“Nunca quererei participar numa situação que possa conduzir ao encerramento da ESTGOH”

 

A menos de 24 horas do arranque do tão aguardado Conselho Geral do IPC – está marcado para as 15h00 de amanhã – o presidente da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital garante estar munido de todos os argumentos para convencer os 35 elementos com direito a voto naquele órgão, de que a ESTGOH “é fundamental para a região da Beira Serra”.

Numa entrevista concedida há instantes a este diário digital, o presidente da ESTGOH confessou ter sentido “mágoa” pela atitude de Rui Antunes, de quem afirma ser amigo pessoal, mas esclareceu que a sua postura “nunca será de hostilização” para com o presidente do Instituto Politécnico de Coimbra (IPC).

Ainda que não aceite que a ESTGOH seja a vítima direta dos necessários cortes orçamentais, Jorge Almeida entende que ao invés de abrir guerra contra o presidente do IPC, deve antes conduzir Rui Antunes “para dentro da ESTGOH”.

“Rui Antunes é inquestionavelmente um parceiro da ESTGOH”, garantiu Jorge Almeida que assegura estar disponível para trabalhar com o responsável máximo do IPC numa “atitude combativa e construtiva”, no sentido de lhe demonstrar que “a ESTGOH é imprescindível ao distrito”.

Elogiando a união que a comunidade concelhia e regional tem demonstrado sobre esta matéria, Jorge Almeida está decidido em continuar a lutar por uma causa da qual se assume como “militante”, no entanto avisa: “nunca quererei participar numa situação que possa conduzir ao encerramento da ESTGOH”. “No dia em que eu sinta isso, simplesmente entrego as chaves ao presidente”, assegurou.

Neste domínio, o presidente da escola oliveirense muito apreciou a postura do governo, que não validou a proposta inicialmente apresentada por Rui Antunes, em reunião de Conselho de Gestão no dia 22 de agosto, no sentido de encerrar a escola já no presente ano letivo.

Por isso mesmo, também acredita na continuidade da escola que “há uns anos foi criada pelo governo”.

Este e outros aspetos fazem parte de uma entrevista que este jornal se prepara para editar na sua edição online.

LEIA TAMBÉM

Amianto vai ser retirado da Escola Secundária de Oliveira do Hospital, oposição critica “timing”

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital anunciou ontem que assinou um contrato de adjudicação …

Jovens cientistas da EPTOLIVA de Tábua desenvolvem Compósito Antisséptico e conquistam segundo lugar na XI Mostra Nacional de Ciência

Jovens estudantes da Eptoliva, na Tábua, no distrito de Coimbra, desenvolveram uma solução desinfectante a …