carlão——————–…11 550 00 ..//..
    ………//………………………….José CID………………….15 500 00…//…
    Aluguer e montagem de Stands………………………..20 885 00…//…

    Tem mais 12 750 00 euros para umas telas que nem levo em linha de conta por poderem ser utilizadas à posteriori.

    Quanto dá? Depois tem todas as outras despesas com os grupos locais e demais artistas.refeições para toda a gente etc.etc…E foram menos dias.Claro que, agora vêm as receitas que vão ser não sei quanto, sabendo-se que, segundo a Câmara, o ano passado, nos dias todos foram 26 mil as receitas???

    É tudo gente séria e transparente.Até me ameaçam com o Ministério Público. Os números cá estão…o meu malabarismo é assim.Quem esconde e porque esconde..?

    António dos Santos Lopes

  • Guerra Junqueiro

    Mas quais contas caro amigo?
    Então o homem queria reduzir para 30 mil os custos da Expoh 2015 e vou ver os contratos no site http://www.base.gov.pt e deparo-me com: 11.000,00 € para o Grupo Função Publika, mais 15.500,00 € para o José Cid, mais 11.550,00 € para o Carlão, mais 20.885,00 € para as tendas, mais 12.750,00 € para as lonas em PVC, isto dá 71.685,00€.
    Para quem queria baixar para 30 mil não está mau.
    E dizia o Cid que ele ficava a metade do preço dos outros.
    Se somarmos, electricidade, pessoal, seguros, água, etc, facilmente supera os 100 mil euros de despesa:
    Ainda não sabemos as contas da do ano passado, no entanto, já vi que as deste ano vão prometer.

    Cumprimentos
    Guerra Junqueiro

  • António Lopes

    Foram atribuídas 40 bolsas de estudo,10 novas.Total 50 009 00 euros.Quando denunciei que tinham cortado disseram que era mentira.Orçamentaram mais 20 mil.Só que o ano passado foram pagos 53 500 00 euros.Mas, o malabarista sou eu..!

  • António Lopes

    Os malabarismos podem ser quando se diz que se aumenta o subsidio de apoio ao ensino superior de 50 para 70 mil euros e, depois, se atribuem 10 bolsas de estudo novas e 6 de mérito, mantendo 24 anteriores e se atribuem 50 009 00 euros.Menos 3 500 euros que no ano anterior..! Histórias, ouço-as todas. Fico-me é no que vejo…isto tirei da acta da reunião de Câmara.

  • JPCRUZ

    Ainda hoje estou á espera do chefe de contabilidade da câmara para esclarecer os senhores deputados e o povo em geral sobre o relatório de contas do ano 2014.
    Não sei como houve deputados a votarem favoravelmente ao relatório de contas do ano 2014, sabendo que á tantas duvidas que não foram esclarecidas, ainda vou mais longe quase aposto que 80% dos/as deputados/as que votaram a favor deste relatório de contas não perceberam nada daquilo e que votaram a favor por mera camaradagem partidária.
    Mas não se esqueçam de uma coisa poderão serem já serem julgados dia 4 de outubro pelo o povo oliveirense pela falta de verdade que vocês ” malta do PS” andam a dizer ao povo. E veremos se este relatório de contas for ao tribunal administrativo e ao tribunal de contas se os deputados/as não serão julgados como cúmplices desta má gestão da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital.
    Já agora caro amigo António Lopes não é para admirar que eles não deem essas informações, Porque senão tivessem receio davam essas informações e muitas mais mais como andam com medo andam sempre a empatar para ver se esquecemos
    dessas matérias.
    Saudações Comunistas

  • João Paulo Albuquerque

    Cá estarei para defender a minha integridade, honestidade e coragem como Homem que sou.
    Portanto Sr Presidente quando resolver a situação com mulheres, vire-se cá para os Homens.

    João Paulo Albuquerque

  • traça

    É evidente que os incompetentes e mentirosos armados em pessoas importantes são todas assim.Sentem se impunes e da para tudo . E estão a prepara se para a grande golpeada : alexandrino candidato pelo PSD com Ex PS e CDS e independente saído do PSD local .andam por ai umas bocas e tem logica.basta ver quem eles são os que andam por ai espalhados.Lopes, isto não é como em 2008.andam muitas panelas para o tachao

    • Zandinga do Amaral

      Muita água vai passar debaixo da ponte.
      Muitos vão na enxurrada, e o Alex é um deles.
      Os partidos parecem condenados em Oliveira do Hospital.

  • Politicalex

    Ele sabe.E sabe como os fazer formar por alturas. Digo eu que sei, que lhes anda a fazer um laço de nó corredio…Um dia destes rebentam umas bujardas…Eles pensam que ele precisa dos documentos deles para os entalar mas não precisa…Os ajustes directos a empresas que é o primeiro concurso da vida delas ou o segundo é mato..! E outras parecidas…