“Oliveira não é uma terra madrasta, mas sim uma casa mãe”

Apresentei pela terceira vez, na expOH deste ano, a final do concurso Soltem Talentos. A iniciativa, iniciada em 2011 pelo Município de Oliveira do Hospital, pretende incentivar e apresentar jovens talentos nas áreas do teatro, música, dança e artes circenses.

A fazer lembrar o Portugal tem Talento, mas numa versão local, permitiu trazer à principal montra do concelho vários artistas – principalmente musicais – que a maioria de nós não conhecia. Jovens dos 11 aos 30 anos saltaram para o maior palco do concelho e mostraram o que valiam.

Os participantes, os muitos que vi surgir e crescer, devem ser aplaudidos e incentivados. Tiveram a coragem de enfrentar uma plateia sempre ampla e, com mais ou menos afinação, fizeram desta uma das noites mais bonitas do evento.

Diz Elbert Hubbard que “Existe algo muito mais escasso, fino e raro que o talento. É o talento para reconhecer os talentosos”. O exercício feito em Oliveira do Hospital, de reconhecer o talento local, comprova a aptidão para incentivar o que de bom temos.
O caminho é esse. No comércio, na indústria, na arte, no desporto, na juventude.

Incentivar o que fazemos bem, até para podermos criticar quando não chegamos à boa fasquia que se tem erguido ultimamente. É com essa crítica, com a exigência natural de quem aprende a fazer bem, que temos de saber crescer. Como as pequenas estrelas do Soltem Talentos.

Apostar em novos talentos é apostar no futuro. É mostrar que, contrariamente ao que muitas vezes se diz, Oliveira não é uma terra madrasta, mas sim uma casa mãe. É essencial promover o orgulho local, fazer sentir a família oliveirense em casa. Para podermos atrair investimento externo, turismo, crescimento, temos de primeiro estar bem connosco próprios, ter auto-estima. Se não gostarmos de nós, quem gostará?

É nesse sentido que ainda vale a pena dizer que…
• As eleições autárquicas estão a chegar e há listas do CDS-PP, CDU, PS, PSD e ainda movimentos independentes em várias freguesias. É na pluralidade e na possibilidade de escolha que reside a democracia.

• Foi lançado esta semana o Guia de Turismo Ativo, num formato interessante e atrativo. Cheira a narciso do mondego e cheira bem, cheira a futuro.

• Paulo Figueira foi reeleito na direção do Futebol Clube de Oliveira do Hospital. Para este mandato, que se mantenha o incentivo às camadas jovens e ao desenvolvimento de uma gestão autónoma, sustentável e focada nos bons resultados desportivos.

Pedro Coelho

LEIA TAMBÉM

idosos

Idoso desaparecido em Trancoso

Os Bombeiros e a GNR estão a procurar um homem de 90 anos que foi …

frio

Frio vai acentuar-se amanhã, mas sem previsão de chuva para os próximos dias

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para amanhã uma descida das …