Operadores preocupados com mau funcionamento do apoio ao turista em Oliveira do Hospital

O impacto do primeiro “Camping Car Serra da Estrela”, uma área de serviço e pernoita para autocaravanas, que entrou em funcionamento no domingo, no Parque do Senhor das Almas, em Oliveira do Hospital, não é consensual entre os operadores do sector. Há aqueles que defendem que irá retirar algum movimento aos parques privados. Outros asseguram que estes caravanistas não têm grande influência, dado que vão utilizar o espaço apenas para pernoitar e seguir viagem no dia seguinte. Num aspecto, porém, parecem estar de acordo: a autarquia não trabalha bem o turismo no concelho oliveirense.

Os operadores consideram que a autarquia que não faz uma aposta “profissional e séria” no apoio aos turistas que visitam Oliveira do Hospital. Garantem que serviço existente é “ineficiente, não tem visibilidade e praticamente não faz publicidade sobre e os locais a visitar. Um dos projectos que têm defendido: um Posto de Turismo junto à EN 17 não tem obtido resposta por parte da autarquia. O CBS também colocou esta e outras questões à autarquia que optou por não responder.

“Agora, aquilo do Camping Car Serra da Estrela não é mais que uma estação de serviço. Serve para pernoitar e seguir no dia seguinte. Não tem nada a ver com o nosso público-alvo. Mas tem o aspecto positivo de poder trazer mais pessoas a Oliveira do Hospital”, diz Joost, proprietário do parque de campismo da Toca da Raposa, explicando que os espaços tradicionais oferecem outras condições para quem verdadeiramente pretende fazer férias e relaxar. Este belga está mais preocupado com o fraco desempenho da autarquia em termos de promoção e apoio ao turismo no local. “Tem de existir divulgação, mas Oliveira do Hospital tem um Posto de Turismo que quase é invisível”, crítica, elogiando, porém, o trabalho que tem sido feito na divulgação do nome do concelho a nível nacional.

Esta critica é partilhada pelo responsável do Parque de Campismo da Fundação Albino Mendes da Silva, em São Gião. António Cruz não duvida que o investimento seria muito mais rentável se fosse efectuado no sentido de divulgar o que de “bom tem o concelho e a forma das pessoas as visitarem”. “Aqui a informação é praticamente inexistente. A publicidade é inexistente. Fazem o suficiente para divulgar o Vale do Alva? Falam muito, mas publicidade e investimento pouco se vê”, continua António Cruz que não esconde que gostaria de ver outro caminho para os 30 mil euros gastos no designado Camping Car Serra da Estrela. “Não se entendo como ninguém repara o açude, em São Gião, que era uma atracção turística no Verão e no Inverno. Uma cheia destruiu umas pedras e depois, quem de direito, em vez de reparar, acabaram com o resto”, sublinha. Ao CBS, a autarquia também não respondeu a qualquer pergunta sobre este assunto.

Karina Hulsman proprietária de um parque de Campismo e pragmática. “Sobre as caravanas ninguém falou connosco. Mas sobre aquilo que falámos também não fazem nada. Onde está a ideia que foi lançada para a construção de um posto de turismo junto à EN17? Não existe nada. Não foi feito nada, quando essa seria uma aposta fortíssima para o turismo local”, explica a responsável pelo parque da Ponte das Três Entradas, que não entende as prioridades da autarquia que não aposta num programa verdadeiramente profissional e com visibilidade para dar a conhecer os bons locais de acolhimento da região. “Apostou-se numa estrutura que não vai atrair turistas. Será um ponto de dormida de quem vai em viagem. Não ficam aqui tempo quase nenhum e não vejo o que Oliveira do Hospital venha a ganhar, a não ser o Lidle”, confessa esta holandesa, acusando ainda a autarquia de retirar estas caravanas, ainda que por uma noite, dos parques privados existentes no concelho. “Pagamos impostos e depois, em vez de projectos de valor acrescentado, temos como presente a retirada de alguns clientes”, remata.

Houve ainda proprietários que preferiram não falar sobre o assunto. “Não tenho interesse, isso envolve a Câmara e convém não falar”, explicou um responsável que preferiu não ser identificado.

LEIA TAMBÉM

IP reforça meios de prevenção e limpeza de gelo e neve nas estradas da Serra da Estrela com novo Silo de Sal-gema na Guarda

A Infra-estruturas de Portugal (IP) instalou na Guarda, um novo silo de sal-gema com capacidade …

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …

  • Politicalex

    Valha-vos Deus.Bola e festas.Nessa vocês apanham-nos o resto, não percam tempo…! Se eles fossem lá aquele exame dos professores já viam qual era o futuro deles…Essa coisa da saúde revolucionária,já começou a “matar alguém ou a velhice vai fazendo o trabalho..?

