O CERVAS de Gouveia devolve, a partir de hoje, 45 animais selvagens à natureza

O Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (CERVAS), de Gouveia vai partir de hoje iniciar um conjunto de acções de devolução à Natureza de animais selvagens em diferentes pontos dos distritos de Coimbra, Guarda, Viseu e Aveiro. A maior parte dos animais são aves, com destaque para as rapinas nocturnas, como as corujas-do-mato, os mochos-galegos ou as corujas-das-torres, mas também rapinas diurnas como os milhafres-pretos ou os tartaranhões-caçadores e ainda de outros grupos como cegonhas-brancas ou andorinhões.

Estes animais selvagens ingressaram no centro com diversos tipos de problemas. Uma das principais causas foi a queda precoce dos ninhos mas também situações de atropelamento, cativeiro ilegal e colisões. Desde o início de 2016, o CERVAS acolheu 302 animais, sendo as principais causas de ingresso as quedas do ninho e o cativeiro ilegal. A maioria dos animais tem sido entregue pelo Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) / GNR.

Tal como tem sido habitual desde o início do funcionamento do centro, em 2006, na maior parte dos momentos de devolução à Natureza dos animais recuperados irão estar presentes as pessoas que encontraram os animais, sendo também convidadas diversas entidades, com o objectivo de contribuir para a educação ambiental das populações e para um maior conhecimento da fauna selvagem autóctone e os seus principais problemas de conservação.

As primeiras aves a serem libertadas serão seis cegonhas-brancas na Mata Nacional do Choupal e uma coruja-do-mato na Escola Superior Agrária de Coimbra. No dia 7 no Vale do Rossim (em Gouveia) segue-se a libertação de uma coruja-do-mato e no dia 9, no Luso, Mealhada, será devolvido à Natureza um milhafre-preto. Outros animais serão libertados até ao final do mês, tanto nos locais onde foram encontrados feridos ou debilitados, como em acções de sensibilização em eventos, como é o caso do aniversário do Parque Natural da Serra da Estrela no dia 15 ou o dia dos Avós em Fornos de Algodres no dia 26.

O CERVAS é uma estrutura que se dedica à recuperação de animais selvagens e à educação ambiental e está localizado em Gouveia, no Parque Natural da Serra da Estrela. A gestão do centro está a cargo da Associação ALDEIA (www.aldeia.org) desde 2009, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e com a ANA – Aeroportos de Portugal, SA, o principal patrocinador do centro.

LEIA TAMBÉM

GNR realizou ontem 40 detenções em flagrante delito, sete das quais por roubo

PJ deteve em Seia um homem por tentativa de homicídio

O Departamento de Investigação Criminal da Guarda da Polícia Judiciária (PJ), com a colaboração da …

Primeiro-ministro apresenta 20 equipas de sapadores florestais em Oliveira do Hospital

O primeiro-ministro, António Costa, apresenta amanhã 20 novas equipas de sapadores florestais, em Oliveira do …