Oliveira do Hospital dá vitória a apoiante de António Costa, mas Pedro Coimbra ligado a Seguro vence Distrital de Coimbra

Oliveira do Hospital dá vitória a apoiante de António Costa, mas Pedro Coimbra ligado a Seguro vence Distrital de Coimbra

A concelhia de Oliveira do Hospital deu uma vitória expressiva a Mário Ruivo, o homem que na Distrital de Coimbra apoio António Costa. Ruivo, porém, acabou por sair derrotado por Pedro Coimbra, ligado ao secretário-geral do PS José António Seguro.

Mário Ruivo, contudo, já anunciou a impugnação do acto eleitoral. Ruivo acusou a Comissão Organizadora do Congresso de não ter cumprido os prazos na emissão dos cadernos eleitorais e de não lhe ter sido dado acesso a este documento, ao contrário do seu opositor. “Só tivemos conhecimento, por exemplo, dos elementos da lista adversária 24 horas antes do acto eleitoral. Houve situações de desfavor”, sublinha este candidato ao Correio da Beira Serra.

Mário Ruivo considerou, entretanto, natural a sua vitória em Oliveira do Hospital, com quem diz ter tido sempre uma relação de empatia. “E tenho procurado retribuir dentro daquilo que posso. Obviamente que fiquei muito satisfeito pelos resultados, até porque o presidente da autarquia, de alguma forma, se mostrou favorável a José António Seguro”, disse o candidato, para quem José Alexandrino “no fundo até terá ficado contente com o resultado”. “No seu íntimo sabe que é melhor a vitória de Costa, para o interior e para o País”, frisou ao CBS.

O acto eleitoral em Coimbra está longe de ser pacífico. Ao que o CBS apurou Paulo Campos, apoiante de Ruivo, terá dado os parabéns a todos, menos ao vencedor Pedro Coimbra. E no facebook terá publicado uma nota que demonstra as fortes clivagens existentes. “As eleições nos partidos são sempre um momento importante para a sua afirmação e para a consolidação como alternativa para servir o pais e os portugueses. Infelizmente, no meu partido e em outros partidos, temos verificado que há dirigentes mais interessados em servir-se do que servir”, escreve, referindo que há factos que “envergonham todos os socialistas”. “Acabei no entanto de ser informado que o Presidente da minha Federação mandou as seguintes instruções para as mesas eleitorais: URGENTE! E provável que Mário Ruivo apresente reclamação nas mesas de voto de que já conhecemos conteúdo. Se acontecer, os nossos DELEGADOS OU ALGUÉM DA MESA DA NOSSA CONFIANÇA, deve escrever na ACTA ELEITORAL NA FRENTE OU VERSO o seguinte texto: “Nos termos dos regulamentos em vigor, apenas compete a esta mesa deliberar sobre assuntos relativos ao acto eleitoral em curso. A reclamação apresentada invoca questões juridicamente já consolidadas e irrecorrível sobre as quais esta mesa não tem competência para apreciar. Pelo que indefere-se a reclamação”. E termina com uma frase igualmente agressiva. “É assim que, em Coimbra, se impede a democracia e se promove a chapelada!!! “.

O CBS tentou ouvir o candidato vencedor da Distrital de Coimbra do PS, Pedro Coimbra, mas tal não se revelou possível.

As eleições a nível nacional foram, de resto, favoráveis aos candidatos que apoiam António Costa às eleições primárias socialistas. Vencerem em dez das 19 estruturas. Os candidatos que apoiam o presidente da Câmara de Lisboa ganharam em Lisboa, Aveiro, Federação Regional do Oeste, Leiria, Setúbal, Braga, Castelo Branco, Portalegre, Évora e Algarve. Já o secretário-geral do PS contou com o apoio de Bragança, Viana do Castelo, Coimbra, Viseu, Santarém, Baixo Alentejo, Guarda, Porto e Vila Real.

As divergências não se resumem a Coimbra. Em Braga, Joaquim Barreto, apoiante de António Costa, venceu as eleições por “cerca de 500 votos” a Maria José Gonçalves, apoiante de António José Seguro, mas manteve a intenção de impugnar o acto eleitoral por querer uma vitória com “verdade democrática”. “Vou manter o que disse no voto de protesto. Ganhei, mas estes resultados são falseados. Por exemplo, em Cabeceiras de Basto fui confrontado com gente que pertenceu nas últimas autárquicas a lista adversárias do PS a votar, isto a juntar à vergonha que se verificou com os cadernos eleitorais e com a própria convocatória das eleições”, declarou Joaquim Barreto à Lusa, após conhecidos os resultados que lhe davam a vitória com 2.240 votos contra 1.669 de Maria José Gonçalves.

Em Viseu, venceu o antigo presidente da Câmara de Resende António Borges, apoiante de Seguro, com 72,53 por cento dos votos, enquanto Acácio Pinto, apoiante de Costa, obteve 27,47 por cento. Em Santarém, foi reeleito o actual presidente da Federação, António Gameiro, apoiante de Seguro, contra Maria do Céu Albuquerque, apoiante de Costa, conseguindo 507 dos 807 votos de militantes do distrito. Hortense Martins, apoiante de António Costa, venceu a distrital de Castelo Branco, com 57 por cento dos votos, contra 43 por cento de João Paulo Catarino.

No sábado, votaram três federações em que existia um único candidato: José Luís Carneiro, no Porto, apoiante de Seguro nas primárias, Francisco Rocha, em Vila Real, que também apoia o secretário-geral socialista, e António Eusébio, recandidato à presidência da Federação do Algarve, apoiante de Costa.

Na votação de sexta-feira, os eleitos que tinham declarado apoio a António Costa foram Marcos Perestrello (Lisboa), Ana Catarina Mendes (Setúbal), Pedro Nuon Santos (Aveiro), José Miguel Medeiros (Leiria), Carlos Miguel (Oeste), Luís Testa (Portalegre) e Capoulas Santos (Évora). Já os eleitos Mota Andrade (Bragança), José Carpinteiro (Viana do Castelo), José Albano Marques (Guarda) e Pedro do Carmo (Baixo Alentejo) tinham declarado o apoio a António José Seguro nas primárias para escolher o candidato do PS a primeiro-ministro.

Os universos eleitorais das eleições para as federações e das eleições primárias de 28 de Setembro são distintos. Para as federações podiam votar 46.229 militantes socialistas (com quotas em dia), segundo dados oficiais do PS, enquanto para as primárias poderão votar todos os militantes socialistas (mesmo sem as quotas em dia) e todos os cidadãos que se inscreverem como simpatizantes até dia 12 de Setembro (mais de 55 mil estavam registados até à passada quarta-feira).

LEIA TAMBÉM

CNE dá provimento a denúncias do PSD e pede explicações a José Carlos Alexandrino sob alegadas práticas que violam lei eleitoral

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) deu provimento a uma queixa apresentada pela concelhia do …

Atropelamento mortal em Candosa, concelho de Tábua

Mulher morreu hoje em Oliveira do Hospital vítima de atropelamento na EN17 junto ao Lidl

Uma mulher, com 60 anos, morreu ao final da manhã de hoje na sequência de …

  • Politicalex

    “Amigos” como são, não precisam de inimigos. Este é o espelho daquilo a que chegou a política em Portugal.Tudo a lutar para ver quem se instala! O País pode esperar…que acabem com ele…! Este partido começou mal e vai acabar pior… entretanto, o Alex é Seguro e ganhou. O PS local é Costa. e perdeu…

    • Já há um vencedor

      Estas eleições estão a ser de primordial importância para os Portugueses, pois já há um vencedor, Pedro Passos Coelho.