A OHs.21 – Associação Cultural e Multimédia de Oliveira do Hospital está a assinalar 10 anos de actividade. Para comemorar a efeméride, a associação está a programar um conjunto de iniciativas que arranca já esta sexta-feira, 20 de Junho, com o espectáculo On The Road baseado na obra homónima de Jack Kerouac. É protagonizado, no auditório da Caixa de Crédito da cidade pelas 22h00, por Tó Trips, guitarrista dos Dead Combo, Tiago Gomes, editor da revista Bíblia e Raquel Castro, vídeo-beat.

 

OHs 21 comemora 10 anos e presta homenagem a Jack Kerouac

Sobre o espectáculo, a OHs.21 informa que teve a sua apresentação na exposição Remembering Jack Kerouac, no espaço Av. da Liberdade 211 e já passou pelo Music Box e Cabaret Maxime, em Lisboa, e mais recentemente pelo Festival ANANIL, em Montemor-o-Novo. Tem duração de uma hora e consiste numa banda sonora ao vivo para o livro. Depois do concerto, e a OHs.21 aproveita a presença de Tiago Gomes e associa-se aos 12 anos da revista Bíblia, com uma festa no Bar Toca da Raposa, a partir da meia-noite preenchida com sessões de DJing e projecções vídeo.

Em Novembro de 2000, a Ohs.21, com a iniciativa “Beats e Beatniks – Estilhaços da América que Explodiu”, homenageou a Geração Beat e as obras literárias dos seus principais autores, com concertos temáticos, poesia ao vivo, exposição de obras literárias, exposição de pintura, filmes e uma tertúlia à volta do tema. Em 2002, lançou o número 14 da revista Bíblia, também na Toca da Raposa.

“Pela Estrada Fora” de Jack Kerouac, foi escrito na década de 40 do século passado, mas só lançado em 1957. “Depressa se tornou na bíblia da Geração Beat, como ficou conhecido o grupo de escritores e outras personagens errantes da contra-cultura norte americana, como William Burroughs, Allen Ginsberg, Gary Snider ou Gregory Corso”, lembra a OHs.21, dando ainda conta de que “o tremendo sucesso do livro foi o veículo há muito esperado para que milhares de jovens saíssem à rua de mochila às costas e percorressem uma América infinita, perdida em contradições, em busca de algo puro, beatífico, como também explicito no termo beat”. Kerouac escreveu até à sua morte, com 47 anos e, em Portugal estão editados os livros Pela Estrada Fora, Os Vagabundos do Dharma, Big Sur, Os Subterrâneos e Duluoz, O Vaidoso, todos pela Relógio D’Água.

 

LEIA TAMBÉM

Casas abandonadas. Autor: Renato Nunes

A partir do momento em que a minha avó materna faleceu, já lá vão 22 …

Festival “Origens” de Travanca de Lagos agendado para o próximo fim-de-semana

Os Jovens da Liga de Travanca de Lagos apresentam, de sexta-feira a domingo, mais uma …