O CERVAS de Gouveia devolve, a partir de hoje, 45 animais selvagens à natureza

O Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (CERVAS), de Gouveia vai partir de hoje iniciar um conjunto de acções de devolução à Natureza de animais selvagens em diferentes pontos dos distritos de Coimbra, Guarda, Viseu e Aveiro. A maior parte dos animais são aves, com destaque para as rapinas nocturnas, como as corujas-do-mato, os mochos-galegos ou as corujas-das-torres, mas também rapinas diurnas como os milhafres-pretos ou os tartaranhões-caçadores e ainda de outros grupos como cegonhas-brancas ou andorinhões.

Estes animais selvagens ingressaram no centro com diversos tipos de problemas. Uma das principais causas foi a queda precoce dos ninhos mas também situações de atropelamento, cativeiro ilegal e colisões. Desde o início de 2016, o CERVAS acolheu 302 animais, sendo as principais causas de ingresso as quedas do ninho e o cativeiro ilegal. A maioria dos animais tem sido entregue pelo Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) / GNR.

Tal como tem sido habitual desde o início do funcionamento do centro, em 2006, na maior parte dos momentos de devolução à Natureza dos animais recuperados irão estar presentes as pessoas que encontraram os animais, sendo também convidadas diversas entidades, com o objectivo de contribuir para a educação ambiental das populações e para um maior conhecimento da fauna selvagem autóctone e os seus principais problemas de conservação.

As primeiras aves a serem libertadas serão seis cegonhas-brancas na Mata Nacional do Choupal e uma coruja-do-mato na Escola Superior Agrária de Coimbra. No dia 7 no Vale do Rossim (em Gouveia) segue-se a libertação de uma coruja-do-mato e no dia 9, no Luso, Mealhada, será devolvido à Natureza um milhafre-preto. Outros animais serão libertados até ao final do mês, tanto nos locais onde foram encontrados feridos ou debilitados, como em acções de sensibilização em eventos, como é o caso do aniversário do Parque Natural da Serra da Estrela no dia 15 ou o dia dos Avós em Fornos de Algodres no dia 26.

O CERVAS é uma estrutura que se dedica à recuperação de animais selvagens e à educação ambiental e está localizado em Gouveia, no Parque Natural da Serra da Estrela. A gestão do centro está a cargo da Associação ALDEIA (www.aldeia.org) desde 2009, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e com a ANA – Aeroportos de Portugal, SA, o principal patrocinador do centro.

LEIA TAMBÉM

Cientistas da UC criam “Transporte” de quimioterapia activado no local de produção de células cancerígenas por controlo remoto

Uma equipa internacional de investigadores, liderada pelos portugueses Lino Ferreira e Ricardo Neves, do Centro …

GNR deteve um homem e apreendeu armas, munições e cannabis

A GNR, através do Núcleo de Investigação Criminal da Lousã e do Posto Territorial de …