NDEIB quer organizar feira de dimensão regional

…dinamizar uma feira ou centro de exposições de dimensão regional. A localização vai depender das garantias dadas pelas autarquias.

O Núcleo de Desenvolvimento Empresarial do Interior e Beiras (NDEIB) vai propor às câmaras municipais da sua área de abrangência a realização de uma feira, ou centro de exposições de dimensão regional. O anúncio foi feito ao Correio da Beira Serra pelo presidente da estrutura, Fernando Tavares Pereira, que também explicou que a localização do certame irá depender das garantias oferecidas por cada uma das autarquias, para que a feira seja um sucesso.

Visivelmente descontente com a afirmação proferida pelo presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital de que a FICACOL “pertence ao passado”, Tavares Pereira posicionou-se em defesa deste tipo de certames para a promoção do concelho e das suas potencialidades.

“Julgamos que esta autarquia, o NDEIB, outras autarquias e associações desta região deveriam reunir mais esforços, quantos possíveis, para que não sejam ultrapassados por diversos concelhos e regiões que há anos a esta parte figuravam de longe atrás do concelho e da região na promoção dos produtos fabris, tradicionais e dos serviços”, referiu ao CBS o responsável pelo núcleo que pretende a breve prazo lançar o desafio às autarquias da região. Em Oliveira do Hospital, desde 2001 que a FICACOL tem vindo a ser substituída por certames de curta duração e realizados ao longo do ano, enquanto que em concelhos vizinhos continuam a vingar as grandes feiras e centros de exposições como em Seia e Arganil, por exemplo. O vereador socialista na Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, José Francisco Rolo, já chegou a solicitar a reedição do certame para o próximo ano, mas a sugestão não foi ao encontro das pretensões do presidente Mário Alves, porque entende que “a FICACOL pertence ao passado”.

NDEIB faz chegar preocupações ao governo

 

Ainda esta semana o NDEIB vai ser recebido pelo Secretário de Estado do Emprego e Formação Profissional com o objectivo de transmitir as suas preocupações sobre aquela matéria. A falta de iniciativas na área da formação profissional é vista por Tavares Pereira como um entrave ao desenvolvimento empresarial, pelo que é objectivo do núcleo que dirige tomar conhecimento do apoio que o governo pode dar ao nível da formação nas escolas e até nas indústrias. Para o responsável do NDEIB é urgente que se instalem na região “empresas com tecnologia de ponta” ou até mesmo que se “reactivem outras empresas que em tempos passados foram de grande sucesso”.

Sempre na mira do sucesso empresarial, o NDEIB começa esta semana a prestar apoio aos empresários ao nível do novo Quadro Comunitário de Apoio. O objectivo – garante Tavares Pereira – é o de auxiliar os empresários a modernizar as suas unidades produtivas, especialmente porque está em causa a última oportunidade para beneficiarem de apoios comunitários. Segundo o responsável será ainda dinamizado um colóquio sobre o assunto, para que os empresários “consigam acompanhar o desenvolvimento regional, nacional e europeu”.

LEIA TAMBÉM

Oliveira do Hospital entre os municípios beneficiados pelo novo concurso do programa Centro 2020

O Centro 2020 publicou ontem o Aviso de Concurso SI2E – Atrair novo investimento empresarial …

Funcionários da ASAE contra operação anunciada para as áreas afectadas pelos incêndios

O sindicato dos funcionários da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) considerou hoje “lamentável” …