Oliveira do Hospital comemora feriado Municipal em honra da proclamação da República e distingue Belmiro de Azevedo

Oliveira do Hospital comemora amanhã o feriado municipal em honra da proclamação da República, uma vez que a notícia da Implantação do novo regime que, a cinco de Outubro de 1910,  destituiu a monarquia constitucional e implantou um regime republicano em Portugal. A notícia chegou pouco depois da hora de almoço do dia 6. Mas sempre se disse que só chegou no dia seguinte, embora uma acta da Câmara do dia 6 à tarde ateste que já era conhecida nesse dia. Mas para a história ficou como tendo chegado oficialmente aos Oliveirenses a  7 de Outubro. Essa data foi depois escolhida, no dia 10 de Novembro de 1910, pela nova comissão municipal presidida por Joaquim Ribeiro do Amaral, para assinalar o feriado municipal do Concelho de Oliveira do Hospital, que este ano, entre outros, pretende agraciar o empresário Belmiro de Azevedo com a Medalha de Ouro.
O concelho de Oliveira do Hospital, contrariamente, ao que acontece a nível nacional, continua a relembrar com um feriado este marco importante na história de Portugal. O dia começa com uma arruada, pelas 9h30, por parte dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital. Segue-se a recepção dos convidados nos Paços do Município, acompanhado pelo hastear da bandeira. A sessão solene decorre, pelas 10h15, na Casa da Cultura César Oliveira, onde, além do patrão da Sonae, será também distinguida com a medalha de ouro e empresa Irsil – uma unidade que comemorou recentemente 50 anos de actividade no concelho. A medalha de mérito municipal será atribuída à figura da “costureira da indústria de confecções, a Adelaide Freixinho, Maria Teresa Serra e Vasco Figueiras

LEIA TAMBÉM

Atropelamento mortal em Candosa, concelho de Tábua

Mulher morreu hoje em Oliveira do Hospital vítima de atropelamento na EN17 junto ao Lidl

Uma mulher, com 60 anos, morreu ao final da manhã de hoje na sequência de …

João Paulo Albuquerque acusa PS por não concluir IC6, pelo menos, até 2030

João Paulo Albuquerque considera que o IC6 não é uma prioridade, mas sim uma necessidade …