Número de mortos nas estradas portuguesas aumentou em relação a Janeiro do ano passado

Os acidentes nas estradas portuguesas provocaram, no primeiro mês do ano, 45 mortos, mais cinco do que em igual período de 2017, indicou hoje a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), Coimbra, porém, foi um dos distritos sem qualquer vítima mortal. Os dados da ANSR dizem respeito às vítimas mortais, cujo óbito foi declarado no local do acidente ou a caminho do hospital.

AANSR, que reúne dados da PSP e da GNR, adianta que, em Janeiro, registaram-se 10.305 acidentes rodoviários, menos 255 do que no mesmo mês de 2017. Os distritos com maior número de mortos em Janeiro foram Setúbal (nove) e Braga, Lisboa, e Porto, com seis vítimas mortais em cada um. Nos distritos de Bragança, Coimbra, Évora, Leiria e Portalegre ainda não se registou qualquer vítima mortal este ano.

Os acidentes rodoviários provocaram, entre 01 e 31 de Janeiro, 121 feridos graves, menos 33 do que em igual período do ano passado, indica também a Segurança Rodoviária. A ANSR refere ainda que 2.991 pessoas sofreram ferimentos ligeiros em consequência dos desastres nas estradas no primeiro mês do ano, menos 187 do que em Janeiro de 2017.

 

LEIA TAMBÉM

Governo lança hoje financiamento de 36 milhões para recuperar floresta das áreas ardidas, sendo 4 milhões para o Pinhal Interior

O Governo lança hoje concursos faseados de apoio à floresta, por região do país, no …

À Boleia Autor: André Duarte Feiteira

O país da Maria, do Manuel, das cunhas e dos tachos! Autor: André Duarte Feiteira

Que bonito é Portugal! Um país à beira mar plantado, com um clima afortunado e …