Nome e Brasão da cidade morrem à sede

…de Oliveira do Hospital afirmou, em reunião do executivo camarário de 29 de Julho, que “é preciso proteger as árvores que não vão ser abatidas de forma a que não se corra o risco de as máquinas que se encontram em movimento na obra eventualmente as danifiquem”. Mário Alves esclareceu que tem tido “o cuidado de alertar os serviços técnicos e os responsáveis pela execução da obra” nesse sentido e frisou ainda que sugeriu que “fossem colocadas umas cintas de protecção em volta dos troncos das árvores”.

O autarca do PSD deu ainda conta de que “vão ser plantadas mais de 200 árvores, algumas de forma a substituir as que serão abatidas, e que – segundo Mário Alves – “na maior parte dos casos se encontram em fim de ciclo de vida”.

 

 

Algo criticado tem sido o facto de a Câmara Municipal não estar a fazer a devida manutenção no jardim Oliveira Mano, deixando morrer – por falta de água – a maior parte dos buxos que ornamentam aquele jardim. O próprio símbolo e nome da cidade estão – conforme documentam as imagens –  a morrer por falta de água, dando uma imagem negativa aos turistas que por esta altura visitam a cidade.

LEIA TAMBÉM

Caça praticamente proibida no concelho de Oliveira do Hospital até Maio de 2018

A caça está proibida até 31 de Maio de 2018 nas zonas consumidas pelos fogos, …

Capoula Santos apresentou em Oliveira do Hospital novas medidas de apoio aos agricultores afectados pelos fogos

O Ministro da Agricultura apresentou, ontem, em Oliveira do Hospital, as novas medidas de apoio …