àgua com espuma à saída da ETAR

Nova ETAR continua a dar problemas…

Apesar dos maus cheiros estarem relativamente amenizados, o correiodabeiraserra.com este ontem nas imediações daquele equipamento das Águas do Zêzere e Côa, e verificou que à saída da ETAR – onde era suposto sair uma água cristalina –, a linha de água que vai desaguar ao Ribeiro de Cavalos tem uma cor negra e corre com muita espuma.

“Eu já tive gado, mas deixei-me disso porque os animais não podiam beber a água do ribeiro”, referiu a este diário digital um septuagenário que andava nas lides agrícolas a escassos metros da ETAR e recordando os tempos em que a velha estação de tratamento da Câmara Municipal – já desactivada – lançava diariamente um enorme caudal de esgotos no Ribeiro de Cavalos. “Agora puseram cá esta, mas continua a cheirar mal. Há para aí qualquer problema”, sublinhou ainda aquele agricultor.

Este diário digital já confrontou a empresa Águas do Zêzere e Côa (AZC) com a situação, mas a AZC, que no passado mês de Julho invocou o problema de “descargas ilegais” e da falta de energia, garantiu ao CBS online que a situação estava a ser “ultrapassada”. Não é o que se passa.

rebanhos de ovelhas pastam nas proximidadesOs problemas continuam e – conforme documenta a imagem –, nos terrenos adjacentes à ETAR existem várias áreas cultivadas e alguns rebanhos a pastar.

LEIA TAMBÉM

Caça praticamente proibida no concelho de Oliveira do Hospital até Maio de 2018

A caça está proibida até 31 de Maio de 2018 nas zonas consumidas pelos fogos, …

Capoula Santos apresentou em Oliveira do Hospital novas medidas de apoio aos agricultores afectados pelos fogos

O Ministro da Agricultura apresentou, ontem, em Oliveira do Hospital, as novas medidas de apoio …