O mercado brasileiro e os vinhos de Silgueiros (Dão). Autor: Raphael Evangelisti

Há exactamente dois anos, em Abril de 2014, estive em Portugal. Sou formado em Relações Internacionais e Escanção (Sommelier) de vinhos e zeites. Como neto de portugueses, sendo minha avó de Passos de Silgueiros (Dão) e o avô de Mesão Frio (Douro), resolvi apostar em uma nova importação de vinhos para o mercado brasileiro, o vinho do Dão, mais precisamente o de Silgueiros.

Sabia que não seria tão fácil, pois a marca dos vinhos do Dão perdera um pouco da sua força, por uma questão de falta de marketing, mas também sabia que isso para mim não seria problema, pois aposto nos vinhos dessa região.

Vender vinho no Brasil não é das coisas mais fáceis, porém com dedicação tudo flui e muito bem! O consumidor está sempre interessado em conhecer novidades e os terroirs portugueses são sempre uma encantadora surpresa!

Exemplo disso foi a força que empenhei junto da empresa onde trabalho e a excelente particularidade do vinho, principalmente o Morgado de Silgueiros branco. Nós demos a provar e salientei com a equipe de vendas todos os pontos fortes: a particularidade das castas e região e, mais do que isso, fazer com que o consumidor entenda o vinho na taça e faça a harmonização com diferentes tipos de prato. Deu muito certo. Um sucesso.

Já sobre harmonizações, seleccionei um vinho do Dão tinto e um espumante rosé da Bairrada e realizei um jantar harmonizado com feijoada a brasileira. Todos ficaram curiosos em provar. Foi igualmente um sucesso pela combinação entre vinhos e o típico prato brasileiro e o modo de explicar, sempre muito carismático.

Portugal supera Itália

Houve um grande crescimento na procura de vinhos portugueses. A Vini Portugal está a fazer uma óptima promoção e já está na frente da Itália no ranking do mercado brasileiro, onde os vinhos de região portugueses mais procurados pelos brasileiros são: Alentejo, Douro, Dão e Tejo, além do vinho do Porto. Mas sinto que é preciso divulgar as outras regiões, até porque Portugal é muito rico na diversidade!

Não poderia esquecer de citar a crise do Brasil e como isso impacta nesse meio: a crise brasileira formou-se por questões políticas e depois desencadeou uma económica. Claro, que isso gera uma certa dificuldade, mas para levantarmos as vendas, temos que tirar o “S” da palavra crise e transformá-la em Crie. A criatividade somada à força de vontade supera tudo. Como aconteceu com o vinho branco de Silgueiros

Além dos grandes vinhos, Portugal, deve investir na divulgação e promoção de outros produtos, como as frutas, queijos, azeites e, mais além, tecnologia e moda.

77146_496494840416010_2139132473_nAutor: Raphael Evangelisti,

Sommelier na empresa World Wine Vinhos

LEIA TAMBÉM

Ministro-adjunto, em Tábua, diz que solução para IP3 é “absoluta prioridade” nacional, fala também no iC6 e na necessidade de fundos europeus

O ministro-adjunto, Eduardo Cabrita, considerou hoje em Tábua que uma absoluta prioridade nacional o Itinerário …

Maldito IC6. Autor: Tozé Cardoso.

O cantor, compositor, multi-instrumentista norte-americano e vocalista convidado dos AC/DC  e fundador dos Guns N’ …