Oliveirense Francisco Rolo felicitado pela eleição para liderar a Rede de Aldeias de Montanha

A eleição de José Francisco Rolo, vice-presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, em lista única, para a liderança da nova direcção da Associação de Desenvolvimento Integrado da Rede de Aldeias de Montanha (ADIRAM) mereceu elogios de todos os elementos que participaram na última Assembleia Municipal oliveirense. O autarca é acompanhado na direcção daquele organismo que engloba nove concelhos, em representação de cerca de 40 aldeias, pelos vice-presidentes Luís Tadeu (presidente da câmara de Gouveia) e Victor Amaral (vereador da Câmara da Guarda).

O novo cargo é, no entender do presidente da autarquia de Oliveira do Hospital, um reconhecimento das capacidades de um dos elementos da sua equipa e o resultado de uma “grande negociação” e motivo de orgulho para a cidade. “Com este cargo vem também uma grande responsabilidade”, referiu José Carlos Alexandrino, enquanto os eleitos de todos os quadrantes, antes de iniciarem a sua intervenção, faziam questão de parabenizar Francisco Rolo que vai comandar uma organização que engloba um vasto território e vai gerir fundos estruturais. Também o presidente da Câmara Municipal de Seia, Filipe Camelo, felicitou, logo no dia da eleição (que decorreu dia 28, na localidade de Cabeça (Seia), a nova direcção, a quem formulou votos dos maiores êxitos.

A ADIRAM surgiu a 22 de Abril de 2013, promovida pela Câmara Municipal de Seia, em parceria com um conjunto de agentes privados, e hoje gere a marca Aldeias de Montanha, tendo como principal objectivo promover o Desenvolvimento Turístico e Integrado da Rede de Aldeias de Montanha, enquanto marca agregadora do potencial turístico da Região da Serra da Estrela e Beira Interior, de uma forma sustentável, integrada, inovadora e criativa. O importante papel na valorização e promoção do território que lhe foi reconhecido pelas autoridades gestoras dos fundos estruturais garantem-lhe que terá ao seu dispor um envelope financeiro para implementação dos seus projectos.

O autarca de Seia, Filipe Camelo, recordou no dia da eleição o papel fundamental de Seia no arranque daquela estrutura. “O excelente trabalho da Câmara Municipal de Seia aquando do arranque deste projecto foi unanimemente reconhecido pela nova direcção, havendo inclusivamente um voto de louvor expresso por um dos mais relevantes empresários da região ao nível do turismo, o Luís Veiga administrador do Grupo IMB Natura, proprietário do H2 Hotel, que reconheceu o pioneirismo da Câmara de Seia em avançar com este projecto que também tem contribuído para afirmar Seia como uma referência ambiental no turismo de Natureza”, destacou o autarca senense, para quem a saída voluntária de Seia da direcção não significa menor empenho no projecto. “Continuaremos a acompanhar, dentro e fora da ADIRAM, e a apostar nele fortemente, até porque Seia é o concelho que mais aldeias tem na rede e continua a integrar os seus órgãos sociais”, explicou, sublinhando que organização mantém a sua sede em Seia e a sua equipa técnica é composta, na íntegra, por recursos locais e a técnica Célia Gonçalves, quadro do município, continuará a assegurar a respectiva coordenação do projecto.

LEIA TAMBÉM

Cooperativa Capital dos Frutos Silvestres, criada em Oliveira do Hospital, prevê produzir já este ano 100 toneladas de mirtilo e framboesa

Uma cooperativa de produtores de frutos silvestres prevê produzir este ano 100 toneladas de mirtilo …

Alexandrino acusa alguns médicos de “boicote” ao SAP “numa tentativa de ele fechar” e coloca em causa qualificação de um clínico

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital teceu hoje duras críticas a “alguns …

  • António Lopes

    O Senhor Presidente é mesmo um tratado..! Com amigos assim..! Ó senhor Presidente José Carlos Alexandrino Mendes: Afinal, o Dr.Francisco Rolo foi eleito em “reconhecimento pelas capacidades”(que sem favor se lhe reconhecem), ou pela “grande negociação”..? O Senhor não perde uma para se por em “bicos”… e fazer “sombra”…E já não acredito que tenha cura…Já me tinham dito que era de nascença e, parece que sim…