Oliveira do Hospital com internet sem fios gratuita

O “slogan” é da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital (CMOH), que na edição do boletim municipal distribuído esta sexta-feira pelas caixas de correio do concelho, anuncia que o projecto que visa disponibilizar aos munícipes o acesso à Internet sem custos já está pronto a arrancar.

O sistema tem o centro nevrálgico no edifício dos Paços do Concelho, e através de um módulo central ali instalado é feita a gestão da distribuição de internet sem fios. Paralelamente a este equipamento, funcionam os módulos difusores ou transmissores, que são responsáveis pela emissão do sinal wi-fi.

De acordo com a informação veiculada no boletim da CMOH, “salvo raras excepções, estes módulos encontram-se instalados nas sedes de freguesia, cobrindo cada um deles um raio de cerca de 5 km em linha de vista”.

Para ter acesso à Internet sem fios – de acordo com o que o CBS online apurou, o projecto está em fase experimental e deverá arrancar em definitivo durante a próxima semana –, basta que os utilizadores disponham de um computador com uma placa de rede wireless normal.

A CMOH ressalva no entanto que a captação do sinal, dentro das habitações, “será mais difícil de obter devido às barreiras existentes, pelo que se torna imprescindível a montagem de uma antena receptora no exterior da habitação, alinhada e em linha de vista com a antena difusora”.

Os munícipes interessados no serviço, têm forçosamente que efectuar a sua inscrição nas juntas de freguesia, espaços de Internet, ou nos serviços da câmara municipal, que garante atribuir a senha de autenticação aos utilizadores registados “num prazo máximo de 72 horas”.

LEIA TAMBÉM

Dominado fogo que hoje se reacendeu em Tábua

O incêndio florestal que deflagrou na terça-feira no concelho de Tábua, que esteve em fase …

Incêndios destruíram mais 500 hectares em Seia

Incêndio de Tábua reacendeu-se e mobiliza centenas de bombeiros

O incêndio que ontem deflagrou em Tábua, está novamente activo. O reacendimento aconteceu ao início da tarde …