Nome de Armando Lopes e rumores de diligências de José Carlos Alexandrino podem estar na base do chumbo do projecto de fusão das caixas de Crédito Agrícola

O nome do Armando Lopes (administrador da Caixa Agrícola de Oliveira do Hospital) como um dos dois futuros directores executivos da estrutura que resultaria da fusão da Caixa da Beira Centro com a Caixa de Crédito Agrícola de Oliveira do Hospital terá sido um dos pontos que levou os sócios da entidade sediada em Arganil a chumbarem o projecto de união, apurou o CBS junto de fontes próximas ao processo. Há quem defenda que esta “imposição”, aliada ao rumor, não confirmado pelo CBS, que circulou em Arganil, segundo o qual presidente da Assembleia Geral (AG) da Caixa de Crédito Agrícola de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, teria colocado duas pessoas a telefonar aos associados para comparecerem na reunião e votarem favoravelmente a fusão, foram os grandes responsáveis pela derrocada do projecto. Em Arganil o sufrágio ditou 55 votos contra e 17 a favor, de nada valendo a votação esmagadora por unanimidade de 152 sócios favoráveis à união por parte de Oliveira do Hospital.

“Foi um resultado que surpreendeu mesmo os órgãos sociais da Caixa da Beira Centro. Esperava-se alguma resistência contra o nome de Armando Lopes que não deixou grandes amigos no tempo em que por aqui passou quando esta entidade foi intervencionada, mas nunca uma recusa do projecto por estes números”, sublinhou uma das fontes. “O rumor de que José Carlos Alexandrino estaria a realizar aquelas diligências terá sido decisivo. Os funcionários pensaram: se agora faz isto, depois realiza outra AG e leva tudo para Oliveira do Hospital”, explicou a mesma fonte, adiantando que já existia alguma resistência por parte dos elementos da Lousã, Góis e Poiares quanto à deslocalização da sede da Caixa da Beira Centro para Oliveira do Hospital (a sede administrativa ficaria localizada em Arganil).

A nova estrutura iria contar com dois directores executivos (uma atitude que não terá agradado desde logo à estrutura sediada em Arganil, que preferia apenas um). Os dois homens designados para ocupar esse cargo seriam Armando Lopes (por Oliveira do Hospital) e Fernando Sousa (pela Caixa Beira Centro). José Carlos Alexandrino ficaria como presidente da Assembleia Geral e António Cardoso como presidente do conselho fiscal. O actual presidente da Caixa da Beira Centro, Francisco Batista, passaria a presidente do Conselho de Administração. “Ao aprovarem o processo de fusão, os sócios aprovavam igualmente esta lista e os estatutos”, explica uma outra fonte, considerando a forma de voto dos sócios por braço no ar seguida por José Carlos Alexandrino em Oliveira do Hospital esteve longe de ser a mais aconselhável para permitir a cada um exprimir livremente a sua vontade. “Em Arganil o presidente da Assembleia Geral, António Cardoso optou pelo voto secreto. Não estou a ver como é que um funcionário, e eles têm um peso grande nestes processos, se iria opor de braço no ar a uma lista que iria passar a comandar os destinos da estrutura. Talvez isso também ajude a justificar o resultado unânime de 152 votos favoráveis em Oliveira do Hospital”, sublinha.

Um elemento dos órgãos sociais da Caixa Beira Centro negou ainda ao CBS que aquela direcção alguma vez tenha feito campanha contra a fusão. “Por princípio esta união era vista como vantajosa para toda a estrutura, até porque Oliveira do Hospital tem um forte tecido industrial, o que seria bom para a instituição. Os nossos órgãos sociais limitaram-se, em várias reuniões, a apresentar os aspectos positivos e negativos da fusão, sem fazer qualquer campanha por qualquer dos lados”, explicou, refutando as afirmações de José Carlos Alexandrino à Rádio Boa Nova, nas quais o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital se mostra convencido que o chumbo se ficou a dever a “sobretudo a algumas pessoas com interesses pessoais que fizeram campanha contra” a fusão.

José Carlos Alexandrino, de resto, lembrou na mesma rádio que o acordo estava “abençoado pelo Conselho de Administração das Caixas de Crédito Agrícola a nível nacional” e que foi negociado durante dois anos. Mostrou-se ainda satisfeito com a resposta dada pelos sócios de Oliveira do Hospital. “Um total de 152 pessoas votou favoravelmente e por aclamação a fusão. Isso demonstra que perceberam o projecto e a importância que teria para todo o território. Tive um grande orgulho na minha Caixa”, disse o autarca.

LEIA TAMBÉM

Presidente da Junta de Travanca de Lagos demitiu-se

O presidente da Junta de Freguesia de Travanca de Lagos, António Soares, apresentou hoje a …

Oliveirense Aqua Village Health Resort & Spa vence 12 prémios internacionais no Dubai

O Aqua Village Health Resort & Spa arrecadou 12 prémios nos Haute Grandeur Global Execellence …

  • Só quem mamar!

    Votos de braço no ar.,.. fascismo democrático!
    Só quem tem interesses pessoais obriga a coisas destas.
    Esta fusão só é abençoada pelos futuros administradores… o reais e os do governo sombra!

  • Oliveisense

    Ora vejam lá a minha Caixa,devia ter vergonha e dizer as coisa de outra maneira.Levaste uma banhada que te vais andar a sacudir um mês,que é o tempo que te leva a engolir a banhada.Nem as chamadea te valeram.

  • Sócio

    Até já em Arganil conhecem o “dono disto tudo”, é da CCAM, é da CMOH, é dos grupos de futebol, é de tudo.
    Anda Alex engole, querias mamar quando acabasse a mama da câmara, mas vais ter muita coisa que explicar, nem foi preciso ir votar para te derrotar.
    És um anjinho.

  • Vilafranca

    Ó herói dos onlines, também conhecido como o kagatostões, bocas e asneiras tu é de enxurrada.
    o kagatostões, sempre se afirmou contra a fusão da caixa, andou sempre para aí com bocas contra a fusão.
    mas na verdade …..
    ò kagatostões vê la se metes na cabeça:
    – Eras contra a fusão, mandas bocas, mas não apareces-te na Assembleia geral para defender a tua ideia (pois és um ideias, so isso).
    Não kagatostões, ficas-te em casa a gemer fel e a arder de raiva, contra quem faz alguma coisa por Oliveira.
    Tu, corajoso, contra a fusão, mas não deste a cara. Escondeste-ye em casa e nos onlines e a intoxicar (como é teu habito de comunista ) com arremedos de noticias encomendadas.
    Noticias não. Rumores, rumores que tu fazes parecer noticias.
    Só inventas, és um ideias.
    No meio de tanta invenção, treta e rumor, has-de acabar como acabam todos os ressabiados …. Sem credito e sem credibilidade >(que já nem tens). Zero .
    Quem se alimenta pelo ódio, afunda-se nele, como um triste .
    Pois ….
    devias ter a coragem de aparecer na Assembelia Geral e votar.
    Não apareces-te! Que coargem a tua !
    Aqui no online? Isso é para meninos ….
    Olha lá, não nos digas que não viés-te à Assembleia da Caixa de Credito de Oliveira , assumir o teu voto contra , porque afinal foste á Assembleia da Caixa de Arganil , não me digas que votas-te lá contra!!!!!
    Eu sei que lá não ès socio, mas a tua “coaragem” se calhar deu te para isso.
    Mas também sabemos que já conheces a Caixa de Arganil….
    Já lá foste , ou melhor, já te lá levaram.
    E foste pela mão daquele por quem aqui destilas odio, raiva, verdete.
    Pois… cá já não dava , levou-te a Arganil ….
    Ainda te Lembras?!
    Para a próxima , enche-te de coragem, e vem cá votar …
    Por cá a votação foi unamime pela fusão. Aqui eras DERROTADO, mais uma vez , como sempre foste.
    Já reparaste que só somas DERROTAS ?
    Olha lá, não viés-te, mandas-te emissário – representante ?
    Se mandaste não te obedeceu.
    também votou pela fusão.
    Como vês perdes sempre e em toda a linha.
    Nunca mais vais aprender.
    queres um conselho? Como a azia é o premio dos derrotados , dos tristes , continua a inventar noticias e a semear rumores .
    Se isto é jornalismo , eu sou o kagamilhoes, ahahahah.

