Oliveira do Hospital na iminência de perder secção de futebol

 

Ainda que paire no ar a ameaça de extinção da modalidade de futebol, os sócios do Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) voltaram a não comparecer à segunda chamada para a Assembleia Geral Eleitoral.

Ontem, apenas nove sócios responderam à chamada, e em cima da mesa continuou a não existir qualquer lista para os órgãos diretivos do clube. “Os sócios continuam a não se preocupar e com este silêncio são parte integrante da decisão”, referiu ontem o ainda presidente da direção, que reiterou a sua disponibilidade para constituir uma lista com o propósito de dar continuidade ao Hóquei em Patins.

À semelhança do que já tinha feito, Rui Monteiro revelou-se indisponível para manter o futebol, quer nas camadas jovens, quer sénior, e rejeitou quaisquer responsabilidades pelo fim da modalidade que, este ano, até se sagrou campeã distrital e regressou à 3ª divisão nacional de futebol.

“A responsabilidade é de todos os sócios”, sustentou, referindo que nem o próprio, nem o presidente da mesa da Assembleia, Mário Brito, são “mártires” nem estão a fazer “a apologia do sacrifício”.

Aos cerca de 600 associados que constituem o FCOH, Monteiro esclareceu que “o clube não é a direção, mas sim todos os sócios”, por isso assegurou que “não ficará na história que o Rui Monteiro e o Mário Brito terminaram o futebol em Oliveira do Hospital”.

Agendando para 15 de junho a derradeira Assembleia Geral Eleitoral, Mário Brito não escondeu o seu desânimo pelo futuro que pode ser dado ao futebol em Oliveira do Hospital, mas garantiu “sair de consciência tranquila”. “Já fiz e dei ao concelho aquilo que poderia dar”, sublinhou, referindo contudo, que não sente “a obrigação de ficar eternamente”.

Brito responsabilizou a camada associativa pelo rumo que está a ser dado ao futebol e revelou-se disponível para apoiar possíveis interessados na constituição de uma lista.

O desinteresse dos sócios relativamente ao FCOH tem vindo a ser comprovado no pagamento das quotas e até nas deslocações aos jogos de futebol. “Este ano, as quotas rondaram os 1000 Euros anuais, que nem dá para dois meses de gás”, constatou Mário Brito que, também, adiantou que o único jogo que foi positivo em termos de receitas de bilheteiras foi com o tabuense, em casa.

Tomando por base estes números e tendo em consideração que os mesmos reportam a jogos da divisão de honra – cada jogo em casa custa cerca de 350 Euros ao FCOH – o ainda diretor Rui Monteiro não deixa de verificar que o cenário tenderia a ser “muito pior” em jogos da 3ª divisão nacional de futebol.

“Mais de 45 por cento das receitas previstas estariam gastas ainda antes do início da competição”, explicou Rui Monteiro, lembrando que o município atribui 70 mil Euros de subsídio e, informando que “nunca seria possível organizar um jogo em casa com menos de 700 Euros”.

Para além da questão financeira, o ainda presidente da direção do clube alertou para a falta de infra-estruturas de apoio para a prática da modalidade nas camadas jovens. “Os miúdos estão melhor em Nogueira, ou em Touriz”, admitiu.

Ainda no rescaldo da conquista do título de campeão e da subida de divisão, Rui Monteiro desejou uma boa prestação à equipa de Nogueira do Cravo, que domingo disputa um jogo decisivo com o Monsanto e que poderá garantir a subida à 2ª divisão nacional de futebol. “É bom ver que a tradição do futebol no concelho está bem entregue”, frisou.

O dirigente não deixou ainda de considerar “caricato” que, numa situação de extinção do futebol em Oliveira do Hospital, o FCOH receba no dia 7 de Outubro a já a prometida medalha de mérito municipal.

A Assembleia-Geral não terminou sem que, por proposta de um sócio presente, fosse apresentado um voto de louvor a Mário Brito “por tudo o que tem feito pelo clube”. O voto mereceu aprovação por unanimidade.

LEIA TAMBÉM

O Bava da Bola

Um tal Bava, Zeinal de primeiro nome, foi presidente executivo durante anos da PT. Em …

Aquela máquina…

Dois golos de Cristiano Ronaldo e um de André Silva asseguraram a vitória de Portugal …