  • unidademovel

    Estão admirados?
    Não sabiam das suas capacidades e competências ? votaram neles . Apoiaram-nos. Acreditaram neles . Era tudo um mar de rosas e maravilhas de gestão .
    Agora tirem-nos.Duvido que o consigam . Muitos estão mais vendidos e comprados por lentilhas , mas estão e serão os continuadores . São 6 anos mais 8 igual a 14 de compadrio, promiscuidade ,incompetência e destruição do concelho . Quanto ao Dr. Sério e o Eng.Carácter , estes infelizmente estão há muito no jardim das tabuletas do concelho sepultados pelos coveiros Alves, Rocha, Alexandrino e Rolo .

  • Toca da Raposa

    Caro Sr. jornalista da CBS,
    Pena que vejo o meu nome e da Toca da Raposa para baixo do titulo ‘Operadores preocupados’….porque não estou! Penso que isto foi bem claro na nossa conversa telefónica curta.
    Um Posto de Turismo junto à EN 17 é na minha opinião não prioritário, mas dei um ‘CONCELHO’ para fazer o Posto de Turismo actual mais visível no centro da cidade.
    A área de serviço nova junto à EN 17 vai atrair mais turistas para esta zona e é directamente ou indirectamente bom para o concelho e para todos. Aparecem em toda Europa….assim não pode fazer falta no concelho!! Isto foi o meu comentário. E claro que não é nosso público alvo porque nos oferecemos outros serviços.
    Ao nível nacional a autarquia pôs o nosso concelho na mapa…resultando que nos últimos anos vêm muito mais turistas dos grandes cidades para nossa zona. A câmara está a apoiar Toca da Raposa e outros projectos que conheço.
    É pena que o Sr.jornalista usa as palavras num outro contexto, muitos vezes negativo e criticando, estragando bom trabalho e bons relacionamentos

    Desejo todos um bom trabalho e muitas turistas este Verão.

    Joost, Toca da Raposa

    • Filho da noite

      Estou admirado com este comentário da “Toca da Raposa” pois já conheço a “Toca” há muitos anos, e desculpe que lhe diga, há 10 anos tinha o dobro dos clientes que tem hoje. Lamber o cú ao presidente não é solução.

      • Toca da Raposa

        Percebeste mal…hoje tenho o dobro dos clientes que tinha há 10 anos.
        Não preciso lembar o cu de ninguém porque tenho casa cheia. Por favor mostra a tua cara, disse quem és, convida-te na Toca para te mostrar como estão as coisas. Melhores cumprimentos, Joost.

        • Filho da noite

          É uma azafama de carros de um lado para o outro.
          Enfim, não vale a pena dizerem mais nada.

          • Toca da Raposa

            Estou a falar com Sr……???

      • Cuspatins

        Sim, a solução passa por lamber o cú do Dono do blog, com o seu jornalismo maldoso e raivoso e respetivo “jornalista” pouco profissional, tendencioso e de mui fraca qualidade.

  • Parque de Campismo de São Gião.

    Sr jornalista é pena este tipo de noticias que em nada abonam as instituições nem quem as representa. A conversa via telefone com o encarregado do parque António Cruz foram totalmente desvirtuadas tendo até o mesmo sugerido que contactasse os membros do Conselho de administração e o Sr Jornalista nada fez, apenas pegou em algumas palavras e fez esta noticia desvirtuada da realidade. Referir ainda que o Município de Oliveira do Hospital tem colaborado com o Parque de Campismo na questão de alojamento e restauração aquando de iniciativas concelhias.
    Deveria ainda este jornal ajudar a promover o Concelho e não apenas a criar mau ambiente entre pessoas e instituições pois a obra inaugurada no Parque do Senhor da Almas em nada prejudica esta Instituição até serve de complemento.
    Respeitosos cumprimentos.

  • Parque de Campismo de São Gião

    Sr jornalista o Rio que passa em São Gião é o RIO ALVA.
    Cumprimentos.

    • Politicalex

      E onde é que está escrito que seja outro..?

  • Politicalex

    Sendo o presidente da Fundação Albino Mendes da Silva nomeado pelo Senhor Presidente da Câmara, ninguém estava à espera que houvesse outra posição. O que já não se compreende é que se fale em nome da Fundação e não se assine o nome…Mas tudo “dentro dos conformes”..! Estranho era se fosse de outra maneira…