Face à forma abusiva como o espaço de comentários disponibilizado pelo Correio da Beira Serra online tem sido utilizado ...

Nota de direção

… por parte dos nossos seguidores,a administração e direção deste espaço digital vêem-se na obrigação de alterar o modelo de inserção de comentários.

Tal decisão que decorre, em primeiro lugar do modo impróprio como alguns seguidores – que de nenhum modo são representativos do universo dos assíduos leitores do correiodabeiraserra.com, – caluniam, difamam e enxovalham pessoas e instituições e, sem qualquer pudor invadem domínios privados, não foi tomada de ânimo leve.

É que apesar do facto de este jornal – administração e direção – terem permitido até à atualidade a livre inserção de comentários, sujeitos porém a controlo pós inserção decorrente dos motivos acima referidos, a Entidade Reguladora para a Comunicação Social imputa sobre a direção do Correio da Beira Serra a responsabilidade pelos insultos e ataques ofensivos que recaem sobre terceiros.

“Notando que a publicação de comentários às notícias divulgadas online pelos órgãos de comunicação social constitui um ato de natureza editorial, sendo por isso da responsabilidade do Diretor a decisão de publicação desses mesmos comentários”, lê-se numa recente deliberação da ERC relativa à edição online do conhecido jornal Diário de Notícias, onde segundo aquela entidade os sistemas de validação de comentários utilizados “são manifestamente insuficientes e pouco eficazes para prevenir as situações identificadas”.

Como recomendação, a ERC sugeriu a adoção de “um sistema de validação de comentários eficaz e que, desse modo, se abstenha de publicar comentários que ultrapassem os limites consagrados à liberdade de expressão, adotando assim uma conduta que respeite os direitos fundamentais”.

Ainda que continue a defender o salutar debate de ideias e a crítica aos assuntos noticiados – o campo da crítica não tem que roçar os limites do insulto – a direção deste diário digital demarca-se da responsabilidade em matéria de insultos gratuitos, enveredando assim por um novo modelo de inserção de comentários que certamente continuará a atrair a atenção dos que criticam para construir e a afastar os que se escondem, com o simples objetivo de denegrir e ofender.

A medida que, entretanto, vai ser posta em marcha, por várias vezes foi colocada em cima da mesa pela direção do jornal. Em causa está o salutar trabalho jornalístico que, até aqui, tem vindo a sofrer algumas limitações, pelo facto de muitos agentes concelhios se recusarem a prestar informações a este que é um órgão de comunicação social, dado o receio de achincalhamento de que poderiam vir a ser objeto no espaço de comentários.

De referir porém que a decisão agora tomada foi objeto de algumas reservas por parte da administração deste jornal, que de modo nenhum pretende calar a voz do povo, não podendo porém continuar compactuar com o que se vinha assistindo nos últimos tempos de ataque dirigido a tudo e todos, sem o menor respeito pelos “direitos fundamentais”.

Desta forma, direção e administração do Correio da Beira Serra esperam contribuir para o engrandecimento deste projeto editorial e saudável debate e troca de ideias entre os seus habituais seguidores.

Liliana Lopes

LEIA TAMBÉM

Correio da Beira Serra suspende publicação em Junho

Hoje, trago más notícias. O Correio da Beira Serra, em versão impressa, vai suspender a sua publicação.

Tudo é efémero!

Hoje, trago más notícias. O Correio da Beira Serra, em versão impressa, vai suspender a sua publicação.

  • Federico Silva

    Sinceramente que não sei o que quer dizer com o que escreveu, a minha intervênção foi alertar os cibernautas que consultam este on-line para o embuste que o menino virgílio salvador estava a induzir o povo de Oliveira do Hospital num negócio fantasma e mentiroso de lucro em ouro – Lamento que a direcção deste On-Line desse guarida a este menino desviante. Ele é um ser sem credibilidade e que só tem destruido o que recebeu do avó adoptivo Dr. Virgilio Ferreira, é preciso notar que esse menino só tem 21 anos que agora como nada tem e como quer continuar a gastar em carros e borgas nocturnas e como só lhe resta a casa de habitação, já colocou um letreiro na casa nº10 da rua General Santos Costa para venda e assim irá vender ao desbarato, aquilo que tanto custou a ganhar ao falecido Dr. Virgilio Ferreira. Tem sido por não se parar a tempo este garoto que ele chegou a este ponto e por isso é preciso travá-lo e não incêntivar as Suas asneiras como fez ao publicar a famosa propaganda enganosa desse garoto neste On – Line