    • António Lopes

      Tenho esses defeitos todos mas assino o nome para me poderem contestar e desmentir.E coragem para fazeres o mesmo.Sou, sempre fui, e serei contra a fusão.Não leste o meu comentário ontem? E até disse porque não me meti.Disse que foi por ter lá umas moras.Não leste? Isto, com os cêntimos não dá para pagar tudo…Não andam ai aqueles que diziam que eu era uma força da natureza e que agora sou o falido? Falido, ia para lá fazer confusão para quê? Nunca te disseram que para levar “porrada” se fica em casa..? Eu é que perco, não é? Olha ali para os inquéritos e vê a popularidade das vossas soluções.Eu falo com o Povo e sei bem o que ele me diz.E as denuncias que me faz…Eu não jogo na deslealdade.Pediam-me apoio pela frente e andavam a “minar por detrás”…e tratar da vidinha futura..! É só “artistas” Arranja lá umas calcitas e vê se te assumes.Não aprecio a cobardia..tá?

    • José Dias

      Estás ressabiado, custou-te a engolir? Mas dar a cara é que não tens coragem?
      Isto é o principio do fim, já toda a gente deu conta. Vai lá queimando os últimos cartuchos.

      José Dias

    • António Silva

      Com tanta coragem e escondeste atrás desse nick Vilafranca. Se fores homem dá a cara. Eu não tenho medo de assumir, o Lopes pelos vistos também não. Se consegues vestir umas calças aparece rapaz que eu até te forneço o telemóvel para a gente conversar. Para já acho que o meu mail está aqui e o jornal está autorizado a facultar-to. Se quiseres, onde quiseres, como quiseres, podemos discutir estes rumores e outros assuntos cara a cara.

      Cumprimentos,
      António Silva

    • Politicalex

      Ó “Vilafranca”: Podias explicar ao “cagatostões” aquela vergonha na Arcial? Então despediram o irmão do Carlos Martins, para lá meterem a filha de um ilustre socialista (CV) e a esposa de um ilustre vereador .? Prepara-te que ele sabe… e hoje, é dia de “arena”..! Já não se respeita nada nem ninguém..! Uma vergonha…

  • António Lopes

    Desde quando e onde, uma eleição para listas, logo com nomes, se vota de braço no ar.Só na democracia implantada em Oliveira do Hospital e só depois de, à força e contra a vontade do Povo, DEPOSITADA EM URNA, me retirarem de cena.A história da Caixa é mais comprida.Esforcei.-me e consegui, uma lista de unidade para evitar a intervenção.O Senhor presidente da Câmara que dizia que estava de acordo e até estimulou algumas reuniões, dizia uns dias uma coisa outro dia outra.Quando se conseguiu a lista de unidade, no dia seguinte, em reunião de Caixa opôs-se e fez abortar a solução.Qual não é o meu espanto elaborou uma lista para os corpos gerentes Assembleia Geral e uma espécie de Conselho fiscal.Na ultima hora, retirou, por sugestão minha dois nomes que por terem participado no processo de intervenção me parecia não deverem fazer parte. Qual não é o meu espanto vejo, agora uma lista de “unidade” com alguns dos opositores à fusão e com alguns dos responsáveis da mesma.Quanto aos Administradores nomeados contra os quais me opus não pelas pessoas mas pelo processo,fizeram um bom trabalho e ganharam força para que sejam os trabalhadores a apoiar o Sr.Armando Lopes o que muito aborreceu o Senhor Presidente da Assembleia Geral, pois, não era esta a solução dele. O programa estava pensado para o SR.Presidente ser o Presidente do Conselho de Administração, daqui a três anos.É que, daqui a três anos o Sr.Presidente está reformado e não pode acumular..! Por isso é que andou a dizer, mas já não diz, que só fazia este mandato..! Ouviu na cara, um trabalhador dizer-lhe: “Senhor Presidente,isto é uma instituição bancária não é um Rancho Folclórico nem um clube de futebol”..l.E, começou nesse dia, aquilo que agora teve este desfecho. Há quem confunda SERVIR com SERVIR-SE..! Às vezes corre mal..A vantagem é que tinha prometido opor-me a esta solução mas, nem foi preciso..! O pessoal anda atento…embora “alguns” pensem que não…

  • António Lopes

    Havia quem me desse esse “apoio” mas era para evitar a destituição de alguns administradores e para safar alguns negócios ruinosos que tinham feito e agora ando a pagar… Mais tarde, para serem uns “gaijos porreiros” com o dinheiro dos outros que, agora dizem que não devem..! Esses é que são os bons..!Com tanto trabalho, recebi os documentos da Assembleia não devem nada a empreiteiros..! Vem lá é uma série de subsídios para festas…Siga… é preciso é o “meu Povo” alegre..!O não haver dívidas a empreiteiros é o sinal que estão a fazer muitas obras…Talvez seja por pagarem a 15 dias, decisão que já tem dois anos..!

