Oliveira do Hospital com presença estratégica no “mapa” da Volta a Portugal em Bicicleta (Com vídeos)

Oliveira do Hospital transformou-se, esta manhã, na capital do ciclismo, servindo de palco para a partida da mais dura etapa da Volta a Portugal em Bicicleta. Depois de percorrer 66 quilómetros em solo concelhio, o pelotão tem meta na Torre, num total de mais 100 quilómetros.

vpfitaA Volta a Portugal em Bicicleta fez esta manhã as delícias dos inúmeros oliveirenses e visitantes que na cidade e espalhados um pouco por todo o concelho não perderam a oportunidade de ver de perto os ciclistas que participam na 75ª Volta a Portugal em Bicicleta. Com o Largo Ribeiro do Amaral e o adro da Igreja de Sant’Ana a funcionar como ponto nevrálgico da partida da 8ª etapa que liga Oliveira do Hospital à Torre, a Volta a Portugal em Bicicleta voltou a cumprir, pelo quarto ano consecutivo, a sua passagem pelo concelho oliveirense e, com isso, a colocar o nome de Oliveira do Hospital no “mapa”.

“Hoje Oliveira do Hospital é um nome falado a nível nacional e mundial”, afirmou o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital ao correiodabeiraserra.com, considerando acertado o “grande investimento” feito na Volta a Portugal em Bicicleta, tendo em conta o retorno que é conseguido, nomeadamente na promoção da marca “Oliveira do Hospital”.

Uma aposta que, José Carlos Alexandrino lamenta que não tenha sido feita por anteriores responsáveis municipais com os prejuízos daí decorrentes. “O problema é que Oliveira do Hospital, no passado, nunca fez divulgação da sua marca”, comentou o autarca que atendendo ao que “hoje está a acontecer em Oliveira do Hospital”, não tem dúvidas de estar a seguir o caminho certo.

Um percurso que Alexandrino em momento de recandidatura à presidência da Câmara Municipal garante não interromper em caso de ser reconduzido no cargo. “Já combinei com o diretor da prova de que se eu ganhar as eleições haverão duas partidas e duas chegadas”, chegou a anunciar José Carlos Alexandrino que, prestes a terminar o mandato autárquico, se orgulha de ter sido o responsável por devolver a Volta a Portugal aos oliveirenses. “A Volta identifica-se comigo e o ciclismo é de longe uma festa do povo e um desporto que está próximo das pessoas”, referiu.

“Oliveira do Hospital esteve presente várias vezes, constituindo-se como município histórico da Volta”

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA antecipar uma partida simbólica que teve lugar no largo Ribeiro do Amaral com o pelotão a rumar à zona norte do concelho, a voltar à cidade e a dirigir-se a sul com destino à Torre, o diretor da prova destacou a importância que Oliveira do Hospital tem tido nas últimas quatro edições da Volta a Portugal em Bicicleta, tal como teve em edições passadas.

“No curso da história, Oliveira do Hospital esteve presente várias vezes, constituindo-se como município histórico da Volta”, comentou Joaquim Gomes que no processo que levou a que Oliveira do Hospital reentrasse no “mapa” da Volta considera determinante a vontade do atual presidente da Câmara. “Foi com José carlos Alexandrino que Oliveira do Hospital recuperou presença e relação forte com a organização da Volta e o evento”, referiu o responsável, garantindo que Oliveira do Hospital tem todas as condições para acolher uma etapa da Volta, tendo por isso “o mesmo peso que os grande município do país”.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA fechar um ciclo de quatro edições, a presença da Volta a Portugal em Bicicleta em Oliveira do Hospital aconteceu algo reforçada, já que da cidade o pelotão rumou à Torre naquela que é entendida como a etapa rainha da prova. “Estrategicamente, Oliveira do Hospital foi colocado num dia muito especial para nós”, contou Joaquim Gomes a este diário digital adivinhando para hoje – atendendo ao aproximar do final da Volta e à exigência do percurso – “um espetáculo de grande nível e que vai ajudar a clarificar a classificação geral e individual”.

Em dia da 8ª etapa da Volta a Portugal em Bicicleta, o atual camisola amarela – Sérgio Pardilla (MTN) – brindou o município com o símbolo da liderança da classificação geral. O arranque simbólico da etapa rainha ficou marcado pela realização de um minuto de silêncio pelo bombeiro de 41 anos, Miguel Jesus Rodrigues, que ontem morreu num combate ao incêndio em Coutada, na Covilhã.

vtalexmalatoNa manhã de hoje, as atenções não se esgotaram na “máquina” da Volta a Portugal em Bicicleta. O programa “Verão Total” da RTP1 conduzido por José Carlos Malato e Isabel Angelino também agradou aos oliveirenses e visitantes que não perderam a oportunidade para, de perto, verem a dupla televisiva e artistas que animaram a programação. Em destaque esteve a oferta turística que Oliveira do Hospital tem ao dispor dos visitantes.

 

 

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

 

LEIA TAMBÉM

Fiscalização da GNR sobre automobilistas levou a sete detenções

Detido em Seia traficante de estupefacientes

A GNR de Seia e de Paranhos da Beira detiveram um homem de 23 anos, …

Mortes em acidente em Tábua no acesso ao IC6

Dois homens morreram hoje na sequência de uma colisão frontal entre duas viaturas ligeiras numa …

  • Mário Carvalho

    Mais um espectacular e cheio de sucesso evento organizado pelo grande e nosso presidente Alexandrino! Tanto suminho de laranja que a oposição tem bebido. Tem sido com cada ressaca…

    • Guerra Junqueiro

      Sim, sim. Porque o vinho é FTP.

      Cumprimentos
      Guerra Junqueiro

    • MUITO ATENTO

      É tanta a festa que qualquer dia nem para o sumo de laranja deve sobrar dinheiro!

  • Carlos Gouveia

    Sempre que este “Presidente” abre a boca, e com cada uma que sai que até mete dó! As duas saídas serão em homenagem às duas empresas que saíram de Oliveira para os concelhos vizinhos de Tábua e Seia?

    Com tanta saída e chegada, o melhor é a volta ser apenas em Oliveira, não será melhor?