Oliveira do Hospital espera vender cinco toneladas de queijo Serra da Estrela

A Câmara de Oliveira do Hospital espera receber 20 mil pessoas na festa do queijo Serra da Estrela, no sábado e no domingo, e vender cinco toneladas daquele produto.

José Carlos Alexandrino, presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, prevê que sejam vendidas “cinco toneladas de queijo Serra da Estrela”, sublinhando que a sua produção é “de qualidade e não de quantidade”.

Na 23.ª edição da festa que, segundo o autarca, “é a maior do país”, estarão outros produtos associados, como “os enchidos, o mel e doçaria local, assim como a olaria”, de forma a haver “uma defesa genuína do produto regional”.

Este ano, a Câmara de Oliveira do Hospital decidiu “trazer a festa para o meio da cidade”, no largo Ribeiro do Amaral, para que os visitantes “conheçam também o comércio da cidade”, disse à Lusa José Carlos Alexandrino, à margem da apresentação da festa.

Durante os dois dias do evento, decorrerão também outras atividades, como um concurso de gastronomia, tosquias, fabrico de queijo Serra da Estrela ao vivo e um “show cooking”, em que crianças irão “ajudar a fazer o queijo com as suas próprias mãos”, explicou o autarca.

Todos os anos há um “queijo convidado”, sendo que este ano a festa decidiu “internacionalizar-se”, estando presentes “tipos de queijos produzidos nas Astúrias”, região espanhola, informou.

Para José Carlos Alexandrino, a iniciativa é também uma forma de “homenagear os pastores e queijeiras de Oliveira do Hospital que resistem nestes tempos” e que, “sem sábados nem domingos, à chuva e ao sol, criam um produto de excelência”.

“O produto poderá vir a extinguir-se”, alertou, afirmando que são precisos “jovens que se dediquem ao queijo Serra da Estrela”.

A Câmara quer aproximar os jovens da produção de queijo e, para isso, apela a que estes “aproveitem o quadro comunitário de 2014-2020”, avançando que a autarquia tem “um gabinete de desenvolvimento económico que ajudará a construir projetos” para o concelho.

José Carlos Alexandrino sublinhou ainda a necessidade de se fazer “uma feira em Lisboa e outra no Porto”, em conjunto com todos os municípios produtores de queijo Serra da Estrela.

lusa.pt

LEIA TAMBÉM

Detidos incendiários em Viseu, Vouzela e Tondela

A Polícia Judiciária deteve um homem, de 41 anos, casado, servente de pedreiro, pela presumível …

IMT vai recorrer de decisão que declarou ilegal fecho de centro de inspecção automóvel de Seia

O Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT) anunciou que vai recorrer das decisões judiciais que …