  • observador

    O problema é o de quererem colocar mais uns lugares para terem lá um tacho para irem receberem umas croas. Paga caixa. Que vergonha. A caixa não é um lugar para politica e empregos, mas sim para ajudar a população.

  • URSS

    o edifício da câmara tem que se passar a chamar “Kremlin”… pois actualmente é por lá que está instalado o Comité Centra… estes tipos estão a mandar em tudo… banca, fundações, santa casa, colectividades desportivas e culturais… o poder cegou-os e mandam ou querem mandar em tudo e todos… e andam por aí uns lambe botas que não os largam… ao que o nosso concelho chegou… e ainda falavam do Mario Alves… ao pé destes, o Mario era um santo…

  • Politicalex

    Parece que os telefonemas e convites para a votação também deram alguns amargos de boca…Parece…houve umas respostas interessantes.Grave é que foram os grandes apoiantes os que mais desiludidos estão a ficar.Andaram nos telefonemas e no porta a porta para a ARCIAL.A compensação já está a chegar.Lá meteram mais duas “bandeirinhas..! É sempre a aviar… Viva o Chochialismo..!

  • António Lopes

    Acabei de postar , no facebook de um nosso ilustre presidente de junta, o seguinte comentário, infra:

    O que se espera é que não demorem muito..! Já ando a ouvir falar em marchas de protesto desde 2005.Depois disso, o PS já foi Governo 6 anos e meio…Se estivesse muito interessado,por certo os ICS já estavam construídos.António Guterres e o PS foram governo de 28-10-1995 a 6 -4- 2002.Em 1997 abriu 12 Km entre o Porto da Raiva e Catraia dos Poços.Ainda foram governo mais 5 anos.a dívida Pública era de 50%.Não havia Troika.. Não avançaram porquê? O que faltou? Quanto a mim só vontade. Este mesmo governo construiu quase toda a A23 e a A6 que está às moscas.Construiu parte da A8 que está às moscas e é paralela à A1. com um afastamento de menos de 20Km ..!Sócrates e o PS voltaram a ser governo de 12-03-2005 a 21-06-2011.Fizeram até ao nó de Tábua.A Dívida Publica era de 60%. Não acabaram os ICs porquê? O que faltou? Quanto a mim, só vontade..!Neste intervalo o PSD governou 35 meses, com dois primeiros ministros.Barroso e Santana.Eram estes que tinham que fazer a Estrada,em 35 meses..? O actual governo herdou uma dívida de mais de 100%,com a escondida 124%. Bruxelas não deixa fazer.Exigir o quê e para quê? Há quem pense que em Portugal se manda alguma coisa.O PS, até pelo memorandum que assinou, sabe bem que é assim.pelo que, esta falácia é só demagogia e eleições. Em 2007, fez-se um protesto automóvel contra o encerramento do Centro de Saúde.O PS teve que mudar de ministro(Correia de Campos) devido aos protestos pelos ataques à saúde.
    Na assembleia Municipal, de Dezembro de 2007, foi aprovada uma moção onde se protestava contra o encerramento da Extensão Agrária e o Tribunal.Quem governava Portugal nessa data? Há dias foi feito na Lageosa, um “Fórum das Freguesias” em defesa dos serviços de proximidade.Então quem é que encerrou e queria encerrar esses serviços,como atrás referido? A politica é uma arte nobre. A demagogia
    sempre foi condenável.Não será por acaso que as sondagens são o que são.Espero que o PS ganhe.Lá para Janeiro já temos os médicos, as máquinas nos ICS.Já temos as reformas repostas e um pouco mais à frente,a troika, outra vez.Valha-nos Deus..A ideia de que somos todos parvos..!

  • António Lopes

    Porque o convÍvio com a verdade e o confronto de ideias não é o forte de algumas pessoas nem de alguns partidos,o comentário foi apagado no mural do dito ppresidente de junta que, não obstante não se coibe de ostentar o símbolo do Munícipio no seu propagandístico comentário.Como tenho vindo a afirmar a ética não abunda.Sugiro a esse senhor presidente que venha aqui contraditar, com a certeza que a sua opinião, seja ela qual for, será conservada…Apagar o meu comentário pode.A verdade dos factos e da história, essa é que vai ser mais difícil.Contudo eu compreendo a posição.Há favores que têm que se reconhecer…