Oliveira do Hospital aposta em percurso pedestre “único” na região

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital está a desenvolver um projeto para a elaboração do “Percurso Pedestre das Levadas de Alvoco das Várzeas”.

O percurso turístico pretende acompanhar os canais de irrigação comunitária, com origem remota na história daquela localidade, provavelmente na época romano-árabe, e que desde sempre serviram para conduzir a água aos terrenos de cultivo, atravessando o próprio povoado em algumas zonas.

“Será um percurso de pequena rota, em circuito fechado, permitindo aos amantes do pedestrianismo atravessar locais de interesse turístico com paisagens deslumbrantes. Uma grande parte do percurso acompanhará as valadas/levadas nas margens a norte e sul do rio, com passagem por locais de intensa beleza como os açudes do Candam e da Quinta da Moenda, e a ponte românica junto da praia fluvial de Alvoco das Várzeas, bem como o respectivo parque merendeiro”, explica a autarquia em comunicado.

O “Percurso Pedestre das Levadas de Alvoco das Várzeas” será “um circuito turístico de características únicas na região com que se pretende aumentar a oferta turística no concelho, à imagem do sucesso dos percursos turísticos das levadas da ilha da Madeira”. “Será mais um recurso a reforçar a estratégia de promoção do potencial turístico do concelho, e neste caso concreto da freguesia de Alvoco das Várzeas, que tem sido implementada pelo executivo municipal”, continua a autarquia, considerando estar em face de “uma estratégia que visa a divulgação do património nas vertentes Natureza e Monumental, bem como a dinamização de ações para atrair visitantes, sempre com o lema “Venha e Descubra Oliveira do Hospital” bem presente”.

A elaboração do projeto de execução do “Percurso Pedestre das Levadas de Alvoco das Várzeas” encontra-se na sua fase inicial, de levantamento e mapeamento do circuito e georeferênciação para localização da sua extensão de interesse turístico. Um trabalho que tem sido desenvolvido pelo Município de Oliveira do Hospital em colaboração com a Junta de Freguesia de Alvoco das Várzeas e da Junta dos Agricultores dos Regadios de Alvoco das Várzeas, parceiros estratégicos neste projeto.
No pontapé de saída para a descoberta do terreno, o vice-presidente do Município e vereador do Turismo referiu que o investimento “pretende criar um novo produto turístico muito atrativo e de características únicas, associado ao gosto pelas caminhadas que fazem bem à saúde e ao contacto com a natureza. Percursos que são um ótimo complemento para o alojamento turístico”. José Francisco Rolo fala de um percurso que é “claramente diferenciador, que será uma experiência única em termos de oferta turística e terá capital importância para elevar Alvoco das Várzeas a um novo estatuto em termos de reconhecimento turístico”.
Agostinho Marques, presidente da Junta de Freguesia de Alvoco das Várzeas, vê com satisfação a execução deste projeto que trará “dinamismo” e representa uma “mais valia” no desenvolvimento turístico da freguesia. Opinião partilhada por José Ferreira, da Junta dos Agricultores dos Regadios de Alvoco das Várzeas, que realçou o acolhimento da ideia para criação do percurso das levadas por parte do presidente da Câmara Municipal e do executivo, permitindo a valorização das levadas, importante componente da história com origem remota da freguesia. Além disso, sublinha, “os passeios pedestres estão na moda”, adivinhando-se bom afluxo de visitantes.

Desde o início do ano, o concelho de Oliveira do Hospital dispõe de um conjunto de cinco percursos pedestres, de pequena rota e devidamente oficializados, integrados na rede de Caminhos do Xisto no âmbito das Aldeias do Xisto. Em fase de homologação estão ainda os circuitos na zona norte do concelho oliveirense, nomeadamente quatro percursos de pequena rota e mais um de grande rota.

LEIA TAMBÉM

IP reforça meios de prevenção e limpeza de gelo e neve nas estradas da Serra da Estrela com novo Silo de Sal-gema na Guarda

A Infra-estruturas de Portugal (IP) instalou na Guarda, um novo silo de sal-gema com capacidade …

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …