PJ deteve autor de crimes de abuso sexual de criança e de pessoa incapaz de resistência

Pai e filho condenados a cadeia em Aveiro por abusarem de filha e irmã menor

O Tribunal de Aveiro condenou hoje a penas de oito anos e nove meses e quatro anos e meio de prisão efectiva dois homens acusados de abusar sexualmente de uma menor, filha e irmã dos arguidos. O tribunal deu como provado que os dois homens, de 24 e 49 anos, mantiveram relações sexuais com a menor durante cerca de cinco anos.

A pena mais gravosa foi aplicada ao irmão da ofendida, que estava acusado de mais de 600 crimes de abuso sexual de criança, coação sexual e violação agravados e foi condenado a uma pena única de oito anos e nove meses de prisão, em cúmulo jurídico, por um crime de coação sexual agravado e três crimes de violação agravados. O pai da menor, por seu lado, vai cumprir quatro anos e meio de prisão efectiva. Além da pena de prisão, cada um dos arguidos terá de pagar uma indemnização de dez mil euros à vítima.

A acusação do Ministério Público refere que a vítima, actualmente com 20 anos, terá sido abusada sexualmente pelo pai e pelo irmão, em residências onde a família viveu no concelho de Ílhavo. Os crimes terão começado em 2007, quando a menor tinha 12 anos, e continuaram até 2012, quando a vítima fugiu de casa e foi residir para Espanha, onde permaneceu até completar 18 anos.

LEIA TAMBÉM

Câmara de Seia investe 750 mil euros na educação

A Câmara Municipal de Seia vai realizar um investimento de 750 mil euros durante este …

“A recuperação que se exige, após os incêndios, já é um escândalo nacional e tentam passar por culpados os lesados”

A Associação Distrital dos Agricultores de Coimbra (ADACO), e a CNA, Confederação Nacional da Agricultura, …