Oliveira do Hospital vê reconhecidas boas práticas e integra grupo das cidades com melhores condições para viver

A Associação Bandeira Azul da Europa prepara-se para, no dia 16 de setembro, atribuir ao município de Oliveira do Hospital o galardão ECO XXI pelas boas práticas de sustentabilidade. A distinção de cidade com melhores condições para viver vai ser entregue em outubro.

Município Eco XXI e cidade com melhores condições para viver. A dupla distinção é dada pela Associação Bandeira Azul da Europa que acaba de notificar a Câmara Municipal para a atribuição, no dia 16 de setembro em Torres Vedras, do galardão ECO XXI, remetendo também para outubro a atribuição da distinção de cidade com melhores condições para viver.

Este é o resultado de uma candidatura apresentada, pela primeira vez, pelo município oliveirense junto da Associação Bandeira Azul da Europa e que “é o reconhecimento do trabalho que houve e das decisões que foram tomadas para tornar Oliveira do Hospital num espaço digno, valorizado com ótimas condições para viver, trabalhar, educar os filhos e para envelhecer com qualidade de vida”, refere o vice-presidente da Câmara Municipal.

Para José Francisco Rolo resposta vinda da ABAE é “o reconhecimento de quatro anos de políticas equilibradas e certas” em todas as áreas e que permitiram transformar Oliveira do Hospital “num ótimo lugar para viver”. A contribuir estiveram não só as “boas opções políticas”, mas também a “rede parcerias” com empresas, IPSS e cidadãos em geral.

Às portas das eleições autárquicas de 29 de setembro, José Francisco entende que a comuninação da ABAE não poderia ser melhor oportuna, porque “desmente cabalmente todos os ataques que têm feito às opções políticas deste executivo”.

LEIA TAMBÉM

O ódio à escola. Autor: Renato Nunes

7h00. O despertador toca e Mauro enrola-se nos cobertores, assim que consegue silenciar o maldito …

Quem compra pássaros? Autor: Renato Nunes.

Todos os sábados, quando ainda mal amanhece, saio de casa em direcção ao mercado semanal. …

  • Ouvido na barbearia

    – Então Oliveira é uma cidade com as melhores condições para viver?
    – Parece que sim, deve ser pela qualidade das ETAR’s!

    • Erasmo de Roterdão

      Só não é tanto, por causa de uns bocados de asno, como diria o Abade de Baçal, que ainda não se conseguiu reciclar.Não fora por eles e pelo cheiro que empestam, seria Oliveira, o melhor lugar de todos..! É preciso serem os de fora a abrir-vos os olhos..! E, contra factos…

  • Leandro Santos

    “ótimas condições para viver, trabalhar”

    Trabalhar? Quer ler isto e não conheça a cidade, deve pensar que isto aqui é a terra das oportunidades.

    • Guerra Junqueiro

      Vou informar-me sobre esta “não noticia”, deve haver aqui muito engano para será desmentido depois das eleições.
      Oliveira do Hospital, “The Portuguese Dream”.

