O fim do oásis…

São os abates, as podas mal dadas, os carvalhos que, no parque do Mandanelho, abortam à nascença e, em Ervedal da Beira – na quinta da Serrana –, as centenas de árvores que ficaram entregues à sua sorte.

Há mais de um ano, os serviços da CMOH quiseram dar um ar exótico a uma das entradas da cidade e, para isso, nada melhor que umas palmeiras. O problema é que, conforme documentam as imagens recolhidas pelo correiodabeiraserra.com, o oásis não passa agora de uma miragem.

E tudo isto acontece num município onde o presidente da Câmara se confessa como um amante da natureza. “Sou muito sensível à preservação da floresta. Ao contrário do que as pessoas possam pensar, desde que estou na Câmara temos plantado muitas árvores em todos os locais onde nos seja possível”, afirmou Mário Alves ao Diário as Beiras, dia 17 de Agosto.

LEIA TAMBÉM

Cartões e telemóveis podem andar juntos na carteira? Autora: Isa Tudela

Pense neste cenário: vai às compras, carrinho cheio e na hora de pagar o cartão …

CNA faz proposta, sem resposta. O Ministro da Agricultura gosta é de “pôr ovos em ninhos alheios” para fazer a “sua” propaganda do costume… Autor: João Dinis, jano

O Ministro da Agricultura visita o “Centro de Recria de Ovelhas Bordaleiras” da ANCOSE,   em …