Nogueirense conta com novo espaço para “a promoção do desporto”

Ambicionada por Pedro Marques, a nova sede social da Associação Desportiva Nogueirense (ADN) tornou-se numa realidade. O espaço que para sempre vai evocar o nome do falecido dirigente foi inaugurado na tarde do último domingo. A família nogueirense disse “presente”.

Porque falar da Associação Desportiva Nogueirense, é falar do falecido dirigente, a nova sede social do clube não poderia ter associado outro nome, que não o de Pedro Marques. E foi de facto aquele nome que, apesar de em nenhum momento ter sido pronunciado pelo seu pai, Joaquim Marques, esteve presente, sobrepondo-se mesmo à imponência da obra que, como era da sua vontade, foi inaugurada em Nogueira do Cravo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A primar pela modernidade, o novo espaço vem melhorar as condições de trabalho da Associação Desportiva Nogueirense que está, agora, mais capaz de acolher atletas e de se situar ao nível dos clubes desportivos de referência nacional. Para além de uma zona vip onde ganha destaque o rosto de Pedro Marques, a nova sede é composta por espaço de alojamento de atletas e escritórios, cumprindo-se parte da vontade d antigo dirigente. A faltar continua o ambicionado ginásio, um espaço de aquecimento antes de o atleta entrar em campo, entre outros elementos constantes do projeto inicial.

“Nasceu uma espaço para a promoção do desporto”, considerou o pai de Pedro Marques que, em face do falecimento do filho, decidiu dar continuidade ao trabalho iniciado por aquele dirigente e tornar real o sonho de dotar a ADN de uma sede social condigna. Na condição de Chefe de Departamento de Futebol, Joaquim Marques fez na tarde de domingo passado a retrospetiva da vida da “menina” que chegou a “rapariga atrevida e senhorita” e é nesta altura “uma senhora com identidade”. Joaquim Marques falava assim da ADN, cuja equipa senior milita no Campeonato Nacional de Seniores de futebol sob o comando de Pedro Ilharco, em quem deposita inteira confiança pelo trabalho que tem desenvolvido, não apenas com os seniores, mas também com os juvenis e os juniores. “Quando ele virar costas eu viro também e só descansarei quando o vir num patamar superior”, comentou Joaquim Marques a propósito daquele que Pedro Marques escolheu para comandar a equipa.

Em dia de festa para a família Nogueirense, Joaquim Marques não escondeu a emoção que o invadia. E pese embora nunca referir o nome do filho, muitas vezes o evocou. “Era ele que deveria estar aqui. Está ausente, mas está presente na nossa memória , nos nossos sentimentos e nos nosso projetos”, referiu.

No momento em que tornava real o sonho do antigo dirigente, Joaquim Marques apreciou o facto de a Câmara Municipal manter de pé uma promessa feita a Pedro Marques. “Muito nos honra que não tenha ficado pelas palavras”, referiu, reportando-se à promessa de apoio de 150 mil Euros por parte da autarquia oliveirense.

“Chegou aqui uma pessoa que quis que o futebol e a ADN fosse o que é hoje e conseguiu , mas não realizou tudo”, referiu o presidente da ADN, José Brito, satisfeito por juntamente com Joaquim Marques, a Câmara e a ajuda de “todos” se tenha conseguido construir a sede social. “O importante é que nuca nos esqueçamos dele”, sustentou o responsável.

Na cerimónia que ficou marcada pela saudade , o presidente da Junta de Freguesia de Nogueira revelou-se orgulhoso pela obra que estava a ser inaugurada em prol de uma coletividade que defende “com unhas e dentes”. “Espero que Pedro Ilharco e os atletas correspondam com bons resultados desportivos”, comentou Luís Nina. Ao mesmo tempo que destacou a vertente competitiva que leva longe o nome de Nogueira do Cravo- “muita gente conhece Nogueira por causa do futebol”, frisou – o autarca valorizou a componente da formação, com a ADN a “substituir-se ao próprio Estado”. “ Há aqui muita formação e muito trabalho”, frisou.

“Pedro Marques marcou o salto qualitativo deste emblema e desta Associação”

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA referir-se à ADN como sendo um “baluarte do futebol distrital”, o presidente da Associação de Futebol de Coimbra aplaudiu o espírito de “União” que é visível no seio da coletividade e que foi determinante para superar a perda do seu emblemático dirigente. “Felizmente esta unidade fez com que ao invés de afastamento, houvesse mais união e força de vontade”, referiu Horácio Antunes, desejando que a ADN “continue na senda do êxito desportivo “ e a “trilhar o caminho que Pedro Marques idealizou”.

“Pedro Marques marcou o salto qualitativo deste emblema e desta Associação”, referiu o vereador do desporto da Câmara Municipal e antigo jogador do Nogueirense que dá por bem empregue o apoio da autarquia ao desporto em geral e à ADN em particular. “Temos mais de 120 jovens a praticar desporto . Isto é formação”, frisou Nuno Ribeiro, considerando que a obra inaugurada permite “dar muito mais valias a este clube”, podendo tornar-se num centro de estágios para outras equipas.

Nada espantado com a obra inaugurada por se adequar ao espírito das gentes de Nogueira, que são gentes de “querer e de afirmação”, o presidente da Assembleia Municipal defendeu de igual modo o compromisso de apoio municipal, entendendo que o desporto “é um campo que não pode ser descurado”. Porém, António Lopes entende que “honrar o nome de Pedro Marques é fazer com que Nogueira do Cravo tenha aqui o Benfica ou Porto (…) duas vezes por época”. “É para isso que devemos trabalhar”, frisou.

“Estas obras são apoiados porque acreditamos no projeto do Pedro”, justificou o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital que tendo bem presente o momento em que aquele dirigente lhe garantiu a continuidade na liderança do clube, assegurou cumprir com a sua palavra de apoiar a construção da sede social. “A Câmara ainda não investiu aqui um tostão”, referiu José Carlos Alexandrino, que apesar da alteração das condições financeiras do município assegura que “até ao final do mandato, todas as contas estarão saldadas”. O autarca manifestou-se igualmente “orgulhoso” pela obra que estava a ser inaugurada, ao mesmo tempo que defendeu a importância de o município continuar a apoiar o desporto . “Queremos um concelho diversificado, ou não queremos nada?”, questionou.

“O grande líder foi o Pedro e acho de inteira justiça que o nome dele fique perpetuado nesta sede”, teve oportunidade de referir Francisco Martins elemento dos corpos sociais da ADN.

LEIA TAMBÉM

Líder parlamentar do PSD questiona António Costa sobre a reconstrução das casas afectadas pelos incêndios.

O líder parlamentar do PSD, Fernando Negrão, pediu ontem explicações ao primeiro-ministro sobre o reduzido número …

Chuva regressa Quinta-feira e as temperaturas baixam

As temperaturas vão descer entre 2 e 5 graus Celsius a partir de quinta-feira, dia …