Opinião/Saúde: Motive-se…Recupere qualidade de vida…ARTICULE-SE…

A artroplastia total da anca representa um dos maiores avanços da Ortopedia Moderna, sendo um dos procedimentos mais seguros e efetivos.

Oferece um alívio das queixas álgicas e permite uma melhoria funcional significativa.Cerca de 2/3 destes procedimentos são realizados em pacientes com mais de 65 anos, mas cada vez mais doentes jovens são submetidos a esta cirurgia com a consequente maior exigência em termos funcionais, possibilitando maior amplitude articular, restauração biomecânica e maior conservação do capital ósseo.

A reabilitação numa artroplastia total da anca deve iniciar-se precocemente com o objetivo de diminuir as complicações pós-operatórias, diminuir a dor e incapacidade, aumentar a amplitude articular, a força muscular e melhorar a qualidade de vida.

O levante deve iniciar-se às 24 horas após a cirurgia e o doente deve iniciar a recuperação funcional em fisioterapia durante o internamento com auxiliares de marcha e carga até 20kgs do membro operado e treino para subir e descer escadas durante o internamento.

Após a alta hospitalar, que ocorre habitualmente entre o 4º e o 10º dia (em média ao 6º dia), o doente deve manter apoio fisiátrico com o objetivo de reforçar a musculatura, aumentar progressivamente o arco de mobilidade e o incremento da carga com canadianas, com desmame progressivo das mesmas.

Aos dois meses de pós-operatório o paciente retoma os hábitos normais de vida com carga total, posição indiferente no leito e deve manter atividade física com reforço muscular em piscina e/ou ginásio devendo manter um exercício regular que possibilite um retorno à condição física prévia à situação clinica que determinou as queixas do paciente e o levou à artroplastia, bem como o retorno à atividade laboral.

Esperamos ter contribuído para desmistificar a ideia de que a artroplastia total da anca apenas deve ser realizada em doentes já idosos que não se conseguem mobilizar.
Apenas um conselho: Motive-se…Recupere qualidade de vida…ARTICULE-SE…

A Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia e a Associação Portuguesa das Empresas de Dispositivos Médicos acabam de lançar, em Portugal, a campanha “Vida é Movimento” com o mote “Articule-se”, que visa aumentar o conhecimento sobre as doenças ortopédicas que afetam ossos e articulações e que são a maior fonte de dor e incapacidade em todo o mundo. Esta campanha tem também como objetivos desmistificar o tratamento cirúrgico das doenças ortopédicas e a colocação de próteses, e clarificar os mitos ainda existentes sobre a qualidade de vida das pessoas portadores destes dispositivos médicos.

Por Dimas de Oliveira, ortopedista, membro da Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia

LEIA TAMBÉM

Os pais da exclusão: o choque de civilizações. Autor: Renato Nunes

O (escasso) debate entre David Rodrigues e Luís de Miranda Correia, no passado mês de …

À Boleia Autor: André Duarte Feiteira

O país da Maria, do Manuel, das cunhas e dos tachos! Autor: André Duarte Feiteira

Que bonito é Portugal! Um país à beira mar plantado, com um clima afortunado e …