      Cumprimentos
      Guerra Junqueiro

  • Guerra Junqueiro

    CódigoSectorNomeFonteTipo de IndicadorPontuação Máxima PossívelPERIP/ICIU/INU1Ed. Ambiental/EDSPromoção da Educação Ambiental /EDS por iniciativa do municípioMunicípio; APA; MEC; INTEC; CNERIPIU10,02Ed. Ambiental/EDSEducação Ambiental – Programas FEE: Eco-Escolas+JRAABAERIPIU4,5 (+ 1,5)3Ed. Ambiental/EDS; Ambiente Marinho e CosteiroImplementação do Programa Bandeira AzulABAERICINU2,0 (+ 0,2)4InstituiçõesParticipação Pública e Agenda 21 LocalMunicípio; CCDRs; DRRF Açores; DROTA; ICS; APARICIU6,5 (+ 0,9)5InstituiçõesInformação disponível aos munícipesMunicípio; ICS; InternetRICIU4,5 (+ 0,5)6InstituiçõesEmpregoMunicípioRICIU3,0 (+ 0,5)7InstituiçõesCooperação com a Sociedade CivilMunicípio; APA; ICS; OrganizaçõesRICIU2,5 (+ max. 0,6)8InstituiçõesCertificação de Sistemas de GestãoMunicípio; IPQRICIU2,09Conservação da Natureza e da BiodiversidadeÁreas Classificadas (âmbito Conservação da Natureza)Município; ICNF; INE; DRRF Açores; DRFCN MadeiraRICIU/INU0,0 (+ 3,0)10Conservação da Natureza e da BiodiversidadeConservação da Natureza (Biodiversidade e Geodiversidade). Conhecer, Educar e DivulgarMunicípio; ICNF; INE; DRRF Açores; DRFCN Madeira; Ciência Viva; Universidades; Unidades de Investigação; Laboratórios do EstadoRICIU5,0 (+ 2,0)11Conservação da Natureza; FlorestaGestão e Conservação da FlorestaMunicípio; ICNF; DRRF Açores; DRFCN MadeiraRICIU3,012Ordenamento do TerritórioOrdenamento do Território e Ambiente UrbanoMunicípio; CCDRs; DGT; DROTA; ICS; INE; DRRF Açores; UniversidadesE/P/RICIU13,0 (+ 1,0)13ArQualidade do Ar e Informação ao PúblicoMunicípio; APA; CCDRsEICIU3,014ÁguaQualidade da Água para Consumo HumanoMunicípio; ERSAREIPIU3,015ÁguaPopulação Servida por Sistemas de Abastecimento de Água e por Sistemas de Drenagem e Tratamento de Águas ResiduaisMunicípio; ex-INAG (APA, IP); INEEICIU7,0 (+ 1,0)16ResíduosResíduos Urbanos Gerados, Recolhidos Seletivamente e TratadosMunicípio; APA; CCDRs; INE; ERSAR; SPVPIPIU7,017EnergiaValorização do Papel da Energia na Gestão MunicipalMunicípio; DGEG; ADENE; Agência Municipal ou Regional de Energia; ERSE; EDP; GALP; MEI; RNAEEICIU7,0 (+ 1,0)18TransportesMobilidade SustentávelMunicípio; FCSH-UNL (IDE); IMTTRICIU7,0 (+ 0,3)19RuídoQualidade do Ambiente SonoroMunicípio; APA; CCDRs; DRRF Açores; DROTARICIU/INU3,020AgriculturaAgricultura e Desenvolvimento Rural SustentávelMunicípio; DGADR; INE; GPPE/PICINU3,5 (+ 0,5)21TurismoTurismo SustentávelMunicípio; TP; INE; PPARTE/RICIU/INU3,5 (+ 1,0)
    Notas:
    A data de referência dos dados de cada indicador será a do ano anterior ao da candidatura.
    Casos excepcionais referentes aos últimos dados disponíveis ou outra situação, serão referidos na descrição do indicador: últimos dados disponíveis (para os indicadores onde é impossível dados do ano anterior); dados relativos ao próprio ano de candidatura (em situações muito específicas).
    Pontuação Máxima Possível:
    em municípios onde não são aplicáveis todos os INU nenhuns dos Indicadores Não Universais …………91 pontos
    em municípios onde não é considerado 1 dos Indicadores Não Universais(ex: ind 11) …………………… 97 pontos
    em municípios onde são considerados todos os Indicadores Não Universais ……………………………… 100 pontos
    Siglas nos indicadores: P – Pressão; E – Estado; R – Resposta ; IP – Indicadores Primários (imperativos); IC – Indicadores Complementares; IU – Indicadores Universais; INU – Indicadores Não Universais.

    Esta é a tabela dos indicadores utilizados para a aviação, o engraçado é que é a fonte de toda a informação, é o Município.
    Tal como tinha escrito, isto é uma “não noticia” feita à medida para a campanha eleitoral.
    Com a mentira podem ir
    muito longe, mas sem esperança de voltar.

    Esta é a praga deste
    tempo, quando os loucos guiam os cegos.

    Cumprimentos
    Guerra Junqueiro