Depois de o Conselho Nacional de Jurisdição (CNJ) do PSD ter deitado por terra as pretensões da comissão política de Oliveira do Hospital, que tentou impugnar...

Os partidos e a justiça

… junto daquele órgão a candidatura de Mário Alves, os dirigentes locais do partido parecem agora ter percebido que não é só nos tribunais que nem sempre se faz justiça.

Por vezes, são os próprios partidos políticos a darem estes maus exemplos.

Apesar de ter conquistado por duas vezes consecutivas a presidência do partido em eleições democráticas, o líder do PSD de Oliveira do Hospital ficou finalmente a saber – após a decisão do CNJ – que “para lá do Marão, quem manda já não são os que lá estão”.

Dito de outro modo: foi completamente inglório o esforço que José Carlos Mendes veio fazendo, desde 2006, na tentativa de abrir um novo capítulo na vida política local.

Os partidos políticos estão contaminados por gente carreirista e sedenta de poder, que já nem eleições respeitam. Sobrepõem interesses pessoais à vontade eleitoralmente expressa por várias centenas de militantes.

Foi isto que, na verdade, aconteceu em Oliveira do Hospital. A facção que detém o poder autárquico, quer mantê-lo a todo o custo. Contra tudo e contra todos. Como não venceu nas urnas, tratou de ganhar na secretaria.

E agora?
Agora, José Carlos Mendes, tem dois caminhos: ou sai empurrado, ou então mostra um cartão ao seu próprio partido, avançando com uma lista de independentes.

Neste último cenário, o líder do maior partido de Oliveira do Hospital, sabe que tem carisma e capital político suficientes para baralhar as próximas eleições autárquicas.

Pessoalmente – e também falo em consequência de algumas informações que me vão chegando –, acredito que vai ser esse o caminho escolhido por José Carlos Mendes e pelos seus pares.

[email protected]

LEIA TAMBÉM

Os jornais também se abatem

Os jornais também se abatem, e esta é a última edição impressa do CBS – um jornal com cerca de 20 anos de história que fundei na Primavera de 1988 e cuja publicação suspendi em 2002.

Correio da Beira Serra suspende publicação em Junho

Hoje, trago más notícias. O Correio da Beira Serra, em versão impressa, vai suspender a sua publicação.