Oliveira do Hospital integra o grupo de 35 municípios que em 2006 apresentava o menor passivo exigível (dívida), traduzido num total de 2 291 563 euros.

Oliveira do Hospital a par dos pequenos municípios no volume da dívida

A informação consta do “Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2006”, numa publicação da Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas, divulgado na semana passada. De entre os municípios da região, Oliveira do Hospital é o único que surge – posiciona-se em 19º lugar – no ranking de municípios com menor dívida em 2006 e que é dominado por municípios de pequena dimensão, com excepção de Oliveira do Hospital e Cinfães, com este último a ocupar a quarta posição. Conclui-se, por isso, que em matéria de dívida, o município oliveirense, à data de 2006, se assemelhava a municípios com uma população até 20 mil habitantes. Ainda em questão de dívida, Imagem vazia padrãoOliveira do Hospital surge no quinto lugar na listagem de municípios com menor dívida por habitante, num total 105,16 Euros. Penedono surge à cabeça com uma dívida de 23,89 euros por habitante e Viana do Castelo em último com 260,31 euros.

Num grupo liderado por Pampilhosa da Serra, Oliveira do Hospital é também apontado como um dos municípios com menor índice de endividamento por habitante num total de 91,6 euros. No geral, o índice varia entre os 789,3 euros negativos de Pampilhosa da Serra e os 105,04 euros de Faro. Sublinhe-se também que o município oliveirense está entre os congéneres com menor índice de dívidas a fornecedores comparativamente a 2005.

Da totalidade dos rankings avançados pelo anuário, Oliveira do Hospital volta ainda a ser referenciado na lista dos que não contraíram empréstimo em 2005/ 2006, verificando-se o mesmo cenário nos de Tondela, Penacova e Mortágua. Também este ranking é dominado por municípios de pequena dimensão, embora se destaquem os grandes de Braga, Loures, Oeiras e Seixal.

Seia entre os que mais devem

Se Oliveira do Hospital, integra os rankings mais favoráveis em matéria de endividamento, o mesmo não se verifica com o vizinho município de Seia que faz parte da lista dos que apresentavam o maior índice de endividamento liquido e que surge com Lisboa à cabeça, com um total de 903 686 559 euros. Com 44 468 215 euros, o município de Seia é ainda ultrapassada pelos congéneres da Guarda com 46 648 996 euros e Coimbra com uma dívida que ascende os 53 milhões de euros. Numa lista também liderada pela capital do país, Seia volta a ser um dos municípios com menor liquidez em 2006, com um total negativo de mais de 13 milhões de euros. Surge ainda no terceiro lugar do ranking de municípios com pior índice de endividamento líquido em relação às receitas de 2005, embora numa outra listagem – liderada pelo Porto – Seia ocupe o 28º lugar dos municípios com maior saldo na base de caixa com 5,4 milhões de Euros.

O anuário financeiro revela igualmente que Viseu, Tábua e Carregal do Sal são identificados como municípios com menores resultados líquidos. Gouveia é referenciado como um dos que apresentava um saldo primário positivo e Coimbra como uma das autarquias com maiores resultados económicos. Santa Comba Dão ocupa a 25ª posição do ranking dos municípios com maior peso das despesas com pessoal, nas despesas totais.

LEIA TAMBÉM

CDU reclama transporte público até Ervedal da Beira e acusa Câmara de se esquecer de obras importantes

Os elementos da CDU representados na União das Freguesias de Ervedal da Beira e Vila Franca …

Tábua inaugurou posto de carregamento de veículos eléctricos

A Câmara Municipal de Tábua inaugurou hoje o Posto de Carregamento de Veículos Eléctricos. O …