OHP Summer Festival promete “marcar a diferença” nos dias 11, 12 e 13 de julho

Oliveira do Hospital prepara-se para mais um “grande evento”. Trata-se do OHP Summer Festival que vai decorrer a 11,12 e 13 de julho e que terá o forte envolvimento do movimento associativo do concelho. O autor do mural de Eusébio, na Cova da Moura, tem presença certa no festival destinado a “menores de 100 anos”.

Atividades desportivas, culturais, musicais, pintura, escultura e demais expressões artísticas dão vida ao novo evento destinado a “realçar a marca de Oliveira do Hospital”, o OHP Summer Festival. Idealizado pela União de Freguesias de Oliveira do Hospital e S. Paio de Gramaços e Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, o festival da juventude marcado para 11, 12 e 13 de julho, foi apresentado sábado à tarde no decorrer da Festa do Queijo como um evento de “grande abrangência e dinâmica que irá envolver todos os nossos jovens” e com “características diferentes dos festivais da juventude que são habitualmente noturnos”.

“Vamos ter um evento de carácter pedagógico, com o envolvimento das associações”, explicou o vereador do desporto da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, explicando que o OHP Summer Festival tem o propósito de “marcar a diferença” e “de desenvolver e aprofundar a vida noturna de Oliveira do Hospital”. “Não queremos que os espaços noturnos sejam apenas para assistir a concertos, queremos que os nossos bares, discotecas tenham também vida e daí o formato como foi idealizado o festival”, referiu Nuno Ribeiro, revelando-se confiante na união firmada entre o município e a União de Freguesias. “Certamente que vamos ter aqui um grande festival que irá orgulhar todos os oliveirenses”, referiu.

“É bom ver grandes nomes nacionais e internacionais associados ao festival. É um enorme contributo que estão a dar”

A aplaudir o envolvimento das associações no evento e a apelar à adesão das que ainda não o fizeram – no concelho existe mais de uma centena de associações – a vereadora da Cultura centra elevadas expectativas no OHP Summer Festival. “Associamo-nos para tornar esta iniciativa de maior dimensão, que extravase os limites do concelho, chegue à Beira Serra , à região centro e quem sabe até traga jovens de todo o país. É para isso que nos preparamos e que estamos a trabalhar”, afirmou Graça Silva satisfeita por a iniciativa contar com a participação dos conceituados “writers” do país, Odeith & Vile, profissionais na arte do graffiti. “É bom ver grandes nomes nacionais e internacionais associados ao festival. É um enorme contributo que estão a dar”, referiu a responsável, apelando aos jovens do concelho para que participem no festival e convidem outros jovens de fora do concelho para “tornar grandiosa a iniciativa”.

“É um evento local que queremos que tenha reflexo nacional”

Nuno Oliveira, presidente da União de Freguesias de Oliveira do Hospital e S. Paio de Gramaços não poderia estar mais satisfeito com a realização do Festival da juventude que “é há muito desejado em Oliveira do Hospital”. “É um evento local que queremos que tenha reflexo nacional”, afirmou o jovem autarca que, desde já, desafia à participação massiva da juventude pela diversidade de atividades que o mesmo disponibiliza. Desde workshops a ateliers, acampamento, festa da espuma e das almofadas, sunset com djs e bandas, intervenção de artistas, escultura, pintura, arte de graffiti, colour city, serão várias as iniciativas previstas, possibilitando a participação dos jovens e dos menos jovens “a baixo custo”. “Haverá um pouco de tudo”, assegurou o autarca que, do mesmo modo, centra grandes expectativas na presença de Odeith & Vile, “pessoas com valor enorme enquanto profissionais e cidadãos” e que, no decorrer desta semana participam na revitalização de um muro da cidade através da arte do graffiti. Odeith é o autor do conhecido mural de tributo a Eusébio, na Cova da Moura.

Presente na apresentação do festival, Odeith revelou-se satisfeito pelo convite que o autarca da União de Freguesias lhe dirigiu, quer para participar no festival, quer para a recuperação do muro na Av. Dr. António Afonso Amaral, onde terão destaque personalidades e monumentos concelhios. “É preciso pessoas como Nuno que façam estas coisas acontecer”, referiu o artista que por estes dias se encontra na cidade a dar vida ao mural de arte urbana.

LEIA TAMBÉM

Atropelamento mortal em Candosa, concelho de Tábua

Mulher morreu hoje em Oliveira do Hospital vítima de atropelamento na EN17 junto ao Lidl

Uma mulher, com 60 anos, morreu ao final da manhã de hoje na sequência de …

Detidos incendiários em Viseu, Vouzela e Tondela

A Polícia Judiciária deteve um homem, de 41 anos, casado, servente de pedreiro, pela presumível …