Nova liderança da JSD de Oliveira do Hospital quer colocar problemas dos jovens na agenda política local

Virgílio Salvador, de 26 anos, foi eleito no domingo presidente da Juventude Social Democrata de Oliveira do Hospital. O novo líder pretende que aquele órgão seja mais interventivo, ajude a identificar os problemas dos jovens oliveirenses que “o município tem esquecido” e, ao mesmo tempo, irá apresentar soluções que devem ser levadas à reunião da autarquia pelo vereador João Paulo Albuquerque. “Seremos uma voz para ajudar todos os jovens e, em particular, aqueles que sentem problemas porque não abanam a bandeira do actual poder”, conta o novo dirigente.

“Vamos identificar os problemas que são muitos e afectam os nossos jovens. Esses problemas têm estado esquecidos pelo poder político local”, explica Salvador que foi eleito numa lista única, a qual contou também com o anterior presidente, António Cruz, que agora passa a liderar a Mesa do Plenário. “A JSD está unida para ajudar a resolver os problemas”, sublinha este Designer.

A incapacidade da Câmara Municipal em desenvolver políticas que criem condições para fixar jovens no concelho, é uma das preocupações, segundo Virgílio Salvador, da JSD. “Há muitos jovens até aos 30 anos desempregados e sem expectativas de encontrar soluções, muito por inércia deste executivo camarário. Não vamos deixar passar em claro esses problemas. Vamos ser uma voz que irá colocar esse tema na agenda política”, sublinha, frisando, por exemplo, que o município nem sequer consegue aproveitar a mais valia que é o pólo do Instituto Politécnico de Coimbra que se encontra na cidade.

“Os alunos da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital têm problemas em encontrar um espaço para arrendar e não vemos qualquer medida por parte da autarquia para atenuar essas dificulodades. Além disso, não existem incentivos para esses jovens se fixarem posteriormente no concelho”, sublinha, acusando que, pelo contrário, “existem entraves” por parte da autarquia para aqueles que pretendem fazer o licenciamento de um estabelecimento e que se mostrem empreendedores. “Salvo aqueles que andam a abanar a bandeira de quem manda. Isso não pode continuar a acontecer. Não estamos num país do terceiro mundo”, acusa.

A nova liderança dos jovens sociais-democratas de Oliveira do Hospital pretende tornar aquela estrutura mais versátil e aberta a toda a comunidade, particularmente através de uma presença mais forte nas plataformas digitais. “Uma das medidas passa por criar uma página na internet, onde os jovens podem dar a sua opinião e onde se podem inscrever como militantes. Mas será também um espaço em que os jovens de outras forças políticas podem expressar as suas preocupações”, explica.  Outro dos objectivos é, “no mínimo, duplicar o número de militantes” que actualmente se limita a 40 elementos.

LEIA TAMBÉM

Santa Ovaia anuncia tradicional Festival das Sopas, com muita música e porco no espeto

Santa Ovaia, em Oliveira do Hospital, já tem alinhado o cartaz de mais uma edição do …

João Dinis afirma que houve abate “selvagem” de plátanos em Oliveira do Hospital e pede explicações à Câmara Municipal

O eleito da Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Ervedal e Vila Franca …