Tem como título “O Grande Livro do Queijo Serra da Estrela” e é porventura a mais importante obra literária que desde sempre se fez em torno daquele que muitos consideram como um dos melhores queijos do mundo e “uma das sete maravilhas da gastronomia mundial”.

O Grande Livro do Queijo Serra da Estrela

Imagem vazia padrãoCom 154 páginas e com uma qualidade de impressão topo de gama, este livro, editado pela “Chaves Ferreira Publicações”, é da autoria de Pedro Castro Henriques – um confrade da Confraria do Queijo Serra da Estrela, que deu corpo à iniciativa literária daquela confraria. Esta publicação – apresentada ontem no restaurante Vale dos Amores – está traduzida em inglês e tem uma tiragem de 2 mil exemplares.

O livro proporciona uma longa viagem a essa grande obra do Grande Arquitecto do Universo – a região da Serra da Estrela e as suas peculiares paisagens – e dá-nos conta dos mais variadíssimos aspectos da natureza que, em perfeita associação com a mão humana, alicerçam o fabrico do queijo Serra da Estrela.

“Com efeito, pela excelência do paladar, o nosso queijo tem de saborear-se com a unção de quem está a receber um sacramento divino”, escreve Manuel Leal Freire neste importante património literário que a Confraria do Queijo Serra da Estrela decidiu deixar como legado.

Para António Vaz Patto – um dos confrades que há largos anos congeminou a ideia deste projecto editorial e que ficou com a incumbência de fazer a introdução do livro – nesta publicação também não se pode “principalmente esquecer as mãos das queijeiras, que lenta e persistentemente, seguindo a tradição e experiência de séculos, lhe dão a forma, as características próprias das ovelhas Serra da Estrela da etnia das bordaleiras, o saber dos pastores que aprenderam a dar-lhes as «voltas» para valorizarem as melhores pastagens, o vento, a chuva e a neve que moldaram montes, cavaram o leito dos nossos rios, fizeram criar as plantas que cobrem de flores os nossos campos, com os seus aromas”.

Francisco Antunes – o Grande-Conselheiro da Confraria que muito tem feito ao nível da preservação e promoção deste produto endógeno –, notou que a edição de “O Grande Livro do Queijo Serra da Estrela” só foi possível graças aos apoios da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital e da ADIBER, enquanto que o presidente da Câmara, Mário Alves, considerou que o patrocínio a esta edição foi dado com “muito agrado”. “Queremos que os nossos jovens conheçam melhor a história da nossa terra”, salientou aquele autarca.

LEIA TAMBÉM

Ministro Pedro Marques garantiu em Nelas que a aposta em infra-estruturas de transporte passa pela ferrovia e IP3, ignorando IC6 e IC12

O ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, assegurou ontem em Canas de Senhorim, Nelas, …

José Carlos Alexandrino lança suspeitas sobre queijeiras de Seia nas descargas ilegais no rio Cobral

Como regresso da chuva, os habitantes que vivem próximo do rio Cobral temem que voltem …